Google+ Badge

sábado, 31 de outubro de 2015

Musa fitness também sofre


30 de outubro, 2015 - 01h30 - Gata do Dia

Musa fitness também sofre

 Carol: “Faço dieta e treinos para tentar me manter mais definida por mais tempo” Carol: “Faço dieta e treinos para tentar me manter mais definida por mais tempo” 
Você pode não conhecer Carol Saraiva, mas com certeza já viu o rosto - e o corpaço - da modelo fitness, que tem uma marca própria de suplementos e é garota propaganda de várias marcas. Mesmo ela, que ganha a vida como modelo, não consegue manter as medidas o ano todo e corre para se livrar do prejuízo no verão.
“Eu estou feliz com meu corpo, mas gosto mais quando estou mais magra. Não consigo manter o ano inteiro, então sempre faço dieta e treinos para tentar me manter mais definida por mais tempo”, diz ela, que idealmente mantém 61kg distribuídos em 1,69m de altura 61cm de cintura e 95cm de bumbum.
Apesar de ser musa, Carol admira outras mulheres. “Tem várias mulheres que admiro muito, beleza para mim não é só o corpo, acho a Sabrina Sato (apresentadora de TV) e a Michelle lewin (modelo em Miami) perfeitas, por exemplo”, opina ela. (Pararijos NEWS)


Remo vai lançar sua própria cerveja

Remo vai lançar sua própria cerveja (Foto: Divulgação)
Bebida oficial do Leão deve estar à venda a partir do mês de dezembro em alguns supermercados. (Foto: Divulgação)
No futebol, independente da cor de uniforme que faz a cabeça do torcedor, o apreço pelas ‘louras geladas’ costuma ser uma tradição. Na hora de consumir cerveja, torcedores rivais se viam às voltas com as mesmas marcas e produtos em mãos. Ou pelo menos era assim até então.
A partir de agora, no entanto, o torcedor do Remo que quiser uma nova opção de cerveja exclusiva e ainda tiver a intenção de ajudar o seu time do coração poderá comprar a cerveja oficial do próprio clube, a Remogelada, única com três tipos de malte e três tipos de lúpulo.
A produção da bebida começou há um ano, de forma artesanal, pelas mãos do publicitário e torcedor Bruno Fernandez, que fazia pesquisas sobre cervejas artesanais, quando resolveu criar a sua própria em homenagem ao Leão e em alusão ao tabu de 33 jogos de invencibilidade sobre o maior rival.
À época, Bruno produzia algumas garrafas para consumir com amigos durante os jogos do Remo, mas aos poucos a bebida se tornou popular, o que levou Bruno a pensar em tocar o projeto de forma profissional o negócio com cerveja, ao montar a empresa 202 Brewers.
A direção de marketing do clube e o torcedor mantiveram contato por cerca de cinco meses e oficializaram ontem um contrato de cinco anos para comercializar o produto. A perspectiva é que a partir de dezembro a loja oficial do clube já disponibilize para comercializar garrafas da bebida, ao preço de R$ 15 a unidade. De cada venda, 12% vão ser revertidos como royalties para o clube.
“Hoje é um dia de muita felicidade. Assinei contrato com o meu amado Clube do Remo. Agora a minha querida Remogelada é a cerveja artesanal oficial do Leão Azul. Será produzida em larga escala e em breve vai estar num supermercado pertinho de você”, anunciou Bruno em uma rede social.
(Taion Almeida / Diário do Pará/Pararijos NEWS)

Seduc continua a fazer descontos nos salários

Seduc continua a fazer descontos nos salários (Foto: Elcimar Neves)
(Foto: Elcimar Neves)
O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública no Estado do Pará (Sintepp), mais uma vez, criticou o governador Simão Jatene por manter a política de descontos pelos dias parados na greve dos professores, que começou no último dia 26 e durou 73 dias. Durante uma assembleia geral da categoria, realizada anteontem, na Escola Estadual Marechal Cordeiro de Farias, o Sintepp reafirmou a disposição de fazer a reposição das aulas desde que o Governo do Estado suspenda os descontos.
O professor de sociologia da rede estadual Alexandre da Silva Dias, 38, denunciou que há 5 meses tem sofrido descontos abusivos em seus contracheques. Ele contou que, no mês passado, recebeu apenas R$ 500 de salário, o que representa para ele uma perda de R$ 1.800. Segundo o professor, apenas neste período, cerca de R$ 4 mil já foram descontados.
SAÚDE
Além dos prejuízos financeiros, Alexandre afirma que a situação tem afetado sua saúde, uma vez que faz tratamento para úlcera e gordura no fígado. Sem dinheiro, ele tem contado apenas com a solidariedade de amigos e familiares, que o ajudam a comprar seus medicamentos. Ele explica que sofreu descontos até por faltas em turmas nas quais não estava lotado.
“A Seduc só diz que vai haver uma rodada de negociações e que preciso pedir documentos aos diretores. Mas esses documentos nunca aparecem”, reclama. Membro da coordenação geral do Sintepp Estadual, Alberto Andrade disse que o Governo informou que não houve crescimento de receita para pagar o retroativo do piso salarial dos professores, que é de R$ 1.917,78. 
A proposta é que seriam encaminhados ao sindicato os valores referentes à dívida do Governo para o pagamento do piso dos professores, de 2011 a 2015, além do montante que ainda deve ser descontado da categoria por falta-greve. “O Governo disse que mandaria esses números para fazer o encontro de contas, mas até agora não recebemos nada para poder discutir essa possibilidade com a categoria”, informou Alberto. A reportagem do DIÁRIO solicitou nota à Secretaria de Estado de Educação (Seduc), mas até o fechamento desta edição não houve retorno.
(Pryscila Soares/Pararijos NEWS)

Rapaz é desovado em Icoaraci

Jovem ainda não identificado trajava apenas uma bermuda jeans. Ele tinha três marcas de tiro na cabeça e duas no tórax.Jovem ainda não identificado trajava apenas uma bermuda jeans. Ele tinha três marcas de tiro na cabeça e duas no tórax.
O corpo de um jovem foi abandonado na rua 15 de Agosto com Itaboraí, no bairro do Cruzeiro, no distrito de Icoaraci, na madrugada de ontem. Ele estava sem documentos e até o final da manhã não havia sido reconhecido por parentes no Instituto Médico Legal (IML).
Moradores da rua 15 de Agosto perceberam uma movimentação estranha no local, por volta de 3h30 de ontem. Eles viram quando um carro preto se aproximou e de dentro dele foi jogado o rapaz. Depois que o veículo deixou a área, curiosos se aproximaram do jovem e perceberam que ele estava morto. A placa e o modelo do carro não foram identificados.
O chefe de operações da Divisão de Homicídios, Estélio Junior, disse que a equipe foi até o local do crime, mas não conseguiu muitas informações. “Quando chegamos por lá só ouvimos o comentário de que a vítima havia sido desovada, mas ninguém identificou o veículo. E o rapaz também não foi identificado”.
A equipe do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves informou à polícia que o jovem levou cinco tiros: três na cabeça e dois no tórax. Ele trajava apenas uma bermuda jeans.
Quem tiver informações a respeito do crime ou da vítima pode entrar em contato com a delegacia mais próxima ou por meio do Disque-Denúncia (181). A ligação para o Disque-Denúncia é gratuita e não é preciso se identificar. (Pararijos NEWS)

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Pará receberá príncipe do Japão na próxima semana

O príncipe do Japão, Akishino, filho mais novo do imperador Akihito, virá ao Estado do Pará na terça-feira da semana que vem, dia 3 de novembro. Akishino virá acompanhado da esposa, a princesa Kiko, e deverá ficar somente até o dia seguinte, dia 4. A única cidade visitada será Belém. A visita do casal real marcará o auge das comemorações pelo 120º aniversário das relações bilaterais entre os países. Akishino viajou pela última vez ao Brasil em 1988 para assistir a uma cerimônia que marcou o 80º aniversário da chegada ao país do Kasato Maru, o navio que trouxe os primeiros imigrantes japoneses.
Segundo o cônsul principal do Japão em Belém, Masahiko Kobayashi, a visita faz parte de um calendário especial de comemoração dos 120 anos de relações entre o Brasil e o Japão. O Estado do Pará tem uma das mais importantes colônias japonesas do Brasil. “Para nós é primeiramente uma honra muito grande recebê-lo. Ele vai deixar uma mensagem que o Japão considera o Brasil um parceiro importante”, destacou. (Pararijos NEWS)

