Google+ Badge

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Congresso Espírita reúne onze mil no encerramento

Congresso reuniu palestrantes de renome nacional e internacional no Hangar Congresso reuniu palestrantes de renome nacional e internacional no Hangar
O III Congresso Espírita Paraense, iniciado na sexta-feira, 15, foi encerrado na noite de ontem, no Hangar, com 11 mil espectadores presenciais e mais 39.071 internautas em 36 países, totalizando 50 mil participantes. Nos três dias do evento, promovido pela União Espírita Paraense (UEP), oradores explanaram aspectos do tema central “Justiça Divina: consolo para a Humanidade”, expondo que os seres humanos têm a oportunidade de construir a paz no mundo, prevenir e combater a criminalidade e enfermidades e outros desafios, a partir do autoconhecimento e práticas proporcionadas pelos ensinamentos de Jesus Cristo. O congresso teve a parceria das Organizações Romulo Maiorana (ORM).
“O tema do congresso aborda a Justiça Divina como consolo aos seres humanos, mas não como um consolo piegas, de resignação sem compreensão. Mas, a partir da compreensão da realidade material, histórica e espiritual, se tem a consoloção e o entendimento de que cada um de nós tem responsabilidade com as pessoas e com o mundo em que se vive, como nos mostra a Lei de Causa e Efeito”, afimou o palestrante Reinaldo Pontes. Raul Teixeira, um dos mais conhecidos autores e médiuns brasileiros, enalteceu a realização do III CEP em Belém. “Deixa mais luz na alma dos paraenses”, observou.
Responsável pela prece de abertura do evento na sexta-feira, ladeado pelo médium e palestrante Divaldo Franco e pela presidente da UEP, Najda Oliveira, Raul Teixeira destacou, ontem: “Jesus lembra que nós precisamos amar e amar é ajudar uns aos outros; amar é cultivar a família, é trabalhar com carinho, é conversar com os filhos, esses filhos tão carentes de oração, de educação, de paz na alma”. (Pararijos NEWS)