Google+ Badge

sábado, 8 de agosto de 2015

Mais de 800 presos receberam direito à saída temporária

Os internos que cumprem pena no regime semiaberto vão poder comemorar o Dia dos Pais com a família. Em nota divulgada à imprensa nesta sexta-feira (7), a Superintendência do Sistema Penitenciário (Susipe) informou que 829 presos receberam o benefício da saída temporária. O número representa a quantidade de pedidos solicitados pela justiça até às 13h de hoje.
Do total de presos beneficiados, 489 estão custodiados na região metropolitana de Belém e 340 no interior do estado. A Defensoria Pública Estadual foi responsável por 180 dos pedidos para saída temporária. Os detentos devem retornar à casa penal sete dias após a liberação, que começou na quinta-feira (6).
No material publicado, a Susipe reforçou que os detentos que não retornarem no prazo determinado, receberão falta grave e regressão de regime. No ano passado, apenas 10% dos detentos que receberam o benefício da saída temporária não voltaram aos presídios. Na ocasião, 1.162 detentos foram liberados e 116 não retornaram às unidades penitenciárias.
O detento só tem direito à saída temporária se tiver um bom comportamento no cárcere e tiver cumprido um sexto da pena.
(Pararijos NEWS)

Tsunami assina contrato com o Leão

Tsunami assina contrato com o Leão (Foto: Mário Quadros/Diário do Pará)
Volante que estava no Cruzeiro retornou ao Remo e pode disputar a Série D (Foto: Mário Quadros/Diário do Pará)
Quem esteve feliz em participar do treino coletivo da manhã de ontem, foi o zagueiro Tsunami. Ele fez parte da equipe reserva, e embora a equipe tenha perdido, a satisfação em finalmente acertar com o clube é maior do que o trabalho que ele vai ter pela frente. Depois da assinatura do contrato de dois anos, o atleta está apto a disputar uma vaga na onzena principal do técnico Cacaio.
“Já assinei o contrato agora (ontem) à tarde depois do treino e já faço parte do elenco. Tenho dois anos de contrato e vou trabalhar forte para de repente o Cacaio me dar uma oportunidade. Se isso acontecer eu não vou mais sair do time”, almeja o 
garoto de 19 anos. 
Tsunami, passou recentemente seis meses nas categorias de base do Cruzeiro. Apesar de não ter disputado torneios oficiais, a experiência foi válida. “O que ficou da minha saída serve de aprendizado. Agora é focar no Remo, onde estou. Com a ajuda dos meus companheiros, vou seguir em frente e se Deus quiser vai dar tudo certo”, projeta. 
Com o retorno dele, o Clube do Remo tem de volta uma das joias reveladas recentemente pela base. Aliado à técnica, Tsunami é polivalente e pode ser útil em várias situações de jogo, mesmo que sua especialidade seja atuar na condição de zagueiro, onde teve sua melhor fase na curta carreira.
“Eu comecei como zagueiro, na base do Remo, com 14 anos. Me improvisaram como volante, fui bem. Me improvisaram como lateral-esquerdo, fui bem, mas foi como zagueiro que fui artilheiro da Copa Norte Sub-20”, relembra.
(Diário do Pará/Pararijos NEWS)

Caminhão com botijões de gás tomba em avenida

Caminhão com botijões de gás tomba em avenida  (Foto: Bruno Matos)
O veículo transportava gás de cozinha no momento em que virou na avenida Júlio César, em Belém, na manhã deste sábado (08). (Foto: Bruno Matos)
Um caminhão que transportava botijões de gás de cozinha tombou na avenida Júlio César, no bairro de Val-de-Cans, em Belém próximo ao comando do Corpo de Bombeiros Militar (CBM), na manhã deste sábado (08).
De acordo com o Corpo de bombeiros, o motorista perdeu o controle do veículo no momento em que subiu a calçada, bateu em um poste e parou quando atingiu o muro do prédio do CBM. Os botijões de gás ficaram espalhados no terreno do CBM.
O motorista e mais dois passageiros ainda não identificados sofreram algumas escoriações, e foram socorridos pelos militares que estavam em serviço.
O CBM informou que os botijões já foram retirados do local, e um termo de responsabilidade será feito, e encaminhado até o departamento jurídico do comando, para que as medidas cabíveis sejam tomadas, e os responsáveis façam os devidos reparos.
Foto >> Reprodução/Twitter
A Centrais Elétricas do Pará (Celpa) foi acionada para fazer o desligamento da energia elétrica na área até que o poste seja recolocado, pois com o choque, a fiação ficou exposta.
O caminhão continua no local e aguarda para ser retirado pela empresa responsável.
(Pararijos NEWS, com informações do CBM)

Corpos de vítimas serão levados para o Maranhão

Corpos de vítimas serão levados para o Maranhão  (Foto: Josebias Moura)
(Foto: Josebias Moura)
Os corpos de cinco vítimas do acidente envolvendo um ônibus e um carro particular, na manhã desta sexta-feira (07), serão levados para São Lourenço, distrito de Carutapera, Maranhão. Os nomes das vítimas ainda não foram informados. Entre elas estão duas crianças.
A sexta vítima, o motorista do veículo particular, identificado como Jonathan da Silva Costa, será velado e sepultado em Viseu, no nordeste paraense, sua cidade natal. 
O acidente aconteceu na rodovia BR-308, no nordeste paraense, e deixou seis pessoas mortas.
(DOL, Pararijos NEWS, com informações de José Clemente Schwartz/Bragança)

Criminalidade diminui no mês das férias em todo o Pará


Foto: Bruno Magno (ORM News)Foto: Bruno Magno (ORM News)
Um balanço divulgado pela Segup (Secretaria de Segurança Pública do Pará), nesta sexta-feira (7), afirma que houve redução em 14% no número de homicídios registrados em todo o Estado durante o período de 1º de julho a 6 de agosto deste ano, quando foi realizada a Operação Verão 2015. Os números foram comparados com os registrados ano passado.
Foram contabilizados este ano 218 casos de homicídio, contra 254 em 2014. Já na capital paraense, a redução foi maior, 55 casos em 2014 e 26 em 2015, queda de 53%. Já em relação aos crimes de latrocínio (roubo seguido de morte), os índices foram menores em 11% em todo o Pará, com três casos a menos, permanecendo o mesmo em Belém: dois registros.
Em relação aos furtos houve redução em quase 2 mil casos: em 2014 foram 10.694 mil e em julho deste ano 8.842. Em Belém, a diminuição foi um pouco maior. Dos 3.142 mil contabilizados em 2014, reduziu para 2.286 este ano.
Os roubos também diminuíram, foram 9.806 em todo o Estado em 2014, passando para 7.920 em 2015. Em Belém foram registrados 4.922 casos em 2014 e 3.387 em 2015, declínio de 32%.
Entorpecentes - O registro de casos de tráfico de drogas aumentou em todo o Estado em 33%. Ano passado foram 430 casos e passou para 570 em 2015. Já em Belém houve uma pequena redução, de 60 para 58 casos de comércio ilegal de entorpecentes. Maconha, crack, cocaína e pasta base foram as substâncias mais encontradas.
Também durante esse período foi contabilizada a apreensão de 95 armas de fogo, enquanto nos registros de 2014 foram 106. Só em Belém foram apreendidas 22. Trinta e oito foragidos também foram recapturados em 2015, número bem maior do que o registrado em 2014, quando foram encontrados 18. Enquanto isso, a prisão de adultos em flagrante e a apreensão de menores diminuiu de 1.233 para 1.087. Em Belém foram 124 em 2014 e 89 em 2015.
Trânsito - As operações de trânsito contabilizaram redução dos acidentes com mortes, mas crescimento de 31% nos registros de alcoolemia. Foram 250 em 2014 e 327 em 2015. Centro e trinta e três motoristas apresentaram estado de embriaguez e no ano passado foram 96, um aumento de 39%.