Rombo chega a R$ 117,9 bi

O governo quer autorização do Legislativo para que as suas contas possam ter um rombo recorde de R$ 117,9 bilhões. Esse valor considera o abatimento de até R$ 55 bilhões para compensação das "pedaladas fiscais" – que são pagamentos atrasados a bancos públicos. As informações são do Portal G1.
Conforme divulgado na terça-feira (27), a meta fiscal de 2015 foi revisada de novo, passando de um superávit – economia para pagar juros da dívida – de R$ 8,7 bilhões para um déficit de R$ 51,8 bilhões nas contas do governo.
Também já tinha sido divulgada a possibilidade de abater dessa meta fiscal a receita esperada do leilão das hidrelétricas, previsto para novembro, caso ele não venha a acontecer. Isso aumentaria o rombo em R$ 11,1 bilhões. (Pararijos NEWS)

Desastre atinge moradores de Barcarena

Acidente despejou óleo e carcaças de bois em praias e igarapésAcidente despejou óleo e carcaças de bois em praias e igarapés
Um levantamento divulgado, ontem, pela prefeitura de Barcarena mostrou que o acidente ocorrido no porto da Companhia Docas do Pará (CDP), no último dia 6, causou vários prejuízos aos moradores de Vila do Conde, em Barcarena. A conclusão está no Diagnóstico Socioeconômico preparado pela equipe de servidores da Secretaria Municipal de Assistência Social. Durante 15 dias, os técnicos da Semas visitaram famílias que moram nas áreas afetadas e aplicaram questionários para identificar os problemas causados pelo desastre ambiental.
No documento, a Secretaria de Assistência Social relembrou que o navio Haidar, de bandeira libanesa, adernou no cais da CDP com quase cinco mil bois e 700 mil litros de combustível. Parte do óleo da embarcação vaziou e dezenas de carcaças dos animais mortos saíram da área de contenção no porto e foram parar na Praia do Conde, a partir do dia 12 de outubro. Para ficar mais perto dos atingidos pelo acidente, uma base de operação foi montada no Centro de Referência em Assistência Social - CRAS Conde -, onde foi dado o prosseguimento às ações emergenciais na comunidade.
Pelo menos 86 pessoas da Semas foram envolvidas no trabalho de assistência aos moradores. Vinte delas foram a campo entrevistar as pessoas que têm casas perto do local do acidente. Para construir o diagnóstico, os entrevistadores foram a 786 famílias, que totalizaram 2.913 pessoas. Elas foram ouvidas entre os dias 9 e 23 de outubro, em 12 comunidades diferentes. Do total de famílias entrevistadas, 625 tiveram algum prejuízo. “Do total de famílias identificadas pelo diagnóstico, pelo menos 79,4% relataram ter sofrido algum prejuízo, seja ele de ordem econômica, material ou mesmo à saúde”, apontou o relatório da Semas.
Ainda segundo o documento, “28,64% das famílias visitadas foram caracterizadas como ribeirinhas, 46,06% apresentaram alguma relação com a pesca e apenas 28,18% desse total apresentou algum vínculo formal com a atividade pesqueira”. Os pesquisadores da Semas concluíram também que, “dentre as pessoas entrevistadas, pelo menos 53,69% já recebiam algum tipo de atendimento gerenciado pela Secretaria Municipal de Assistência Social. Aproximadamente 27% eram atendidas pelo CRAS de Vila do Conde e 51,40% afirmaram estar inscritas no Cadúnico (Cadastro Único para Programas Sociais)”.
Conforme ainda o diagnóstico, “do total de pessoas entrevistadas, 7,0% não possui ou não apresentou nenhum documento de identidade, como RG ou CPF. Das 786 famílias entrevistadas, 82 famílias encontram-se em situação de extrema pobreza e pelo menos 19 não reportaram renda alguma, relatando sobreviverem por meio de doações. Do total de famílias alcançadas pelo presente diagnóstico, 346 são beneficiadas por algum programa de transferência de renda, sendo que 314 recebem Bolsa Família, 37 recebem Benefício de Prestação Continuada e 20 são beneficiárias do programa Municipal Bolsa Cidadã.
A Secretaria de Assistência Social concluiu o relatório dizendo que “ainda não é possível calcular os danos com precisão, visto que as proporções permitem que até as regiões mais distantes do epicentro da crise sintam os impactos do referido acidente. No entanto, os prejuízos imputados à comunidade local, especialmente aquelas localizadas nas regiões mais próximas ao acidente, são inquestionáveis e demandam uma ação efetiva de reparação”.
Barcarena espera por reparação a danos
“Nós estamos correndo atrás das indenizações pelo desastre ocorrido”, disse, ontem, o prefeito de Barcarena, Antônio Carlos Vilaça. “Se a gente não se unir, isso vai acabar só em cesta básica”, completou. O encontro entre o prefeito e um grupo de moradores de Vila do Conde ocorreu, pela manhã, durante uma audiência pública ocorrida no salão social da igreja de São João Batista.
Vilaça disse que a prefeitura está trabalhando para que os responsáveis pela tragédia providenciem a reparação pelos danos causados na comunidade. “Vamos entrar (na Justiça) com uma ação de reparação por danos econômicos e morais”, garantiu.
A reunião foi promovida pela Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), que se comprometeu em ajudar. O prefeito foi um dos convidados do evento e foi muito aplaudido em sua fala. (Pararijos NEWS)

Caixa reabre após 23 dias

Clientes da Caixa encontraram agências cheias, ontemClientes da Caixa encontraram agências cheias, ontem
Filas relativamente longas marcaram a volta do atendimento ao público nas agências da Caixa Econômica Federal, em Belém, ontem de manhã, quando funcionários retomaram as atividades após 23 dias de greve. Na agência da avenida José Bonifácio, em São Brás, uma das mais movimentadas do banco, enquanto alguns clientes manifestavam insatisfação com o atendimento, outros até elogiaram a rapidez com que eram recebidos.
O pedreiro Pedro Alves contou que estava na agência havia duas horas tentando receber o abono do PIS (Programa de Integração Social). “O atendimento está normal, mas deu muita gente. É fila direto. Vim receber o PIS, mas depositaram na conta errada. Com o banco fechado, fiquei sem dinheiro. Não pude fazer nada”, reclamou.
Por 70 votos a 2 e uma abstenção, os servidores da Caixa decidiram pelo fim do movimento grevista em assembleia geral, realizada na quarta-feira, na sede do Sindicato dos Bancários do Pará, no Reduto, dois dias depois do restante da categoria.(Pararijos NEWS)

A primeira vez de Franci


A primeira vez de Franci


Gaúcha de 22 anos, Franciele garante que nunca mexeu em nada:  é tudo natural.Gaúcha de 22 anos, Franciele garante que nunca mexeu em nada: é tudo natural.
Franciele Christ, dona de hipnotizantes olhos verdes e - acredite! - seios naturais, estrela um ensaio sensual no site Bella da Semana para deixar os fãs babando. A gaúcha de 22 anos, que tira a roupa pela primeira vez na carreira, sonha em conhecer Cancún, o paraíso com mar azul no México, e confessa que adorou a experiência de fazer um ensaio peladinha: “Me senti muito à vontade ficando nua para as câmeras”, disse a morena ao Bella da Semana.
A gata conta que não faz mais do que o mínimo para manter a boa forma. “Não tem muito segredo, cuido da alimentação e pratico exercícios”, diz ela. Quando passa dos limites, a gata foca os exercícios em musculação e caminhada.
O ensaio foi feito por Primo Tacca Neto em um antiquário em Blumenau, Santa Catarina. Franciele decidiu se dedicar à carreira depois de ser eleita Musa do Glória de Vacaria, time da 2ª divisão do campeonato gaúcho. “A partir do momento que me tornei Musa do Glória, time da minha atual cidade, comecei a fazer trabalhos como promotora de eventos, e participei do concurso Musa do Gauchão 2013 e 2014.  Fiquei entre as 5 finalistas na final”, lembra a morena, que se define como sincera, determinada e carinhosa e diz não tolerar, sob nenhuma hipótese, o machismo. “O Bella foi meu primeiro ensaio sensual e adorei a experiência”, contou a gata. (Pararijos NEWS)



