Google+ Badge

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Polícia identifica quadrilha que invadiu casa de procurador do MP

A Delegacia Especializada em Crimes Contra o Patrimônio (DECCP) identificou todos os criminosos que invadiram a casa de um procurador de Justiça do Ministério Público do Amapá em dezembro. Pelo menos 11 pessoas estiveram na residência e apenas três são maiores de idade. Nesta quinta-feira, 21, a Decipe divulgou as fotos dos maiores que estão sendo procurados. 
A casa do procurador foi invadida no dia 29 de dezembro. Segundo a polícia, os criminosos sabiam que a família estava viajando porque o carro da casa estava estacionado na garagem havia vários dias.
“Eles foram para uma praça que fica ali perto onde consomem drogas e decidiram lá que era o momento de entrar na casa”, comentou o delegado Glemerson Arandes, da DECCP.
Delegado Glemerson Arandes, da DECCP: um completou 18 anos 3 dias depois do crime. Foto: Arquivo
Delegado Glemerson Arandes, da DECCP: um completou 18 anos 3 dias depois do crime. Foto: Arquivo
Dentro da residência os bandidos ficaram à vontade. Além aparelhos eletroeletrônicos como notebooks e televisores, eles encontraram a coleção de armas do procurador, sete ao todo, entre elas revólveres e pistolas. Algumas já foram recuperadas, mas a maioria continua desaparecida. A ação deles foi filmada por câmeras de segurança da residência. 
Nesta quarta-feira, 20, a DECCP cumpriu mandado de busca e apreensão na casa de um dos suspeitos, identificado como Luis Eduardo Couto, de 18 anos. Ele mora na Avenida Mendonça Júnior, próximo ao canal. Ele foi conduzido até a delegacia e confessou que participou da invasão dando todos os detalhes. 
“Só que na época do crime ele era menor, e completou 18 anos 3 dias depois do crime. Por isso ele vai responder como menor pelo ato infracional e pode ficar internado até os 21 anos”, informou Arandes.
Os maiores de idade tiveram os nomes divulgados. Fabiano Almeida Maria, Jonatan Wandrew da Conceição Nunes e Fernando, conhecido como “Soldado”, respectivamente na foto de capa da esquerda para a direita. Eles continuam sendo procurados.(Pararijos NEWS)