Foto: arquivo Agência ParáFoto: arquivo Agência Pará
De acordo com o Detran Pará, em todo o Estado, 33 pessoas foram flagradas sob efeito de álcool enquanto dirigiam, saltando para 235 em 215, aumento de 613%. Somente no município de Salinas, o aumento foi de 568%, de 25 para 168 casos. Em Mosqueiro, o aumento foi de mais de 2.000%, quando em 2014 apenas dois foram pegos nessas condições e em 2015, 44.
Nas rodovias federais, houve aumento de 7% no número de pessoas que dirigiam sob efeito de álcool. Em relação aos acidentes, foram registrados 315 este ano, contra 250 em 2014. O número de mortos permaneceu o mesmo: 36.
(Pararijos NEWS)

Projeto precisa de doações para construir canil

Projeto precisa de doações para construir canil (Foto: Reprodução )
(Foto: Reprodução )
Quem estuda, trabalha ou circula pelo Campus da Universidade Federal do Pará (UFPA) no Guamá, em Belém, já reparou que a instituição abriga dezenas de cães e gatos, que foram abandonados, vieram de fora ou nasceram no local.
Para cuidar destes animais, que muitas vezes ficam desamparados e são maltratados, foi criado o projeto "Peludinhos da UFPA", que atualmente possui cerca de 120 animais. Manter o projeto, no entanto, só é possível através de doações.
Segundo os organizadores do projeto, cerca de 15 kg de ração são consumidas diariamente pelos peludinhos (filhotes e adultos) da Universidade, e por ter uma demanda constante é necessário que as doações sejam feitas de imediato. O ponto de arrecadação fica na UFPA, no entanto o campus está de greve. Por isso as entregas podem ser agendadas via contato direto por meio do telefone (91) 98314 9204, atendido por Cristina Braun.
Os outros trabalhos necessários para cuidar dos animais como: administração de medicações, banho, limpezas do abrigo, curativos e outros são realizados por voluntários e alguns parceiros.
Para isto, qualquer pessoa interessada em ajudar pode entrar em contato com os organizadores ou fazer doações em uma campanha de arrecadação on line. Todo o dinheiro arrecadado será destinado para a construção de um canil/gatil para atender os animais.
(Pararijos NEWS, com informações da UFPA)

Estudo mostra queda no setor da construção

Estudo mostra queda no setor da construção (Foto: DOL/Arquivo)
Pesquisa aponta queda no setor da construção civil no Estado do Pará. (Foto: DOL/Arquivo)
O número de empregos no setor da construção civil no Estado do Pará, diminuiu, de acordo com estudo realizado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), divulgado nesta sexta-feira (7).

O balanço, realizado no mês de junho deste ano, que tomou como base as informações oficiais do Ministério do Trabalho-CAGED, mostra decréscimo de 1,10% na geração de empregos formais. Segundo os dados, foram feitos em todo o Estado, 6.608 admissões e 7.882 desligamentos gerando um saldo negativo 1.274 postos de trabalho.

No mesmo período do ano passado – junho de 2014 –, a situação foi inversa. Na época, foram realizadas 12.626 admissões e 6.998 desligamentos gerando um saldo positivo de 5.628 postos de novos trabalhos.

As análises mostram, ainda, que em maio deste ano houve saldo negativo na geração de empregos, em outros sete Estados da região norte, a exceção, no entanto, ficou com o Estado do Amazonas que apresentou saldo positivo de 450 postos de trabalho e o Acre com saldo 75. O destaque negativo na geração de empregos formais, ficou por conta do Pará com a perda de 1.274 postos, seguido de Rondônia (1.096), Roraima (277), Amapá (52) e do Tocantins (29).

Ainda de acordo com o Dieese, foram feitas em toda a região Norte, no mês de junho deste ano, 11.578 admissões e 13.781 desligamentos gerando um saldo negativo de 2.203 postos de trabalhos, com um decréscimo de 1,04%.

No período de janeiro a junho, o estudo mostra decréscimo de 5,62% na geração de empregos formais. Foram feitas, na ocasião, 41.460 admissões e 48.305 desligamentos gerando um saldo negativo de 6.845 postos de trabalho.

No mesmo período do ano passado, foram feitas 61.944 admissões e 50.576 desligamentos, apresentando saldo positivo de 11.368 novos postos.
(Pararijos NEWS)