Paciente morre sem ser atendido pelo Ophir Loyola

Paciente morre sem ser atendido pelo Ophir Loyola (Foto: Amaury Silveira)
Parentes dizem que paciente esperou na garagem, até morrer sem atendimento. Hospital dá outra versão. (Foto: Amaury Silveira)
O agricultor Josias Tobias, 52 anos, morreu, na manhã de ontem, dentro de um carro da Secretaria de Saúde do Município de Aurora do Pará, na região nordeste paraense. O veículo estava dentro da garagem do Hospital Ophir Loyola (HOL), na travessa 14 de Abril, bairro de São Brás, em Belém. O agricultor aguardava ser atendido, pois tinha uma consulta médica marcada no hospital. 
Por volta das 6h, ele começou a sentir falta de ar e saiu da fila de espera da consulta. Retornou para dentro do carro, enquanto sua esposa, Maria Piedade de Jesus Moreira, foi ao plantão do hospital pedir socorro. Mas, segundo Maria, ele não foi atendido. Nenhum médico ou enfermeiro foi até o carro onde estava Josias, que acabou morrendo. Segundo a esposa, somente meia hora após a sua morte é que um funcionário do HOL teria aparecido para ver o que estava acontecendo, mas já era tarde demais.
Advogado e genro de Josias, William Magalhães foi até a Seccional de São Brás e acusou o hospital de omissão de socorro. O delegado Guilherme Tavares, diretor da seccional, foi até o HOL e afirmou que irá abrir inquérito para apurar as responsabilidades do caso. 
O corpo de Josias foi removido para o Centro de Perícias Renato Chaves. Em nota enviada ao DIÁRIO, o Hospital Ophir Loyola confirmou que o paciente era portador de doença não oncológica (não informou qual) e que tinha consulta marcada para as 11 horas, com um anestesista. Afirmou, ainda, que o agricultor já chegou ao HOL morto, e que o médico plantonista foi acionado. O hospital diz que a avaliação médica foi feita, constatando a ausência de sinais vitais. O Ophir Loyola não comentou a abertura de inquérito policial para apurar a morte.
(Amaury Silveira/Diário do Pará/Pararijos NEWS)

R$ 2 milhões pela vaga

 Dado Cavalcanti e os jogadores estão proibidos de se pronunciarem sobre a premiação Dado Cavalcanti e os jogadores estão proibidos de se pronunciarem sobre a premiação
Embora sem confirmação oficial e trabalhando silenciosamente, a diretoria de futebol do Paysandu teria feito uma última aposta em busca do acesso à Série A do Campeonato Brasileiro. A reportagem teve acesso a uma informação que circula nos bastidores do clube, garantindo que os dirigentes ofereceram R$ 2 milhões para serem rateados entre o elenco, caso a equipe consiga uma das quatro vagas destinadas à Primeira Divisão do ano que vem. Foi um dos temas das últimas reuniões entre o grupo, comissão técnica e a diretoria de futebol em que a imprensa não teve acesso. Absolutamente ninguém está autorizado a falar sobre o assunto,
O repasse da bolada de R$2 milhões, caso a campanha seja bem sucedida, é como se fosse uma investida final a um projeto que envolveu a premiação por rendimento a cada rodada do Brasileirão. Como o Papão está a seis rodadas lidando com péssimos resultados, foram quatro derrotas e dois empates em casa, as últimas premiações não se consumaram. A diretoria teria refeito os cálculos e atingido o valor. Como mencionado, o “doping” financeiro se estabelece em um momento em que o time caiu drasticamente de produção no Campeonato Brasileiro da Série B. Antes vice-líder, o Paysandu amarga a sétima posição, com 49 pontos, cinco a menos que o quarto colocado, que é o Bahia. No próximo sábado, encara o CRB-AL, no estádio Mangueirão, em mais uma partida com status de decisão.
Na sua última entrevista coletiva à emissoras de rádio, o treinador Dado Cavalcanti admitiu que os salários estão sendo pagos em dia, afastando qualquer possibilidade de insatisfação do plantel. “Os salários estão em dia, as imagens (direito de imagens) em dia. Se alguém deve algo, somos nós à diretoria e à torcida. Essa é a realidade”, garantiu Dado, confiando que se fixar no G-4 ainda é plenamente possível, apesar dos últimos insucessos. “Se chegarmos aos últimos três jogos dependendo só de vitórias, eu vou acreditar”, considerou, analisando ainda a situação da tabela. “Acho que o Botafogo-RJ e o Vitória-BA estão próximos das vagas, mas as outras duas estão abertas. E o Paysandu é um dos times que vão brigar por esse acesso”, garantiu Cavalcanti.
Dado Cavalcanti pode lançar três  volantes e três atacantes
No grupo bicolor, às vésperas do desafio contra o CRB-AL, o segredo ainda é a tática prioritária imposta pelo treinador Dado Cavalcanti. Ontem, novamente, o treino foi realizado com portões fechados para a imprensa e torcedores. Foi a segunda programação sigilosa dos últimos quatro dias. O treinador Dado Cavalcanti já esboçou a equipe. Segundo uma fonte consultada, há novidades para o compromisso pela 33ª rodada do Brasileirão. Ainda segundo a informação, o time teria três volantes, como estratégia para induzir o apoio mais constante dos dois laterais. Além disso, seriam três atacantes, sendo que Roni transitaria entre o ataque e o meio-campo. O zagueiro Pablo, como a reportagem antecipou, teve a preferência no miolo de zaga, ao lado de Gualberto.
Os prováveis titulares seriam Emerson; Yago Pikachu, Gualberto, Pablo e João Lucas; Sérgio Manoel, Augusto Recife e Fahel; Roni; Welinton Júnior e Leandro Cearense. Por sinal, Sérgio Manoel teria ganhado uma das quatro vagas no setor de meio-campo depois da comissão técnica ter detectado uma queda brusca de rendimento no meio-campo Jhonnatan, sacado da equipe titular, pelo menos, nesse momento. No decorrer da movimentação, Dado Cavalcanti esclareceu dúvidas e testou outras alternativas, como a entrada do Ricardo Capanema no lugar de Sérgio Manoel e Aylon no posto de Roni.
Hoje pela manhã, enfim, a comissão técnica permitirá o acesso dos repórteres no estádio da Curuzu. Provavelmente, o treinamento não trará respostas definitivas sobre os titulares. A previsão é da realização de um recreativo. (Pararijos NEWS)

Governo deveria pedir apoio federal

Governo deveria pedir apoio federal (Foto: Agência Pará)
(Foto: Agência Pará)
Para o sociólogo e advogado criminalista Henrique Saúma, a segurança pública do Estado segue à deriva. “Estamos sem rumo, completamente perdidos”, alerta. Admirador da competência das polícias Civil e Militar do Pará, ele admite que o ideal seria que o governador Simão Jatene baixasse a guarda e pedisse apoio ao Governo Federal, embora compreenda que isso é o mesmo que assinar um atestado de incompetência. “Obras são bonitas, propaganda é positiva, mas é a população que sente no dia a dia que aquilo está bem longe da realidade”, aponta.
Saúma lembra que alguns policiais civis e militares acabam sendo vizinhos de traficantes, têm salários baixíssimos e péssimas condições de trabalho, “e ainda têm de dar resultado”. Para ele, a postura do Governo do Estado de ir a público anunciar que há um alarde generalizado disseminado pela própria população em redes sociais é preocupante. “É como se estivéssemos em pânico por algo que criamos da nossa cabeça. Agem como se nada estivesse acontecendo.” 
Saúma cita, ainda, que em situações como esta e também como a chacina dos dias 4 e 5 de novembro de 2014 a administração se limita a aumentar o efetivo de policiais na rua. “Cadê as respostas sobre o que houve em 2014? De novo a mesma história e sem resposta na prática”, questiona o sociólogo. 
Henrique Saúma reforça que o combate à criminalidade precisa atacar as raízes do problema e propor soluções que atinjam o que ele chama de ‘cinturão social’. Disse ainda que o estado que se vive hoje, com mais de 30 homicídios na Região Metropolitana de Belém por mês, é de caos, de limite. Ele é contra a criação de mais leis ou aumentar penas para crimes. “É uma medida populista e demagoga. O número de crimes não diminui”, justifica.
(Carolina Menezes/Diário do Pará/Pararijos NEWS)

