Google+ Badge

sábado, 9 de janeiro de 2016

Mais 278 mil famílias podem perder tarifa social

Mais 278 mil famílias podem perder tarifa social (Foto: Cezar Magalhães)
Para não perder a tarifa social de energia elétrica, o beneficiário deve atualizar o seu cadastro (Foto: Cezar Magalhães)
Um total de 278.104 famílias paraenses de baixa renda podem perder o benefício da tarifa social de energia elétrica. O motivo é a não atualização do Cadastro Único (CadÚnico), realizado junto aos Centros de Referência e Assistência Social (Cras). O recadastramento deve ser atualizado a cada 2 anos pelos beneficiários do programa. A gestora do processo na Celpa, Ana Paula Barbosa, afirma que as famílias que perderem o benefício por não terem atualizado seus dados junto ao Cras podem recuperá-lo a qualquer tempo. “Estas famílias ainda podem procurar o Cras mais próximo de sua residência para efetivar a atualização cadastral”. 
A tarifa social, que garante descontos de 10% a 65% na conta de energia elétrica, é destinada a consumidores residenciais com renda familiar mensal menor ou igual a meio salário mínimo por pessoa, ou seja, R$ 440. Também tem direito ao benefício idosos com 65 anos ou mais e pessoas com deficiência de qualquer idade. 

ATENDIMENTO
Famílias com renda mensal de até 3 salários mínimos só poderão ser beneficiadas se tiverem entre os seus membros pacientes em tratamento de saúde domiciliar que requeira uso de equipamentos hospitalares. Mais informações podem ser obtidas pelo 0800 091 0196.
(Pararijos NEWS/Diário do Pará)