Google+ Badge

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Mulher atira e mata ladrão


Uma mulher, possivelmente policial, testemunhou um assalto na avenida Bernardo Sayão, esquina com a vila Santos, no bairro do Jurunas, em Belém, e atirou cinco vezes contra os criminosos. Jeferson Alves Rodrigues, de 19 anos, o “JJ”, foi atingido e morreu no local. Ele estava com o colega conhecido como “Merreca” e outro comparsa, que conseguiram escapar.
O baleamento ocorreu por volta de 21h30 de sábado (23), quando o trio assaltava condutores de veículos que trafegavam pela Bernardo Sayão. “Eles agem com frequência aqui nessa área. Quando um carro passa eles pulam na frente do veículo, armados, e mandam o motorista parar. Eles depenam o carro e correm para dentro da vila Santos”, disse uma testemunha que não quis se identificar.
A mulher armada viu um roubo e saiu do carro atirando. Ela fugiu do local depois de matar “JJ” e até o final da noite de sábado não havia sido identificada pela polícia.
A família de Jeferson não demorou a aparecer, pois ele morava em um condomínio a poucos metros do local do crime. A mãe dele chorava bastante diante do cadáver. Segundo moradores da área, ela chegou a perguntar para o filho mais velho, que estava com ela, se ele queria morrer da mesma forma, já que ela sabe que os dois são criminosos.
“Ela é uma mulher trabalhadora, rala para cuidar dos três filhos, mas esses dois estavam viciados em droga e acabavam se envolvendo em crimes. Ela sente vergonha dessa situação”, disse um conhecido da família que pediu para não ter o nome divulgado.
O delegado Lenoir Cunha, da Divisão de Homicídios, deu início às investigações e confirmou que Jeferson Alves Rodrigues foi assassinado durante um assalto. De acordo com o delegado, porém, a pessoa que atirou em “JJ” estava dentro do veículo que o trio assaltava, não no veículo de trás, como relatou a testemunha. (Pararijos NEWS)