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

TCU acusa Jatene e Zenaldo de irregularidades

TCU acusa Jatene e Zenaldo de irregularidades (Foto: Bruno Carachesti)
Segundo o TCU, o Governo do Estado deixou de repassar mais de R$ 1,8 milhão para a compra de medicamentos. (Foto: Bruno Carachesti)
O Tribunal de Contas da União (TCU) encontrou diversas irregularidades no programa Assistência Farmacêutica Básica (AFB), nas gestões do prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, e do governador do Pará, Simão Jatene. Dentre as irregularidades, está a falta de repasse de mais de R$ 1,8 milhão, verba enviada pelo Governo Federal ao Governo Estadual e que deveria ter sido empregada para a compra de remédios para a população. Esse recurso, que não foi pago por Jatene, inclui, principalmente, a compra de insulina para diabéticos. 
As informações estão no relatório de auditoria nº 025.954/2014-8, disponível no site do TCU, e são referentes ao período que vai de janeiro de 2013 a setembro de 2014. Os auditores do TCU verificaram se os recursos repassados pelo Governo Federal estavam sendo geridos de forma eficiente. O principal objetivo é evitar o desperdício e assegurar a oferta apropriada e suficiente de medicamentos nas unidades básicas de saúde do País.
Entre 2013 e 2014, o Governo do Estado recebeu, do Governo Federal, R$ 13,8 milhões para a compra de medicamentos. De acordo com a Portaria nº 1.555, de 30/7/2013, do Ministério da Saúde, o governador é obrigado a contribuir com uma contrapartida. Ocorre que Simão Jatene descumpriu a determinação e não repassou o dinheiro referente à contrapartida de setembro a dezembro de 2013 e de julho a setembro de 2014, conforme consta do relatório do TCU (veja ao lado). 
O calote de Jatene atinge principalmente os pacientes diabéticos, que dependem da insulina para viver, tecnicamente chamados de “insulinodependentes”. O relatório do TCU alerta para a gravidade da situação: “Há pendências relativas à contrapartida para aquisição de insumos para os insulinodependentes”.

REPASSES
Segundo o TCU, os demais repasses foram realizados com atraso. Ao todo o Governo do Pará deve, em contrapartida para a compra de medicamentos para o cidadão, o valor total de R$ 1,8 milhão. Segundo a Portaria que dispõe sobre as normas de financiamento e execução do programa da Assistência Farmacêutica Básica (AFB), financiado pelo Sistema Único de Saúde (SUS), a União, os Estados e os municípios são responsáveis pela aplicação de recursos para a aquisição dos medicamentos. A União deve cumprir com, no mínimo, R$ 5,10 por habitante por ano. Os Estados se encarregam de R$ 2,36 por habitante/ano, e os municípios, de R$ 2,36. 
Pelo relatório, a Secretaria de Estado de Saúde do Pará (Sespa) informou que havia regularizado as pendências, mas não apresentou documentos. Por isso, o TCU, em relatório assinado pelo ministro Benjamin Zymler, resolveu cobrar com firmeza: “Determina-se à Sespa que promova, no prazo de 90 dias, a regularização da integralização da contrapartida relativa ao Componente Básico da Assistência Farmacêutica, em favor do Fundo Municipal de Saúde de Belém”.
O QUE DIZ O TCU CONTRA JATENE

Recursos
“A não integralização da contrapartida estadual gera a insuficiência de recursos para a aquisição de medicamentos, 
o que compromete 
o atendimento 
à população”.

Responsabilidade 
“A irregularidade na contrapartida estadual inviabiliza a execução da programação, em razão da responsabilidade tripartite pelo financiamento 
dessa política”.

Regularização 
“Determina-se à Sespa 
que promova a regularização da integralização da contrapartida estadual relativa ao Componente Básico da Assistência Farmacêutica”.

CONTRA ZENALDO 

Apropriação 
“Dessa irregularidade, resultam a falta de transparência e a apropriação contábil incorreta de recursos, o que dificulta a fiscalização da aplicação desses valores”.

Desperdício 
“O desperdício não é evitado, nem está assegurada a oferta suficiente de medicamentos nas unidades básicas 
de saúde”. 
(Pararijos NEWS)

A nova voz da Calypso

Thábata teve  o nome confirmado pela assessoria de ChimbinhaThábata teve o nome confirmado pela assessoria de Chimbinha
O jornal carioca “Extra” divulgou ontem o nome e a foto da cantora que substituirá Joelma na banda Calypso: trata-se de Thábata Mendes, de 28 anos. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa de Chimbinha. A nova componente será apresentada oficialmente na próxima semana.
Nesse encontro, será informado ainda o nome da nova banda de Chimbinha, informa o “Extra”. “A marca Calypso vai permanecer, mas é provável que ele inclua um novo nome junto com ela. Ainda estamos definindo isso”, informou o assessor do guitarrista.
Em meio à turbulenta separação de Joelma e Chimbinha, a louraça com corpo de musa fitness já se prepara para cantar nos palcos com a banda paraense. Nascida em Mossoró, no Rio Grande do Norte, Thábata é solteira, tem 28 anos e começou a carreira artística aos 9. A família é circense e a menina se apresentava nos picadeiros nordestinos como malabarista e também palhaça.
Por questões contratuais, a loira não ainda pode falar sobre o novo trabalho. “Eu não posso me pronunciar ainda”, respondeu ela ao jornal ontem à tarde.
Thábata também é compositora e pode somar ao talento de Chimbinha como produtor e arranjador.
Com Joelma, além da lourice e o fato de cantar, Thábata tem em comum o sobrenome. Ambas também são guerreiras. A moça de Mossoró pensou em desistir algumas vezes e até trocou de gênero, enveredando para o sertanejo. Agora, ela vai se jogar nos ritmos do Norte. (Pararijos NEWS)