Após uma semana de espera, laudo é divulgado

Após uma semana de espera, laudo é divulgado (Foto: Alberto Bitar)
Zenaldo Coutinho pode ser processado por homicídio culposo, caso seja comprovada negligência (Foto: Alberto Bitar)
Uma semana após ser concluído pelo Corpo de Bombeiros Militar (CBM) do Pará, o laudo que aponta as causas do incêndio no Pronto-Socorro Municipal Mário Pinotti (PSM da 14) foi finalmente publicado, sem alardes, no site oficial da Prefeitura de Belém. Também na tarde de ontem, a assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros informou que o documento estava finalmente à disposição da reportagem do DIÁRIO.
O documento tem 26 páginas, 19 delas com fotos do local do incêndio. Foi assinado pelos peritos de incêndio e explosões major Charlyston Witting Cardoso de Souza e Alex dos Santos Lacerda, primeiro tenente. No laudo, os peritos descartam a possibilidade de o incêndio ter sido causado de forma intencional. Ou seja, não houve sabotagem, segundo eles. Também foram descartadas descargas atmosféricas, em razão das boas condições do tempo no momento da tragédia.
Os peritos chegaram a levantar duas hipóteses para o incêndio. Uma delas foi o aumento da densidade da energia elétrica em fio elétrico flexível - um aquecimento em fios que não estivessem em conformidade. A outra hipótese seria o problema interno na central de ar. Os peritos afirmam, contudo, que a primeira hipótese estava descartada, visto o estado da fiação em torno da central de ar onde surgiu o fogo, deixando como causa problemas na central de ar.
O incêndio no PSM da 14 ocorreu no dia 25 de junho, causou a morte de três pessoas e é alvo de um Procedimento Investigatório Criminal (PIC), que corre sob sigilo de Justiça no Ministério Público (MP).O comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Nahum Fernandes, já prestou depoimento e o prefeito Zenaldo Coutinho também foi intimado e deverá depor sobre o caso. Zenaldo pode ser processado por homicídio culposo, caso fique comprovado que foi relapso, ao não considerar os alertas feitos em parecer do próprio CBM, há mais de 1 ano. Se condenado, o prefeito pode pegar até 20 anos de prisão.
PERITOS
Dois peritos consultados ontem afirmaram que o laudo está tecnicamente correto, mas apontam que o documento não esclarece o ponto mais importante: o que causou o incêndio? O curioso é que o próprio laudo, produzido pelo CBM sob os olhares de Zenaldo e de Jatene - a quem os Bombeiros estão subordinados - indica sérios problemas ignorados pelos peritos militares. À página 14 do laudo, há uma foto que assusta. A imagem mostra emendas feitas nos fios da instalação do ar-condicionado. Em bom português: gambiarras. Num aparelho dentro de um hospital. As emendas, de fato, estão intactas. Mas não dá para dizer o mesmo da continuação da fiação. Na foto, o que se vê logo abaixo das gambiarras é uma grande mancha, possivelmente o local de origem das chamas. “É difícil afirmar. Mas tudo indica que as manchas brancas na foto são marcas do fogo, que se originou nesse mesmo local”, analisou um perito.
Por tudo isso, as investigações devem se voltar para o estado dos aparelhos de ar condicionado no PSM da 14. E a possibilidade de o problema ter ocorrido na central de ar não exime Zenaldo de culpa. Tampouco, encerra o caso. O promotor Militar Armando Brasil já informou que as investigações continuam e que “outras provas precisam ser cotejadas”. Os problemas nas centrais de ar do PSM da 14 já haviam sido alvos de alerta à Prefeitura pelo próprio CBM. Em parecer produzido pela Corporação, no início de 2014, foram apontados cerca de 25 problemas no PSM da 14. Entre as irregularidades destacadas, estavam Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com estrutura inadequada, elevadores parados, falhas no sistema elétrico e não funcionamento dos aparelhos condicionadores de ar. 
Em Ação Civil Pública contra o município, os procuradores Melina Tostes e Alan Rogério Mansur Filho também alertaram para o problema. Classificaram o sistema de arejamento do hospital como deficiente e registraram que os aparelhos não funcionaram. Os alertas foram ignorados e agora podem pesar contra Zenaldo.
(Pararijos NEWS)

Mulheres ainda sofrem com escalpelamentos

Mulheres ainda sofrem com escalpelamentos (Foto: Fernando Araújo)
Vítimas de escalpelamentos, mulheres tentam retomar a vida e vencer as dores físicas e psicológicas (Foto: Fernando Araújo)
Há 5 anos, como de costume, Francidalva Pereira Damasceno, 30 anos, subiu na pequena embarcação da família, por volta da 6h, para ir ao centro da cidade de Portel, no Marajó, retirar o dinheiro do Bolsa Família. Orgulhosa dos cabelos lisos até a altura dos joelhos, a dona de casa, ribeirinha, se acostumou a navegar pelos rios e manter as madeixas num coque. Ela soube de casos de mulheres escalpeladas. Não queria ser vítima.
Ao retornar para casa, por volta de 10h, Francidalva foi até a lateral do barco para se molhar no rio. Porém, ela se desequilibrou, escorregou e os cabelos se prenderam ao eixo do motor e foram arrancados. Francidalva havia esquecido de amarrá-los. O barco tinha proteção no motor, mas o marido a retirou e acabou não colocando de volta. A partir desse momento, o que tanto a dona de casa temia aconteceu e ela entrou para a lista de sete vítimas de escalpelamentos registradas pela Santa Casa de Misericórdia do Pará, de janeiro até julho passado. Em 2014, 11 casos foram notificados em todo o ano.
Segundo Luzia Matos, coordenadora do Espaço Acolher, que atende mulheres vítimas de acidentes com motor, a última ocorrência foi registrada na quinta-feira, 30 de julho, com um menino do município de Cametá. A instituição está em busca de mais informações sobre o caso.
Para a pesquisadora do Espaço Acolher, Luiza Santos, há possibilidades do número de acidentes se igualar ou até superar os de 2014. Ela enfatiza que a informação é a maneira mais eficaz de reduzir os acidentes. “Se você circular pela região ribeirinha verá que lá não tem tv, rádio, nada. Eles não têm informação como aqui. Precisam de campanhas para orientar’’.
Foi por falta de informação que a dona de casa Maria Diniz da Cruz, 42, do município de Limoeiro do Ajuru, também no Marajó, se descuidou dos cabelos próximo ao motor. Ela não lembra quase nada do dia do acidente. Apenas sabe o que o filho, na época com oito anos, contou. “Vinha sentada atrás do barco. Fui abaixar para pegar um chopp e aconteceu o acidente. Quando acordei estava no PSM da 14’’, recorda.
Passados cinco anos do acidente, mensalmente Maria viaja para Belém onde faz curativos e é acompanhada por médicos. Ela sente fortes dores na cabeça. Só o uso de analgésicos aliviam. “A parte mais difícil já passou’’, diz, positiva.
BAGRE
Em Bagre, ainda no Marajó, a estudante Ana Alice Maia Gomes, na época com 12 anos, acompanhada das tias, foi brincar dentro de uma embarcação, mas cabelos ficaram presos no eixo do motor. A sobrancelha esquerda também foi arrancada. Aos 17 anos, Ana continua a fazer os curativos no couro cabeludo. O acidente não a impediu de estudar e seguir a vida. “Eu desejo me tornar assistente social”, revela.
Após os cabelos arrancados, as atividades destas mulheres se tornaram limitadas. Elas não podem carregar peso, pegar sol no couro cabeludo e até o ato de abaixar a cabeça causa dor. Há casos em que as mulheres perdem a orelha, sobrancelhas e a visão e audição ficam comprometidas. O tratamento é para a vida toda. Curativos são feitos no couro cabeludo até que não tenham lesões expostas. Finos pedaços de pele são retirados da perna ou da região lombar e enxertados no local exposto. O número de cirurgias depende do grau do acidente.
(DIário do Pará/Pararijos NEWS)

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Assassino de casal é recapturado após fugir do presídio

