Google+ Badge

sábado, 16 de janeiro de 2016

Dois homens são presos em Igarapé-Miri

Dois homens são presos em Igarapé-Miri (Foto: Divulgação)
Edson de Jesus (à esq.), ainda tentou fugir mas foi preso. Já Jonas Gonçalves, (à dir.), é acusado de cometer homicídio (Foto: Divulgação)
Policiais civis de Igarapé-Miri, nordeste paraense, prenderam 2 envolvidos em crimes, em Igarapé-Miri, nordeste paraense. Um deles é o lavrador Jonas Martins Gonçalves, de 20 anos, acusado de homicídio e que está com mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça. O outro é o foragido de Justiça Edson de Jesus Campos de Araújo, 20 anos. Em informações divulgadas ontem, a equipe de policiais civis informa que as investigações apontaram que o preso Jonas Gonçalves cometeu o crime após invadir a casa do tio, Adenil Pantoja Martins, 26 anos, durante a noite de 6 de junho de 2014, para matá-lo com um disparo de arma de fogo. 
A ordem de prisão foi decretada pelo juiz titular da Comarca de Igarapé-Miri, Eduardo Freire, após representação do delegado Alexandre Clós. Conforme o policial civil, a vítima do crime foi morta, por volta de 20h, quando estava em sua casa, na vila Nova Aliança, às margens do rio Caji, zona rural do município. O crime seria resultado de uma rixa entre o acusado e a vítima. Dez dias antes do crime, a vítima foi acusada por Jonas de ter furtado a espingarda de propriedade de um morador na comunidade, fato que Adenil negou ter cometido. A acusação levou o dono da arma roubada a ir até a casa de Adenil perguntar se ele havia furtado a espingarda. 
Após isso, a vítima foi tirar satisfações com Jonas e os dois acabaram discutindo, o que gerou a rivalidade entre eles. As investigações mostraram que Jonas premeditou o crime. Horas antes, ele armou-se com uma espingarda pertencente ao seu pai e aguardou o melhor horário para invadir a casa da vítima e matá-lo com um tiro no peito. Após o crime, o acusado fugiu da comunidade. Familiares da vítima ainda tentaram socorrê-la. Com a expedição do mandado de prisão preventiva, o acusado passou a ser considerado foragido, até ser localizado e preso.
FORAGIDO É PRESO 
Policiais civis e militares prenderam na quinta-feira, 14, o foragido de Justiça Edson de Jesus Campos de Araújo, 20 anos, em operação conjunta, em Igarapé-Miri, nordeste paraense. Os policiais localizaram o procurado que estava escondido em uma casa na rua Rufino Leão, bairro Macapá. Durante o cerco ao imóvel, Edson ainda tentou fugir pelos fundos da casa, mas acabou preso pela equipe formada pelo delegado Alexandre Clós e investigador Denilson Bitencourt.
(Diário do Pará/Pararijos NEWS)