“Acabo com o Chimbinha”, dia pai Natalia Sarraff

O motorista Beto Sarraff, pai de Natalia, diz que a cantora Joelma “faltou como mãe”O motorista Beto Sarraff, pai de Natalia, diz que a cantora Joelma “faltou como mãe”
A polêmica revelação que Natalia Sarraff, de 25 anos, filha de Joelma, fez sobre Chimbinha, acusando o guitarrista da banda Calypso de tê-la assediado quando ela tinha 12 anos, já chegou aos ouvidos do pai da jovem, que mora no Amapá. Em conversa com o Extra, ontem, o motorista Beto Sarraff afirmou que desconhece o caso, mas que ficou chocado ao saber da polêmica pela imprensa. Ele contou que a filha sempre ligava para ele pedindo socorro, reclamando do padrasto, e disse que, caso a história se confirme, não medirá esforços para fazer justiça e “acabar com Chimbinha”.
“Ela sempre me ligava chorando, reclamando do Chimbinha. Eu sabia que ela não tinha uma boa relação com ele. Mas ela nunca me disse o que acontecia de fato. Se ele realmente abusou da minha filha, eu nem sei o que eu sou capaz de fazer. Fico todo arrepiado só de pensar. Vou me informar sobre isso e, se for verdade mesmo, quero justiça. Eu acabo com ele”, disse Beto, revoltado.
Apesar de morar longe de Natalia, Beto afirmou que nunca deixou de ser presente na vida da jovem, que foi criada pela avó paterna até os 15 anos. Na opinião dele, Joelma é tão responsável quanto Chimbinha no caso do suposto assédio. “Falo com minha filha direto, e ela nunca me contou isso. Se isso realmente aconteceu, a Joelma é tão responsável quanto ele. Se isso aconteceu, foi debaixo do nariz dela. Ela deveria ter prestado mais atenção nisso e tomado uma atitude. Para mim, ela faltou como mãe. E eu não vou admitir isso”.
Beto contou que conheceu Joelma na adolescência e que ela engravidou aos 15 anos. Segundo ele, os dois chegaram a morar juntos, mas o casamento foi marcado por muitas brigas e ciúmes da parte da cantora. “Ficamos juntos por quatro anos. Mas a gente brigava muito. Ela era muito ciumenta e fazia muito barraco. Teve um dia que eu cheguei em casa e encontrei minhas roupas todas espalhadas e rasgadas com faca. Um amigo meu me disse, na época, que se a gente não se separasse, ela ia acabar me matando”, disse Beto, que está casado e tem outro filho, de seis anos.
Após a separação, o motorista nunca mais teve contato com Joelma. “Eu só acompanho o que sai na mídia, e vejo que ela não mudou nada, só ficou rica... Joelma é uma pessoa muito difícil de lidar, muito ciumenta. Não tenho nada contra eles, só quero que eles parem de fazer mal a minha filha. A Natalia sempre procurou não depender deles para nada, sempre batalhou sozinha. Quando ela precisava de dinheiro, ela pedia a mim e para a avó dela. Nunca procurou a mãe. Não é justo que façam mal a ela”.
Segundo assessoria, Joelma soube de tudo após a separação
De acordo com o G1 Pará, a assessoria de Joelma informou ontem que a cantora só soube que a filha, a também cantora Natalia Sarraff, havia sido abusada por Chimbinha após a separação do casal. Por meio de nota, a assessoria de Chimbinha disse que ele nega as informações divulgadas por Natalia e que irá tomar medidas judiciais cabíveis para preservar a imagem dele.
O abuso supostamente ocorreu quando Natalia tinha 12 anos, e foi revelado por ela para uma amiga durante um bate-papo no WhatsApp, que acabou caindo na internet. “Eu o tinha como um pai, desde que certa noite acordei com ele me apalpando, isso eu tinha mais ou menos 12 anos ou menos, não lembro, só lembro que foi em uma das minhas férias que passei com eles” (sic), diz a mensagem.
A assessoria de Joelma confirma que a mensagem é autêntica e que a revelação foi um momento doloroso para a família. A advogada de Joelma está avaliando se tomará medidas legais sobre o caso.
Natalia Sarraff foi procurada pelo G1 para comentar o caso, mas não atendeu as ligações. Segundo a assessoria de Joelma, as duas tinham uma relação distante, mas estão retomando o contato após o fim do casamento da cantora. (Pararijos NEWS)

Encapuzados matam três


Na madrugada de ontem, dois homens foram executados na via pública, em situações distintas, por grupos de motociclistas encapuzados e vestidos de preto, nos bairros do Jurunas e da Pedreira. Mário Estevão Sacramento Barros, de 31 anos, foi atingido com vários tiros de arma de fogo na cabeça e nas costas, na travessa Quintino Bocaiúva com a Rua dos Tupinambás, no Jurunas. O endereço fica na área em que policiais militares realizavam buscas ao terceiro suspeito do homicídio do soldado Vítor Pedroso, da Rotam, morto em uma troca de tiros com assaltantes na noite de domingo. Outra vítima foi Marcelo Costa Nascimento, de 26 anos. Ele foi alvejado na passagem Maria dos Anjos, na travessa Alferes Costa, próximo ao canal da Pirajá, na Pedreira. As informações são da Divisão de Homicídios.
Mário estava em frente à casa dele conversando com outras pessoas. Por volta da 1h30, aproximou-se um grupo de 15 motociclistas, entre eles, mulheres, que efetuaram disparos a esmo contra o grupo em que Mário estava. Ele morreu na hora. Outro homem, de identidade desconhecida, que estava próximo a Mário foi levado ao hospital com um tiro na perna.
Já na Pedreira, Marcelo Nascimento consumia bebida alcoólica na companhia de amigos, na rua. Testemunhas descreveram à polícia que cinco pessoas encapuzadas passaram pelo local em motocicletas e retornaram para efetuar os disparos de arma de fogo contra o grupo. Marcelo, que possuía uma das pernas amputada, foi atingido na cabeça e morreu. Outra pessoa foi baleada na perna e levada ao hospital.
Nos dois casos, o delegado Dauriedson Bentes, da DH, esteve nos locais para iniciar o levantamento dos crimes, junto a peritos do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPC). Os corpos foram removidos para exames de necropsia no Instituto Médico Legal (IML). Os assassinos ainda não foram identificados.
Guamá - No bairro do Guamá, houve outro homicídio por volta da 0h30 de ontem. A vítima foi Marcelo de Souza Ferreira, de 25 anos. O crime ocorreu na rua Ezeriel Mônico de Matos. Ele foi baleado na cabeça e no peito por homens que chegaram ao local num gol preto. Testemunhas descreveram aos policiais civis da Divisão de Homicídios que os assassinos estavam encapuzados e usavam coletes à prova de balas.
Marcelo Ferreira estava na porta da casa dele quando foi surpreendido pelos homens armados que saltaram do carro atirando. Ele foi baleado na cabeça e nas costas. Uma mulher não identificada, que estava próxima à vítima, também foi baleada na perna. Ela foi socorrida, de acordo com investigadores da DH.

Delegado não descarta ligação entre casos e morte de PM

Diretor de Polícia Especializada (DPE), da Polícia Civil, o delegado João Bosco Rodrigues disse ontem que, por enquanto, não se pode descartar nenhuma hipótese sobre as mortes praticadas logo após o assassinato do soldado Vítor Cézar de Almeida Pedroso, 28 anos, lotado na Ronda Tática Metropolitana (Rotam) e baleado na noite de domingo, no bairro da Cremação, em Belém. Pelo menos três crimes têm características de execução. “Não descartamos possibilidade nenhuma. O que analisamos prontamente é que, após a morte do policial militar, ocorreram outras mortes na Região Metropolitana. E todas essas mortes serão investigadas”, afirmou.
Ele acrescentou que, somente no curso das investigações é que a Polícia Civil “poderá aferir se houve ou não a participação de criminosos, de policiais ou de quem quer que seja. O certo é que, nas ocorrências em que detectarmos, com base na análise desses documentos, nos locais de crimes, efetuados pela Divisão de Homicídios, se houver indícios mínimos de execução, essas investigações serão avocadas pela Divisão de Homicídios e, por lá, tramitarão”, explicou.
O delegado João Bosco reafirmou que, se no decorrer das apurações, “conseguirmos elementos, e vamos conseguir, para identificar os criminosos, independente de quem quer que seja, vamos atuar de forma isenta, na identificação e na representação pelas suas prisões, para que elas respondam criminalmente pelos delitos cometidos”. O titular da DPE afirmou ainda que as equipes da Divisão de Homicídios e das delegacias de bairro estão analisando, de forma técnica, os os boletins de ocorrências, os levantamentos feitos no locais de crime e os depoimentos colhidos até agora. “Nós trabalhamos com isenção e apoio total da sociedade. A Polícia Civil como um todo vem, ao longo dos anos, dando respostas efetivas a em todos os casos e investigações que apuramos. Os exemplos são vários e esse será mais um caso em que iremos atuar de forma isenta e de aprofundar as investigações com o objetivo de, o quanto antes, identificar e responsabilizar os envolvidos”, concluiu o delegado.
(Pararijos NEWS)