2
 (Foto: Reprodução/TV Tapajós) (Foto: Reprodução/TV Tapajós)
Três foragidos do Centro de Recuperação Agrícola Silvio Hall de Moura foram recapturados na noite desta quarta-feira (5). Dois foram encontrados em Santarém e um no município de Mojuí dos Campos, oeste do Pará.
Dentre os que foram presos em Santarém estavam Manoel José Silva dos Anjos, conhecido como “Neneu”, um dos envolvidos no assassinato do casal Mauro Borges e Jéssica Gomes em Alter do Chão, em 2012; e Douglas Santos de Siqueira. Eles foram recapturados na Rua Jader Barbalho, no bairro Amparo.
Também foi recapturado Samuel Correa de Siqueira, que estava na comunidade Igarapé do Anta, a 110 km de Mojuí dos Campos.
O trio estava entre os seis detentos que fugiram na madrugada da segunda feira (3). Todos foram encaminhados ao presídio novamente.
Três detentos continuam foragidos. Luan Rafael Medeiros, conhecido por “Beiçola”, que também é um dos assassinos do casal em Alter do Chão, e que já havia fugido do presídio em outubro de 2013, logo após ser condenado; Bruno Quadros Neves; e Leidvaldo Parente de Sá continuam sendo procurados.
Os seis presos, que estavam no regime fechado, fugiram pulando o muro da unidade prisional utilizando duas cordas artesanais conhecidas como “terezas”. Segundo a Susipe, eles atravessaram uma escavação do pavilhão 1 (regime fechado) para o pavilhão 3 (regime semiaberto). O Batalhão de Polícia Penitenciaria (BPOP) efetuou disparos de advertência para tentar impedir as fugas. Após a ocorrência foram feitas buscas no entorno da unidade mais ninguém foi encontrado.
Serviço
Quem tiver qualquer informação sobre os detentos pode entrar em contato com a Susipe pelo aplicativo de troca de mensagens, no número (91) 98814-1218, ou pelo Disque Denúncia (181). O sigilo é garantido.
(Pararijos NEWS)

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Jaguatirica é atropelada ao tentar atravessar via

Jaguatirica é atropelada ao tentar atravessar via (Foto: Reprodução/You Tube)
Animal andava por uma estrada quando foi atingido por um carro (Foto: Reprodução/You Tube)
Uma jaguatirica foi atropelada em Altamira (PA). O felino andava por uma via que dá acesso ao aeroporto quando foi atingido por um carro.
O animal sofreu ferimento e está na sede do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis – Ibama, onde terá atendimento veterinário. 
(Pararijos NEWS)

Rebelião em Marituba já dura três horas

Rebelião em Marituba já dura três horas (Foto: Cezar Magalhães/DOL)
(Foto: Cezar Magalhães/DOL)
Já dura mais de três horas a rebelião feita por detentos do Presídio Estadual Metropolitano I (PEM I). A revolta iniciou após uma suposta tentativa frustrada de fuga. Quatro agentes prisionais foram feitos reféns, sendo que um deles já foi liberado com ferimentos feitos por um cachorro, de acordo com a Superintendência do Sistema Penitenciário (Susipe).
A rebelião iniciou por volta das 6h30 de hoje, quando os detentos saiam para o café da manhã. A intenção era realizar uma fuga em massa, mas a ação foi frustrada e quatro agentes prisionais foram feitos reféns.
Segundo a Susipe, um agente prisional foi liberado após sofrer ferimentos pela mordida de um cachorro. Já familiares dos detentos afirmam que o detento teria sido ferido com coronhadas dos amotinados.
Familiares também afirmam que há internos feridos com tiros. A Susipe nega a informação. 
Equipes da Rotam estão dentro do presídio. De fora do local, é possível ouvir tiros. 
SUPERLOTAÇÃO
Uma das principais reclamações dos presos é a situação de superlotação do PEM I: a penitenciária tem capacidade para 404 detentos, mas abriga aproximadamente 702.
(DOL/Pararijos NEWS)

Árbitro paraense participa de curso da FIFA no RJ

Árbitro paraense participa de curso da FIFA no RJ (Foto: Reprodução/Instagram)
(Foto: Reprodução/Instagram)
O paraense Dewson Freitas, no quadro FIFA de arbitragem, está fazer o Curso Futuro III para os árbitros brasileiros de elite. O treinamento iniciou nesta segunda-feira (3), no Rio de Janeiro. O curso faz parte do Programa de Assistência à Arbitragem (RAP) da FIFA em parceria com a Comissão de Arbitragem da CBF (CA-CBF) e a Escola Nacional de Árbitros de Futebol (ENAF).
As aulas do curso serão divididas em teóricas e práticas. A parte teórica será realizada dias 4, 5 e 6 à tarde (de 13h30 às 17h30) no Hotel Hilton Barra. Já as atividades práticas serão dias 4 e 5 de 9 às 12 horas, no Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (CEFAN). A avaliação física será dia 6 de 9 às 13 horas no CEFAN.
(Pararijos NEWS, com informações da CBF)

Papão quer que Fiel escolha layout de ônibus

Papão quer que Fiel escolha layout de ônibus (Foto: Divulgação/Paysandu)
O antigo ônibus ficará para locomoção das categorias de base. (Foto: Divulgação/Paysandu)
O Paysandu já adquiriu seu ônibus para a locomoção da equipe principal, mas a Fiel que irá decidir o layout do novo veículo. Quadro modelos estão disponíveis até o fim do desta quinta-feira (6) para votação.
Até 11h mais de 800 votos já estavam computados, o layout preto com o lobo estava com mais de 61% da preferência.
Veja os modelos:
(Divulgação/Paysandu)
Para saber mais e votar acesse o site do Papão.
O slogan do ônibus foi escolhido ontem, também em enquete. "Campeão dos campeões” foi o mais votado. O veículo chega em Belém no fim desde mês
(DOL/Pararijos NEWS)

Escola aparece em 1º e 80º lugares no ranking

Uma manobra jurídica muito utilizada em outros Estados chegou de vez ao Pará e colocou uma pequena escola de Icoaraci em primeiro lugar no ranking do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014, divulgado ontem. O artifício é relativamente simples: o Colégio de Ensino Icoaraciense-CEI (CNPJ 05.465.008/0001-47) criou mais um CNPJ, diferente do original da instituição (Centro de Estudos Icoaraci Ltda.–CEI (CNPJ 03.415.913/0001-47), mas com o mesmo endereço. Em seguida, reuniu os poucos e melhores alunos nessa segunda empresa e inscreveu os dois colégios no exame. Isso fez com que a média da “nova escola” fosse para as alturas no CNPJ com menos alunos (apenas 27 inscritos). O esquema criou uma situação, no mínimo, bizarra: a escola é a primeira colocada no Pará com o CNPJ novo e, ao mesmo tempo, é a 80ª do Estado com o CNPJ original.

