Google+ Badge

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Obra fecha a Celso Malcher por 90 dias

O alagamento da Celso Malcher é um dos problemas que demonstram a urgência dos serviços no TucundubaO alagamento da Celso Malcher é um dos problemas que demonstram a urgência dos serviços no Tucunduba
A retomada das obras do projeto de saneamento integrado do Tucunduba, exigirá a interdição por 90 dias, a partir de hoje, da Rua Celso Malcher, uma das principais vias do bairro da Terra Firme. Ontem pela manhã, moradores e condutores de motos e carros particulares foram unânimes em afirmar a necessidade do serviço, mas algumas pessoas reclamaram que enfretarão dificuldades para sair e voltar para casa e prejuízos nas vendas do comércio, em razão das alterações no trânsito.
“É claro que a obra atrapalha. No mínimo, deixará a viagem para o trabalho mais longa’’, disse o morador da Rua São Domingos, número 427, o feirante do Ver-o-Peso Valdo Rodrigues, de 50 anos, no momento em que saía das compras em um supermercado na Celso Malcher esquina com a São Domingos. Valdo, que mora há 32 anos no bairro, reconheceu que o serviço é importante. “Enche tudo isso aqui’’, comentou. A dona de casa Catarina Santos, 42 anos, moradora do número 130 da São Domingos, também aprova as obras. “Dá até pena ver o pessoal andando sobre uma água imunda. Esse serviço é uma benção’’, confirmou ela.
O diretor de saneamento da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop), Denis Ribeiro, esteve na Terra Firme na última quinta-feira, 14, em conversa com os moradores, na qual fez uma retrospectiva do projeto de saneamento integrado do Tucunduba, que, segundo ele, beneficiará diretamente cerca de 250 mil pessoas nos bairros do Guamá, Universitário, Terra Firme, Canudos e Marco. Para esta etapa, estão previstos R$ 35 milhões do total de R$ 121 milhões previstos para a completa execução do projeto. (Pararijos NEWS)