Sargento sofre atentado em Belém

 
O sargento Alberto José Rebelo Neves foi baleado na cabeça, mas ainda conseguiu revidarO sargento Alberto José Rebelo Neves foi baleado na cabeça, mas ainda conseguiu revidar
O sargento Alberto José Rebelo Neves, da Ronda Tática Metropolitana (Rotam), foi baleado na cabeça, ontem à tarde, na travessa 14 de Março, entre José Pio e Djalma Dutra, no bairro do Telégrafo, em Belém. A polícia analisa imagens de um depósito de bebidas que fica em frente ao local do crime. “É cedo para determinar qualquer avaliação sobre as circunstâncias do crime. Estamos analisando imagens do circuito de segurança, mas não é possível determinar que trata-se de uma tentativa de homicídio ou assalto, ou que tenha qualquer relação com outros crimes”, disse o delegado Walter Rezende, diretor da seccional da Pedreira, que esteve no local para apurar as primeiras informações sobre o baleamento.
O sargento foi socorrido e levado até um hospital particular localizado na avenida Visconde de Souza Franco, e de lá foi encaminhado para o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua, “por orientação médica e para melhor atendimento”, conforme nota divulgada pela assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup).
Menos de uma hora após dar entrada no Metropolitano, o sargento foi colocado novamente em uma ambulância e encaminhado para o Centro Médico Vida e Saúde, localizado na travessa Dr. Enéas Pinheiro, no bairro do Marco. De acordo com a assessoria de imprensa do Metropolitano, ele seria submetido a exames no Centro Médico, pois o equipamento do Metropolitano apresentou defeito. “Como o equipamento está em manutenção, esse exame é feito fora do HMUE”, informou a assessoria. No final da noite, o sargento deu entrada no bloco cirúrgico do HMUE, e a previsão era que a cirurgia durasse cinco horas. O estado dele era considerado estável, mas grave.
O atentado - O sargento Neves estava à paisana quando foi surpreendido por quatro homens em duas motocicletas. A polícia já sabe que um Gol preto acompanhou toda a ação e deu apoio ao bando. Uma testemunha contou que o policial estava em frente a uma loja de películas, aguardando a finalização de um serviço no carro dele, quando os motoqueiros armados estacionaram e abriram fogo. “Ele estava em pé, de frente para a rua, e eu estava dentro do carro dele, fazendo o serviço. Ouvi apenas o barulho das motos e os tiros. Vi ele revidar, mas me escondi, e quando eles foram embora, saí para socorrê-lo com o meu irmão. Ele estava consciente, falou comigo e disse apenas para eu guardar a arma dele e as coisas. Em seguida, meu irmão o levou para o hospital”.
Ainda de acordo com a testemunha, aproximadamente 15 minutos antes do atentado uma viatura da Rotam estacionou no local e os policiais cumprimentaram a vítima. “Era amigos dele, eles brincaram e foram embora. Depois esses caras (motoqueiros) apareceram”. O policial mora no bairro da Sacramenta e sempre vai ao Telégrafo para fazer reparos no veículo, nessa loja de películas.
Colega de farda cobra providências
A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) acionou helicópteros e enviou vários policiais ao local do crime. Uma equipe da Divisão de Homicídios comandada pelo delegado Lenoir Cunha também foi acionada para dar início às investigações. A Polícia Civil está trabalhando em conjunto com o setor de inteligência da Segup.
Nenhuma linha de investigação foi descartada. Uma das hipóteses é que a tentativa de homicídio tenha relação com a execução de Jaime Tomas Nogueira Junior, de 30 anos, o “Pocotó”, ocorrida dentro de um hospital particular do bairro de Fátima, na noite de segunda-feira (26). Este crime está sendo investigado pela Divisão de Homicídios, mas não há novas informações sobre ele.
Violência - O presidente da Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar do Pará, cabo Xavier, lamentou o baleamento do sargento da Rotam. Ele esteve ontem à noite no Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE) para acompanhar o estado de saúde do colega de farda.
Segundo o cabo, as ocorrências de crimes contra policiais estão crescendo assustadoramente. “É uma situação que já estamos divulgando há muito tempo. Hoje mais uma vez um policial foi baleado e esperamos que as autoridades tomem providências imediatamente”, disse.
Xavier não entrou em detalhes sobre o estado de saúde do sargento Neves. “Estamos pedindo a Deus que nosso companheiro sobreviva. Enquanto associação e enquanto amigos de corporação, viemos aqui para acompanhar a situação, ver o que pode ser feito, se a família precisa de algum apoio”.
(Pararijos NEWS)

Suspeito preso pela PF por pedofilia é professor

Suspeito preso pela PF por pedofilia é professor  (Foto: Agência Brasil)
(Foto: Agência Brasil)
A Polícia Federal realiza, desde a manhã desta quarta-feira (28), em Belém, a Operação "Temeluche”, que combate o compartilhamento de pornografia infantil e já prendeu duas pessoas. Uma delas é um professor de 40 anos, flagrado com o material pornográfico na própria casa, em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém.
De acordo com a PF, Marcelo Silva Rocha guardava fotos e vídeos de crianças e adolescente em relações sexuais na memória de computadores, HDs e outros dispositivos. Ele foi preso em flagrante e deverá ser apresentado na tarde de hoje.
O outro suspeito flagrado na ação, que ainda não teve a identidade revelada, atua como engenheiro da computação. O material pornográfico foi encontrado dentro de um fundo falso do armário da casa do suspeito. Equipes da perícia continuaram realizando o levantamento da residência até o final da manhã, para depois encaminhar o suspeito à sede do órgão, para que fosse autuado.
Segundo a PF, uma investigação apontou um esquema de compartilhamento de imagens e vídeos de pornografia infantil que fazia conexão com Belém. O material tinha origem de diversas partes do mundo, e não necessariamente havia sido gravado pelos suspeitos.
(DOL, Pararijos NEWS com informações de Emily Beckman/Diário do Pará)

A beleza de Kateryna


A nova modelo do site “Bella da Semana”, Kateryna Taylor, foi fotografada em Sidney, na Austrália, ao lado de um dos cartões postais mais conhecidos da cidade: a Sidney Opera House. A australiana tem pele bronzeada, curvas naturais e mostra tudo de uma maneira que consegue, ao mesmo tempo, trazer sutileza e provocação. O ensaio foi feito pelo renomado fotógrafo Adam Parsell, famoso por cliques de moda. Veja o ensaio completo no site (www.belladasemana.com.br) e curta o resultado da combinação do talento de um fotógrafo internacional com a beleza e a ousadia de uma mulher elegante. (Pararijos NEWS)
Kateryna revela a beleza e a ousadia de uma mulher eleganteKateryna revela a beleza e a ousadia de uma mulher elegante


Bruna Kalif é a musa do MEC


A beldade de hoje -e que encerra este ciclo de apresentação das candidatas ao concurso “Musa da Pelada Amazônia 2015”- se chama Bruna Kalif Assunção. Ela, com charme, beleza e elegância, defende o MEC Marambaia. Trata-se de uma nova experiência na vida da moça, que jamais pensou em participar de um concurso de beleza, e muito menos fazer modelagem. Mas garante que está muito feliz e que o certame está lhe abrindo um leque de oportunidades para trabalhar com fotos para propagandas, desfiles e vários eventos.
“Na verdade, nunca pensei nisso, mas o concurso tem me aberto as portas”, disse Bruna, que já cursou Enfermagem, porém, viu que esse não era seu caminho e abandonou o curso para se dedicar à Educação Física. No próximo ano, ela fará vestibular e pretende fazer a faculdade nessa nova área.
Bruna explica que “cai de paraquedas” no concurso “Musa da Pelada Amazônia 2015”: “Eu sempre gostei de trabalhar com voluntariado, em Organizações Não Governamentais (ONGs) que cuidam de crianças em situação de risco e vulnerabilidade, como o Movimento de Emaús, em projetos sociais etc. Vou continuar nesse trabalho”. Ela também contou que, enquanto estiver sendo chamada, fará trabalhos, mas que, definitivamente, não pretende seguir carreira como modelo.
Bruna: “Nunca pensei nisso, mas o concurso tem me aberto as portas”Bruna: “Nunca pensei nisso, mas o concurso tem me aberto as portas”A beldade também revelou que já lutou MMA e fez musculação. Foi assim que se identificou com Educação Física, em cuja carreira quer investir. Gosta muito de dançar e de ler. No momento, lê o “O Zahir”, do escritor Paulo Coelho. Ela também gosta de viajar, já conhece Fortaleza, ama Mosqueiro e declara que, se for eleita “Musa da Pelada Amazônia”, poderá, então, realizar seu grande sonho de fazer uma viagem ao estrangeiro. Ela quer conhecer Cabo Verde, na África, onde a língua oficial é a portuguesa e o crioulo.
Perguntada se teme algo, Bruna disse que sim: “Tenho medo do mundo futuro que minha filha Maria Luiza, que está com 9 anos, vai ter pela frente”. Ela também teme perder a família, as pessoas que mais ama, porém, em termos de felicidade, garante que sua filha é sua felicidade plena, o amor de sua vida.
O jornal Amazônia apresentou nesses dias, todas as 21 candidatas do concurso “Musa da Pelada Amazônia 2015”. A votação poderá ser feita a partir de sábado (31), até o dia 4 de dezembro, através da ficha encartada no jornal ou pelo Portal ORM. A grande final será no dia 10 de dezembro. Escolha sua candidata e participe.