REVOLTA
Somando a média no Enem dos dois CNPJ’s da escola ela ficaria apenas em 18º lugar do ranking das escolas do Pará. A situação provocou a revolta da direção de colégios tradicionais no Estado, que consideram a manobra desonesta. “Não estamos aqui menosprezando a instituição de Icoaraci ou querendo tomar seu lugar, mas apenas que a disputa seja honesta, destaca Roberta Eluan, diretora pedagógica do Sistema de Ensino Equipe, que ficou em primeiro lugar no Enem no Pará nos anos de 2011, 2012 e 2013. “Investimos muito na qualidade de ensino, em equipamentos e em estrutura e, quando isso é medido num exame nacional, é justo que seja o mais correto possível”.
No ranking do exame de 2014 o CEI aparece com 621,40. O Equipe vem logo em seguida com apenas seis décimos a menos (621,34). A escola de Icoaraci deixou para trás instituições tradicionais como o Centro de Estudos Jurídicos John Knox (3º lugar, com 614,95), o Colégio Marista Nossa Senhora de Nazaré (4º lugar com 612 pontos) e a Escola Tenente Rêgo Barros (5º lugar, com 611,02).
Segundo Roberta, seria muito fácil para o colégio que dirige reunir apenas 27 de seus melhores alunos e colocá-los num CNPJ diferente apenas para conseguir uma nota superior no Enem. “Mas não usamos este artifício por respeito à sociedade, aos pais, aos alunos e à sua inteligência. Ficamos em segundo lugar sim, mas com todo o mérito e os pais de nossos alunos sabem disso”, pondera.
A prática entre as escolas particulares, de separar os alunos em unidades e/ou CNPJ’s diferentes para parecerem ser melhores do que realmente são se repete nacionalmente: no ano passado, a escola primeira colocada no Enem ocupava, ao mesmo tempo, a 1ª e a 569ª posição no ranking que a imprensa faz com os resultados do exame, com a conivência do Ministério da Educação (MEC). Segundo o Blog de Mateus Prado (Desvendando o EENEM), publicado no Estadão, as chamadas “escolas que não” existem” representam 80% dos primeiros lugares no exame.
(Diário do Pará/Pararijos NEWS)

Exposição reúne fotografias de Thiago Araújo

Exposição reúne fotografias de Thiago Araújo (Foto: Thiago Araújo/Arquivo)
(Foto: Thiago Araújo/Arquivo)
É difícil encontrar no meio cultural de Belém, principalmente entre os artistas mais jovens, quem não tenha conhecido o “Seu Araújo”. E de duas necessidades – a de se reunir para homenageá-lo e de dar apoio à família dele – nasceu neste meio a ideia de realizar um grande evento, hoje, a partir das 18h, no Chevallier Eventos. Além da mostra fotográfica “Expô do Seu Araújo”, o público vai conferir diversos pocket shows e a venda de fotos e camisetas, cuja renda arrecadada será destinada à família do fotógrafo. Tudo com entrada franca.
“A gente sabe que a questão financeira é apenas um dos suportes que a família dele precisa, o emocional é muito maior. Mas, com tantos amigos saudosos, essa foi uma forma que encontramos de dar uma força”, declara Sônia Ferro, jornalista que colabora com a organização do evento. Thiago Araújo, um dos fotógrafos mais queridos e talentosos de Belém, faleceu, aos 28 anos, há três semanas, devido a complicações provocadas por uma insuficiência hepática.
Com um olhar criterioso e, ao mesmo tempo, cheio de sentimento, Marcelo Lelis, editor de fotografia do DIÁRIO DO PARÁ, se debruçou sobre parte dos HDs repletos de imagens produzidas pelo amigo e selecionou 27 fotografias. Foi uma curadoria diferente, com fotos que já foram publicadas, algumas bem conhecidas, e outras que Lelis sabia que o jovem fotógrafo gostava. “Busquei trazer várias facetas da obra dele. Obra que, nos últimos tempos, estava bem ligada à cultura e ao fotojornalismo”, explica. 
Apesar da amizade que mantinham, Lelis conta que não foi fácil fazer a seleção do material produzido por Thiago. “Eu me senti um pouco invasivo. Levei um tempo com esses HDs em casa antes de conseguir conectar ao computador e olhar. Afinal, são coisas pessoais”, conta Lelis. “E foi mais difícil ainda fazer essa seleção, porque o Thiago era desorganizado igual a mim”, brinca. As fotos serão impressas em tamanhos de 34x52cm e serão vendidas na “Expô” a R$ 150 cada.
Uma estampa criada pelo designer e músico Félix Robatto, a partir de uma foto com o rosto de Thiago, e a sua conhecida frase “Tu não tem coraaaaagem”, também estará impressa em camisetas coloridas que serão vendidas a R$ 40. A parte musical já tem presença confirmada de Nanna Reis e Elaine Valente, Camila Honda, The Vassos (Félix Robatto, Adriano e Júnior), Luê e Júnior Soares, Roda Cantada (Arraial do Pavulagem), Marcel Barreto, Carimbó Pirata e Los Picoteiros (projeto dos DJs Azul e Zek).
“É um prazer fazer essa homenagem. O Thiago era quase um irmão da Luê”, declara o músico Júnior Soares, pai da cantora e integrante do Arraial do Pavulagem. O fotógrafo participou das oficinas do Arraial e tocava tambor durante os arrastões. “Ele era um amigo muito querido, frequentava minha casa, participava do Arraial. Ele fez trabalho de fotografia para nós, muitos cartazes são com fotos dele. Todos nós sentimos muito pela partida prematura do Thiago”, lamenta.
Thiago estava afastado das apresentações e cortejos do Arraial do Pavulagem há três anos. “Esse ano ele voltou a tocar. Que loucura isso”, comenta Júnior, sobre o retorno do fotógrafo à música neste último mês de junho. No show que Luê prepara, e no qual será acompanhada pelo pai, músicas cheias de memória afetiva. Alguns são bregas, composições de Alípio Martins que Thiago gostava. Enfim, um show recheado de homenagens e cheio da alegria que era peculiar ao querido Seu Araújo. 
(Diário do Pará/Pararijos NEWS)

Investidores evitam fazer negócio com os remistas

Investidores evitam fazer negócio com os remistas (Foto: DOL)
O Remo segue na luta para encontrar um bom Camisa 9. (Foto: DOL)
Dos cinco gols marcados pelo time na Série D, apenas um foi de atacante. A marca deixada por Léo Paraíba, além de representar pouco para um ataque que dispõe dos dois últimos artilheiros do Parazão, mostra o atual panorama do mercado da bola, no Brasil. Nos arraiais azulinos, essa dificuldade é sentida diariamente.
O desejo dos dirigentes azulinos é trazer um camisa 9, mas não está tão fácil arranjar alguém com o perfil exato. “Nós queríamos um jogador do Goiás, entretanto o investidor dele não quer que ele venha para Belém. De Fortaleza para lá, os jogadores têm procurador e investidor, este último que dá o dinheiro. Geralmente a gente tem que procurar muito, porque é difícil. Eles não querem que o jogador venha para a Série D”, argumenta o coordenador de futebol, Sérgio Dias.
A nova ordem, segundo ele, é um empecilho a mais para os clubes da quarta divisão. “No Brasil, todos os clubes devem. O que pesa é a questão da Série D, porém quem entende de futebol sabe que os jogos do Remo passam para o Brasil inteiro na TV. O Remo é forte, é igual a Flamengo e Corinthians. E com os jogos na televisão, eles ganham visibilidade da mesma forma”, rebate.
Dias lista os jogadores procurados. “O primeiro foi o João Carlos, que era do Macaé e está no Madureira. O presidente não deixou ele vir. Depois queríamos o Claudecir, contudo ele está parado há 60 dias. Procuramos o Bruno Mineiro, mas está no DM do Santa Cruz. Tem esse menino do Goiás, mas também fomos atrás do Zé Carlos, do CRB, porém dizem que ele ganha R$ 40 mil. Mas até sexta podemos anunciar alguém”, encerra. 
(Diário do Pará/Pararijos NEWS)

Foto de 'amamentação dupla' cria polêmica no Instagram

Uma popular fotógrafa que posta no Instagram imagens que mostram mulheres nos papéis conjuntos de mães e esposas foi banida do Instagram.
Melissa Jean Wilbraham é conhecida por cliques em que mães nos dias seguintes ao parto. Uma foto em particular complicou a permanência da fotógrafa na rede social, que classificou as fotos dela como "impróprias". Foi esta:
'Amamentação dupla' - Reprodução/Instagram(Melissa Jean Wilbraham)'Amamentação dupla' - Reprodução/Instagram(Melissa Jean Wilbraham)
A fotógrafa, que mora na Austrália, tem 18 mil seguidores.
"Foi como ser punida por celebrar o milagre da vida", reclamou Melissa ao "Daily Mail Australia".
Depois de grande pressão dos seguidores, a conta de Melissa foi restabelecida.
Reprodução/Instagram(Melissa Jean WilbrahamReprodução/Instagram(Melissa Jean Wilbraham(Pararijos NEWS)

Vereador exigirá documento completo

Uma cortina de fumaça vem sendo usada para esconder da opinião pública detalhes sobre o incêndio no PSM da 14 desde a tragédia no dia 25 de junho. O laudo com as causas do incêndio, por exemplo, chegou a ter data para ser anunciado pelo Corpo de Bombeiros mas, inexplicavelmente, a corporação voltou atrás.
Entregou o documento apenas ao titular da Sesma, Sérgio Amorim, e anunciou que os jornalistas só teriam acesso ao documento público mediante a apresentação de ofício. Ontem, misteriosamente, uma coletiva foi convocada às pressas para a divulgação do documento pelo secretário. Mas quem esperava ter acesso ao documento completo saiu frustrado.
Na entrevista coletiva, o titular da Sesma garantiu que o laudo poderia ser solicitado à assessoria de imprensa da secretaria, mas esta informou que também não teve acesso ao documento. “Essa é uma omissão muito reveladora. Está tudo muito nebuloso”, diz o vereador Fernando Carneiro (PSol), informando que vai enviar ofício ao Corpo de Bombeiros para que o laudo completo seja enviado à Câmara Municipal de Belém (CMB). “Esse comportamento não surpreende, porque a Prefeitura de Belém é uma das piores nos índices de transparência. Tudo isso é lamentável”.
Carneiro participou de uma série de visitas ao PSM da 14 antes do incêndio e diz que sempre ficou impressionado com a fiação elétrica do prédio. “A gente via fios expostos, aparelhos que não funcionavam por problemas elétricos”, conta. O deputado estadual Lélio Costa (PC do B) também informa que pedirá detalhes ao Corpo de Bombeiros sobre o caso. “Esse é um assunto de interesse público e preocupa a forma como está sendo tratado”, afirma.
(Diário do Pará/Pararijos NEWS)

Goleiro Dida é pego em doping e pode ter punição de 2 anos

Foto: Marcelo SeabraFoto: Marcelo Seabra
A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou em seu site oficial que o goleiro Dida, do Independente de Tucuruí, (ex- Paysandu) foi pego no exame antidoping em coleta realizada no dia 13 de maio, após a partida entre Goiás x Independente, pelo jogo de volta da segunda fase da Copa do Brasil.
A análise laboratorial apontou a presença de benzoilecgonina (cocaína) na urina do atleta, substância proibida pelo Regulamento de Controle de Doping da Wada/FIFA/CBF. O resultado foi anunciado pelo presidente da Comissão de Doping da CBF, professor Fernando Solera.
A CBF denunciará o jogador paraense ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por uso de substância indevida. A Fifa orienta que os tribunais desportivos apliquem pena de seis meses a dois anos de suspensão. Se punido pelo STJD em todas as instâncias, Dida terá que recorrer ao Tribunal Arbitral do Esporte, em Zurique, na Suíça, para tentar escapar de uma pena severa.
(Pararijos NEWS)

CPI do Sistema Carcerário aprova relatório final na Câmara

Foto: Agência CâmaraFoto: Agência Câmara
A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Sistema Carcerário concluiu nesta quarta-feira (5) seus trabalhos ao aprovar por unanimidade o parecer final apresentado pelo deputado Sérgio Brito (PSD-BA). No relatório, os integrantes da CPI propõe a apresentação de 20 propostas legislativas que devem ser apreciadas pela Câmara e pelo Senado para melhorar o sistema carcerário no país.
No parecer, o relator fez uma série de recomendações e encaminhamentos a ministérios e a comissões da Câmara. O parecer recomenda a volta da discussão de projetos que estão em tramitação na Câmara, como o que prevê a criação de centros de saúde em todos os presídios com mais de 100 detentos.
Entre as propostas apresentadas pela CPI, estão a que determina a adoção de scanner corporal nos presídios, para acabar com a revista íntima e regras para o interrogatório por vídeo conferência para réus presos. Outra proposta constante do parecer é a instalação de câmeras de vídeo com captação de áudio nas celas prisionais. O relatório também propõe ampliar de seis para oito meses o tempo para que os filhos de presidiárias possam permanecer nos berçários.
Segundo o presidente da CPI, deputado Alberto Fraga (DEM-DF), ainda entre as sugestões de propostas legislativas estão a que obriga a transferência de recursos do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) para os estados e para o Distrito Federal e a que determina a transferência de recursos do Funpen para os municípios que possuam estabelecimentos penais em sua jurisdição. De acordo com Fraga, as medidas propostas pela CPI só serão colocadas em prática se houver vontade política.
(Pararijos NEWS)