Perfil


  • Nome: Bruna Kalif Assunção
  • Idade: 27 anos
  • Ocupação: estudante 
  • Time: MEC Marambaia
  • Peso: 53kg
  • Altura: 1,63m
  • Busto: 83cm
  • Cintura: 60cm
  • Bumbum: 98cm
(Pararijos NEWS)

Policial militar é baleado


O policial militar Alberto José Rebelo Neves, sargento da Ronda Ostensiva Tática Metropolitana (Rotam) foi baleado ontem à tarde, na travessa 14 de Março, entre José Pio e Djalma Dutra, no bairro do Telégrafo, centro de Belém. O sargento foi socorrido e levado até um hospital particular, na avenida Visconde de Souza Franco, e de lá, foi encaminhado até o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência.
O sargento Neves foi baleado três dias depois da morte do soldado Vítor Pedroso, também da Rotam, durante uma troca de tiros com bandidos. Um dos suspeitos, Jaime Thomás Nogueira Júnior, o “Pocotó”, foi executado com 13 tiros, por homens encapuzados que invadiram um hospital particular, na última segunda-feira. (Pararijos NEWS)

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

PRF divulga resultado de operação

PRF divulga resultado de operação (Foto: Divulgação)
PRF divulga resultados da operação OTENARCO realizada nas rodovias federais do Pará. (Foto: Divulgação)
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou nesta semana - entre os dias 21 e 28 -, uma operação de enfrentamento ao tráfico de drogas e criminalidade nas rodovias federais que cortam o estado do Pará. 
Durante os trabalhos realizados, os policiais apreenderam produtos de contrabando, drogas, armas de fogo e recuperaram veículos com ocorrência de furto e roubo. As equipes efetuaram, também, a prisão de foragido da justiça.
A operação contou com a participação de 43 agentes da PRF, três policiais civis, um policial federal, dois auditores da Receita Federal e uma equipe de monitores do GENARC – Grupo de Enfrentamento ao Narcotráfico da Polícia Rodoviária Federal.
A OTENARCO é uma operação temática de enfrentamento ao narcotráfico, que busca capacitar os policiais da região no combate ao crime de tráfico de drogas e crimes relacionados, com a missão de intercambiar experiências profissionais com policiais que atuam, principalmente, na região de fronteira, aprimorando os conhecimentos para uma atuação efetiva.
A operação foi dividida em três etapas. A primeira consistiu na instrução teórica em sala de aula. A segunda, de oficinas práticas em um pátio com veículos apreendidos. Por último, os policiais foram para as rodovias federais do Estado.
(DOL, Pararijos NEWS com informações da PRF)

Professora da UFPA tem título anulado por plágio

Professora da UFPA tem título anulado por plágio (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)
Na última terça-feira (27), o Conselho Universitário da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) determinou a nulidade da defesa de tese de doutorado de Scarlet Yone O'Hara e a cassação do seu título de doutora em Estudos Literários pela Faculdade de Letras, obtido em 2004. A decisão foi tomada na reunião do dia 13 de outubro e o ofício de notificação, enviado na última semana à ex-aluna.
Scarlet Yone O'Hara é professora nos cursos de Comunicação da Universidade Federal do Pará (UFPA) e atua principalmente nas área de publicidade, propaganda, marketing, gênero, imaginário e comportamento do consumidor.
Segundo o Currículo Lattes da professora, ela também ocupa cargos de presidente da Comissão Própria de Avaliação (CPA) e Diretora de Avaliação Institucional na instituição.
A decisão é resultado de processo disciplinar instaurado contra Scarlet Yone, por prática de plágio, com base em denúncia feita pela autora do trabalho plagiado. A investigação, aberta em setembro de 2010, foi conduzida por comissão de sindicância formada por professores da Faculdade de Letras.
"A materialidade é indiscutível. Após ampla e exauriente instrução, restou provado neste processo, de forma inconteste, a existência do plágio de que foi acusada Scarlet Yone O'Hara", conclui o parecer da Comissão de Legislação que embasou a decisão do Conselho Universitário.
No documento, a Comissão acrescenta que a própria autora da tese "não apresentou nenhuma justificativa excludente do ilícito de propriedade autoral por ela praticado. Pelo contrário, confessa expressamente a cópia realizada sem a citação da fonte".
De acordo com o parecer da Comissão de Legislação do Conselho Universitário, a medida se sustenta em "farto material probatório, está revestida de legitimidade e confere segurança à comunidade acadêmica para ratificar o veredito, pois, além de combater a fraude acadêmica, cumpre-se pedagógica no sentido de dar amplo conhecimento de que a improbidade intelectual é inadmissível no ambiente universitário e deve ser severamente repudiada". 
No parecer, também é citado trecho da análise feita pela comissão de sindicância que concluiu pela existência de plágio, uma vez que o texto da tese inclui "várias passagens integralmente copiadas ou ligeiramente modificadas", sem citação de fonte.
Universidade vai analisar o caso
Em nota, a UFPA informou que tomou conhecimento da informação relativa à anulação do ato de defesa de Tese de Doutorado da docente Scarlet Yone O'Hara por meio do Ofício UFMG/GR/nº631/2015.
A Instituição deu ciência do documento à servidora e encaminhou-o à Procuradoria Geral da Universidade para análise e parecer quanto às providências a serem tomadas pela Instituição.
(DOL, Pararijos NEWS com informações do Site da UFMG)

Rombo fiscal é de R$ 51,8 bi

O governo revisou ontem para baixo a meta fiscal de 2015 para um déficit primário (despesas maiores do que receitas, sem contar os juros da dívida pública) de R$ 51,8 bilhões, o equivalente a cerca de 0,8% do Produto Interno Bruto (PIB), - o maior rombo fiscal da história para as contas do governo. Considerando os Estados e Municípios, englobando todo o setor público consolidado, o déficit será um pouco menor: de R$ 48,9 bilhões. O documento propondo a alteração das metas fiscais ainda tem de ser aprovado pelo Legislativo. A informação é do portal G1.
Com a confirmação de que as contas públicas ficarão no vermelho em 2015, serão dois anos consecutivos de resultados negativos - algo também inédito. No ano passado, o setor público (governo, estados, municípios e empresas estatais) registrou um déficit primário inédito de R$ 32,53 bilhões, ou 0,63% do PIB. (Pararijos NEWS)

Alunos são alvos de arrastão em escola no Coqueiro

Alunos são alvos de arrastão em escola no Coqueiro (Foto: Reprodução)
Os constantes casos de violência estão deixando pais e alunos revoltados com o descaso da segurança pública. (Foto: Reprodução)
Estudantes da Escola Estadual Professora Lucy Corrêa de Araújo, localizada no bairro do Coqueiro, em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém, estão assustados com a grande violência dentro da instituição. Mais um caso - desta vez um arrastão - foi registrado.
O estudante Maciel Soares, relata os momentos de pânico vivenciado após a escola ter sido invadida por quatro assaltantes na noite da última terça-feira (27).
“Quatro pessoas entraram na turma 3003 e assaltaram a professora e os alunos. Houve pânico e correria, fazendo com que outra professora acabasse caindo e se machucando durante o tumulto. Dois assaltos no mesmo dia”, desabafa.
Os constantes casos de violência estão deixando pais e alunos revoltados com o descaso da segurança pública.
(DOL/Pararijos NEWS)