MPF denuncia 19 pessoas por trabalho escravo

MPF denuncia 19 pessoas por trabalho escravo (Foto: Divulgação/MPF)
(Foto: Divulgação/MPF)
O Ministério Público Federal (MPF) encaminhou à Justiça, de janeiro até o fim de julho deste ano, 11 processos que denunciam 19 pessoas pela submissão de trabalhadores em condições análogas à escravidão no Pará.
As ações, ajuizadas nos municípios de Belém, Marabá, Paragominas, Redenção, Santarém e Tucuruí, pedem que os acusados sejam condenados a até oito anos de reclusão, além do pagamento de multas.
As principais irregularidades encontradas durante as vistorias do Grupo Especial de Fiscalização Móvel do Ministério do Trabalho e Emprego foram a contratação de mão de obra sem documentação, falta de registro de empregados e ausência de pagamento de salários regulares, acomodação dos trabalhadores em locais sem condições mínimas de conforto, saúde e higiene, ausência de instalações sanitárias e água potável, local impróprio para as refeições e preparação dos alimentos, ausência de equipamentos de proteção individual e utensílios de trabalho, além do isolamento geográfico e servidão por dívida.
Os autores das ações são os procuradores da República Lilian Miranda Machado, Luiza Astarita Sangoi, Luís de Camões Lima Boaventura, Luiz Eduardo de Souza Smaniotto, Meliza Alves Barbosa Pessoa, Janaina Andrade de Sousa e Nathália Mariel Ferreira de Souza Pereira.
Combate ao trabalho escravo
Nos últimos anos, o MPF intensificou os esforços para garantir maior eficiência na punição do trabalho escravo. De 2010 para cá, houve um aumento de mais de 800% nos procedimentos extrajudiciais instaurados. Hoje, não existem mais correntes, senzalas ou açoites, como nos tempos do império. O trabalho escravo contemporâneo se caracteriza por ameaças de morte, castigos físicos e dívidas que impedem o livre exercício do ir e vir, além de jornadas que ultrapassam 12 horas por dia, sem alimentação ou água potável.
"Apesar de os açoites terem sido deixados de lado, pelo menos na maioria das vezes, a supressão da dignidade humana continua sendo feita com maestria, na área rural ou nos grandes centros urbanos", sustenta a procuradora da República e coordenadora do Grupo de Trabalho Escravidão Contemporânea do Ministério Público Federal (MPF), Maria Clara Barros Noleto.
(Pararijos NEWS, com informações do MPF)

Escolas estaduais estão entre as mil piores notas

Escolas estaduais estão entre as mil piores notas (Foto: Alzyr Quaresma)
A Tenente Rego Barros foi a escola pública melhor colocada no ranking liberado ontem pelo MEC. (Foto: Alzyr Quaresma)
A pior escola entre as instituições paraenses, de acordo com os resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2014), foi a Escola Estadual de Ensino Fundamental Manoel da Vera Cruz Sá, de Curralinho, que ficou entre as 40 piores do Brasil. As escolas estaduais paraenses ficaram, na maioria, entre as mil piores. Já a melhor escola pública federal do Pará foi a Tenente Rego Barros, localizada em Belém. A escola ficou em 773º lugar no ranking nacional. A escola estadual paraense mais bem colocada no ranking foi a Escola Técnica Magalhães Barata, também de Belém, que ficou em 4.135º entre as 15.640 escolas de todo o país. A escola de Curralinho foi a 15.608ª no ranking. 
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou ontem, 5, as notas por escola da edição do ano passado do Enem. Do total de escolas em todo o Brasil, somente 93 instituições públicas entraram na lista das mil com as melhores notas. Isso representa menos de 10% do total. Somente a Tenente Rego Barros faz parte desta lista dos melhores. Na escola, o índice de permanência dos alunos é de 80% ou mais.
Do interior, a escola estadual mais bem colocada foi a São Raimundo Nonato, de Santarém, que foi a 5.963ª colocada. Na lista de 15.640 divulgadas pelo Inep, cerca de dois terços (9.425) são escolas públicas: 8.990 são estaduais, 109 são federais e 326 municipais.
A média nacional nas provas objetivas foi 517,6. No caso da Tenente Rego Barros, a nota foi de 611,02. Considerando as 500 escolas públicas com a média mais alta nas provas objetivas, os dados mostram que 47% delas são escolas federais, em geral com orçamentos maiores e com provas de seleção de alunos. As escolas privadas por sua vez, dominam a lista de maiores notas no Enem. Do Pará, a mais bem colocada foi a do Colégio CEI, de Belém, 543ª colocada no ranking nacional com média nas provas objetivas de 621,40. 
Outras quatro escolas privadas paraenses – todas em Belém – ficaram entre as mil melhores notas: Sistema de Ensino Equipe, Centro de Estudos John Knox, Colégio Marista Nossa Senhora de Nazaré e Colégio Santa Catarina de Sena. Entre as privadas, a pior colocada foi o Instituto 15 de Agosto, que ficou na 13.701ª colocação.
Diário do Pará 

NACIONAL
Diferente dos resultados do Pará, as dez melhores escolas públicas do Brasil estão no Nordeste. A Escola Estadual de Educação Profissional Padre João Bosco de Lima, de Mauriti, no Ceará, está no topo do ranking.
Entre os 20 colégios mais bem posicionados nos exames do Enem 2014, cinco estão no estado de São Paulo. Tanto Minas Gerais quanto Rio de Janeiro têm quatro escolas. Ceará tem três, Piauí tem duas e Mato Grosso do Sul e Goiás têm uma escola cada. Estados do Norte e Sul do país não aparecem na lista do “top 20”.
Segundo o Inep, as escolas que foram melhor classificadas são escolas de grande porte – com mais de 90 alunos – que têm indicador de permanência alto, onde mais de 80% dos alunos cursaram todo o ensino médio, e têm alunos de nível socioeconômico baixo ou muito baixo. De acordo com o ministro da Educação, Renato Janine, o Inep está propondo pela primeira vez rankings alternativos à listagem pelas maiores notas. “A primeira da lista não é necessariamente melhor, porque existem fatores externos que podem determinar isso. E do ponto de vista da prestação de serviço, se você quer mostrar às famílias qual a melhor escola para o seu filho, às vezes a primeira da lista pode ser muito pequena e não ter vaga, ou ter uma política restrita de aceitação de alunos”, disse o ministro.

(Diário do Pará/Pararijos NEWS)

Servidores confirmam paralisação para o dia 12


Servidores confirmam paralisação para o dia 12 (Foto: Jader Paes)
Categoria cruzará os braços das 6h às 18h, para forçar uma negociação com a Prefeitura de Belém (Foto: Jader Paes)
Servidores do Pronto-Socorro Humberto Maradei (PSM do Guamá) reafirmaram a decisão de paralisar por 12 horas o atendimento, na próxima quarta-feira (12). Das 6h às 18h, os trabalhadores estarão na frente da unidade de saúde para chamar a atenção para as péssimas condições de trabalho e exigir, em caráter de urgência, retorno da Prefeitura de Belém nas negociações. Ontem, a categoria se reuniu em assembleia geral, no auditório da Escola Lar Fabiano de Cristo, no bairro do Guamá.
Josilene Lúcia dos Santos, coordenadora executiva do Sindicato de Servidores em Saúde do Estado do Pará (Sindsaúde), diz que a Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) não recebe os trabalhadores, pois sempre adia as reuniões marcadas. Diante da situação, ela acredita que a paralisação servirá de alerta. “Após várias tentativas de negociar, hoje (ontem) quem decide é o trabalhador’’.