Atendimento no PSM continua precário

Atendimento no PSM continua precário  (Foto: Marcos Santos)
A paciente Maria das Mercês foi atendida dentro de ambulância. (Foto: Marcos Santos)
Os problemas no atendimento do Pronto-Socorro Municipal do Guamá (PSM do Guamá) continuam, mesmo depois de o Hospital Samaritano ter sido contratado para realizar cirurgias de médio porte. Segundo o diretor do Sindicato dos Médicos do Pará (Sindmepa), João Gouveia, em função desta falta de estrutura, os profissionais de saúde estão com alto nível de estresse. No mês passado, segundo ele, uma médica sofreu uma tentativa de agressão dentro do PSM e não teve mais condições emocionais de continuar trabalhando.
A demanda no PSM do Guamá aumentou depois do incêndio que atingiu o Pronto-Socorro Municipal da 14 de Março (PSM da 14), em 25 de junho. Após 40 minutos de espera, a idosa Maria das Mercês de Souza, 78, recebeu o primeiro atendimento em frente ao PSM do Guamá, dentro da ambulância.
A idosa e a sua filha adotiva, Izabel Mercês, de 61 anos, viajaram do município de Marapanim, nordeste paraense, para tentar receber atendimento em Belém. Diabética e hipertensa, Maria sentia muita dor após a viagem. Sem maca disponível, mãe e filha só conseguiram entrar no PSM depois que a imprensa chegou ao local.
A costureira Marilda Amorim, 40 anos, aguardava na porta do hospital pelo pai, que estava prestes a chegar de Barcarena para tentar ser internado no PSM do Guamá, após uma suspeita de Acidente Vascular Cerebral (AVC). Preocupada, Marilda disse temer que o pai dela sofresse sem atendimento digno no PSM do Guamá. “A prioridade deveria ser a vida. Mas, infelizmente, o que estamos vendo aqui é muito descaso.”

UNIDADES
Para João Gouveia, a Prefeitura de Belém deveria divulgar mais o atendimento nas unidades básicas de saúde. Segundo ele, 70% de pacientes atendidos no PSM do Guamá poderiam receber o socorro nesses locais. “São dores abdominais, ferimentos depois de topadas, uma dor de cabeça ou um quadro viral”, pontua.
Para o médico, o funcionamento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jurunas, que está em obras, já ajudaria a desafogar o PSM do Guamá. Mas, segundo ele, nenhuma obra tem a garantia de ser inaugurada pelo prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, ainda este ano.
(Wal Sarges / Diário do Pará/Pararijos NEWS)

Centenas acompanham enterro

Membros da Ronda Tática Metropolitana que trabalharam com o soldado Vitor Cezar de Almeida Pedroso fizeram questão de carregar o caixãoMembros da Ronda Tática Metropolitana que trabalharam com o soldado Vitor Cezar de Almeida Pedroso fizeram questão de carregar o caixão
O policial militar Vitor Cezar de Almeida Pedroso, da Ronda Tática Metropolitana (Rotam), assassinado na noite de domingo (25), foi enterrado às 10h de ontem, no cemitério Parque das Palmeiras, no município de Marituba. Um helicóptero do Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp) jogou pétalas de rosas no local e colegas da Polícia Militar ficaram responsáveis por uma salva de tiros. As homenagens emocionaram familiares e amigos do soldado. Aproximadamente 200 pessoas acompanharam a despedida.
Parentes e conhecidos do soldado Pedroso, que tinha 28 anos, comentavam que ele conseguiu realizar o sonho de ser policial militar. Ele serviu ao Exército e, quando saiu de lá, passou no concurso da Polícia Militar. Pedroso entrou na corporação em 2013 e trabalhava na Rotam havia dois anos.
Muito emocionada, a mãe do soldado passou mal durante o sepultamento. O irmão caçula, de 11 anos, que não teve o nome identificado, ficou ao lado do corpo de Pedroso. “Todos aqui estão chorando, mas nós sabemos que a morte não é o fim. A passagem do meu irmão nessa vida não foi em vão, ele realizou o sonho dele de trabalhar pela segurança das pessoas. Agora, ele foi chamado por Deus e é o momento do julgamento. Eu tenho certeza que ele está sendo bem recebido”, disse.
“A partida precoce dele não é uma tristeza apenas para a família e para os colegas da polícia. A sociedade também perde, pois ele era um policial com conduta exemplar e sempre muito dedicado”, afirmou o tenente-coronel Luiz Carlos Rayol, comandante da Rotam. Ele destacou que o soldado tinha uma viagem marcada para segunda-feira (26), como prêmio. “Ele viajaria para o município de Santana do Araguaia para participar de uma operação contra roubo a banco”.
Policiais militares que trabalharam com o soldado não esconderam a tristeza causada pela perda de mais um colega. Francisco Xavier, o cabo Xavier, que é presidente da Associação dos Cabos e Soldados da Polícia e Bombeiros Militares (ACSPMBM-PA), informou que chegou a 19 o número de militares assassinados no Pará, este ano. O coronel Roberto Campos, comandante geral da Polícia Militar, que também participou do enterro, disse que cinco militares desse grupo foram vítimas de acidentes de trânsito.
O coronel Campos responsabilizou o tráfico de drogas pela violência crescente. “Todo esse problema surge com o tráfico de drogas. Esse é o momento de a sociedade parar e refletir a respeito do assunto. Essa é uma realidade que ultrapassa fronteiras”.
Suspeito - O comandante geral da Polícia Militar foi questionado sobre a suposta participação de policiais na execução de Jaime Tomas Nogueira, de 30 anos, o “Pocotó”, um dos suspeitos de ter ligação com a morte do soldado Pedroso. Jaime estava sob a custódia de um agente prisional e dois policiais militares, num hospital particular localizado no bairro de Fátima, quando nove homens encapuzados renderam os seguranças particulares da unidade de saúde e a escolta e atiraram treze vezes contra o preso. “Nós não somos coniventes com qualquer tipo de violência. Nós trabalhamos para proteger a sociedade. A Polícia Civil já iniciou a investigação para identificar os responsáveis por esse crime”, afirmou o coronel Roberto Campos.
Além de Jaime, logo após o crime contra o soldado Pedroso foram capturados um adolescente e um homem, que não teve o nome informado. De acordo com a polícia, os três fizeram um assalto no bairro da Cremação e, durante a fuga, tentaram roubar a motocicleta do soldado. Houve troca de tiros e o soldado Pedroso e Jaime ficaram feridos. O soldado morreu no mesmo dia, logo após chegar a um hospital particular. (Pararijos NEWS)

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Weidman: "Vou para os meio-pesados por falta de bons rivais no peso-médio"

Weidman: "Vou para os meio-pesados por falta de bons rivais no peso-médio"

Campeão dos médios do UFC pretende vencer Luke Rockhold até o terceiro round, defender seu cinturão contra Ronaldo Jacaré ou Yoel Romero e depois subir de peso

Por Nova York, EUA
Chris Weidman pesagem UFC 187 (Foto: Evelyn Rodrigues)Weidman pretende fazer mais duas lutas entre os médios e subir de divisão (Foto: Evelyn Rodrigues)
As provocações de Luke Rockhold a Chris Weidman tiveram uma resposta à altura do campeão dos pesos-médios do UFC. Durante um chat com seus fãs no Periscope, o lutador revelou que seu futuro é migrar para o peso-meio-pesado após no máximo duas defesas de cinturão, contra o próprio Rockhold no UFC 194, dia 12 de dezembro, em Las Vegas, e contra o vencedor do duelo entre Ronaldo Jacaré e Yoel Romero, que acontece no mesmo evento.

- Eu diria que finalizarei a luta contra Rockhold no máximo até o terceiro round. Hoje tenho que me concentrar nele, e no vencedor da luta entre Ronaldo Jacaré e Yoel Romero. Depois disso, vou voltar a minha atenção para os meio-pesados e para Jon Jones, ou para quem quer que seja o melhor da categoria.

Weidman explicou que a razão para subir de divisão não tem a ver com corte de peso, mas com a qualidade dos adversários que teria pela frente após as duas lutas que ele ainda espera fazer no peso-médio.

- Acho que meu futuro é mesmo o meio-pesado. Não por conta do corte de peso ou coisas assim, mas pela falta de adversários realmente bons no peso-médios.
(Parararijos NEWS)