DRAMA
Em discurso, ela relatou o caos no ambiente de trabalho, em que os próprios parentes são vítimas. “Minha mãe foi lá para retirar líquido da barriga e não teve como. O médico a liberou. E ela sente dores e agora está lá esperando por atendimento’’, disse.
Entre as reivindicações estão melhores condições de trabalho; implantação do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração; concurso público; vale alimentação para todos os trabalhadores, não somente para os plantonistas como tem sido atualmente e equiparação de salário dos funcionários do PSM do Guamá com os do PSM da 14.
Segundo Mairraule Souza, coordenador jurídico do Sindsaúde, os servidores do Guamá ganham menos que os da 14. Porém, na avaliação da categoria, ambos desempenham o mesmo trabalho. “O hospital da 14 é considerado de alta complexidade, o do Guamá é de média. Por isso existe essa diferença, sendo que fazem o mesmo serviço. Ainda mais depois do incêndio (PSM da 14)’’.
(Diário do Pará/Pararijos NEWS)

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Pais universitários têm direito ao auxílio creche

Pais universitários têm direito ao auxílio creche  (Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)
Estima-se que cerca de dois mil dos quase 49 mil alunos de graduação da Universidade Federal do Pará (UFPA) tenham filhos. O que muitos destes pais não sabem é que eles podem ter direito a receber o Auxílio Creche (Unicreche), benefício criado em 2014 pela Diretoria de Assistência e Integração Estudantil (DAIE) da Pró-reitoria de Extensão (PROEX) da universidade. 
O auxílio creche da UFPA tem como principal objetivo subsidiar os estudantes de graduação da universidade que estejam em situação de vulnerabilidade socioeconômica na contratação de serviços de creche e educação infantil para seus filhos. A ideia é ajudar esses estudantes para que eles não comprometam as suas atividades acadêmicas e, assim, permaneçam na instituição, diminuindo a evasão acadêmica.
“O Unicreche permite a igualdade de desempenho acadêmico para os nossos alunos, a maternidade e a paternidade devem ser exercidas em harmonia e com a qualidade dos estudos”, explica José Maia, diretor da DAIE/PROEX.
Auxílio não se restringe ao sexo feminino Atualmente, dos 26 beneficiados pela iniciativa, três são homens. “O maior número de pessoas que recebem o auxílio creche são as universitárias, mas nós não fechamos o auxílio creche para o gênero da mulher porque reconhecemos a diversidade que temos hoje nos arranjos familiares”, considera José Maia. 
A Diretoria de Assistência e Integração Estudantil da UFPA dispõe de uma equipe de assistentes sociais que verifica cada solicitação e, independente de sexo, analisa fatores como disponibilidade de cada pessoa, número de filhos e questões socioeconômicas. 
Segundo José Maia, pais que são responsáveis pelos cuidados com os filhos podem solicitar o Auxílio Creche a qualquer momento à PROEX. “Hoje sabemos que existe a possibilidade de ser o pai quem vive e cuida do filho. São casos em que pai e mãe não vivem juntos, que não coabitam. Nesses casos existe a possibilidade de solicitar o benefício, ou porque ele é viúvo, ou porque ele é separado da mãe do filho, ou porque eles nunca viveram juntos, ou porque ele apenas estuda e a mulher é quem trabalha. Então existem várias possibilidades que possam fazer com que em vez de ser uma aluna, ser um aluno aquele que poderá receber o auxílio creche.”
A Proex reforça, porém, que os recursos do Auxílio Creche não podem ser utilizados para pagar serviços de babás ou cuidadores e devem custear a educação formal das crianças. “O aluno, quando ele recebe o auxílio creche, tem que comprovar efetivamente que o seu filho está matriculado na creche, que ele está frequentando a educação infantil e que ele está pagando a mensalidade da creche, sob pena de ter o auxílio suspenso. A qualquer momento, podemos fazer visitas à creche ou visita domiciliares para saber sobre a criança. Se ela está bem, se está frequentando as aulas. Para acompanhar esse trabalho”, aponta o diretor da DAIE.
Como solicitar o auxílio creche? 
O valor do auxílio é de R$400 reais, mas pode variar dependendo dos custos necessários e do número de filhos dos universitários que solicitam o benefício. Têm direito a solicitar o Auxílio Creche estudantes matriculados em cursos regulares e extensivos da UFPA; que detenham a guarda de filhos entre 18 e 59 meses, ou seja, a partir de um ano e meio e menores de seis anos; e que não possuam pendências com prestação de contas de outros benefícios da PROEX. Alunos que recebem outros benefícios do Programa de Bolsas Permanências podem solicitar o Unicreche sem problemas.
Quem deseja solicitar o Unicreche deve protocolar um processo administrativo com o requerimento da solicitação, justificativa do pedido e demais documentos exigidos nos editais do Programa Permanência da UFPA. A solicitação deve ser encaminhada entre os dias 20 e 30 de cada mês à DAIE/PROEX.
(Pararijos NEWS, com informações da UFPA)

Sensualidade na web


A modelo e ex-participante do reality show “Casa Bonita”, do canal por assinatura Multishow (ORM Cabo), Steffani Prudêncio faz sucesso na web com fotos bem quentes de ensaios sensuais, que ela costuma fazer postagens. Nas imagens, a beldade aparece deixando seus atributos em evidência. A sensualidade da gata conquistou uma legião de quase cem mil seguidores no Instagram.
Segundo a bela, o momento mais difícil da carreira foi quando decidiu seguir a profissão de modelo: “É um caminho com muitas críticas e conseqências. Por outro lado, o trabalho abriu portas bem interessantes”.
A modelo também revelou já ter ficado com vários famosos de áreas totalmente distintas. “Já fiquei com ator, cantor sertanejo e jogador de futebol”, completa Steffani, que não revelou os nomes dos sortudos.
(Pararijos NEWS)

Exagerou nas férias? Saiba como curar a ressaca

Exagerou nas férias? Saiba como curar a ressaca (Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)
Fim de férias pode ser sinônimo de ressaca pra muita gente. Foram dias e dias de curtição, sol, mar, e horários desregrados com direito a alimentação inadequada, ingestão de álcool e consequentemente - ressa! Se identificou?
Saiba como tentar ao menos reduzir os efeitos da ressaca:
Comer ovos, brócolis, pimenta, cebolas e gérmen de trigo faz muito bem já que a cisteína encontrada nesses alimentos é responsável pela eliminação de boa parte do acetaldeído, sendo responsável pela aceleração no processo da cura da ressaca.
Uma frutinha cai bem para a manhã pós-bebedeira, porque com a frutose recuperamos de maneira rápida e simples as reservas de energias. A banana e alimentos ricos em potássio também ajudam, pois como as bebidas alcoólicas são diuréticas (não é a toa que você faz xixi de 5 em 5 minutos), é comum que os nutrientes do corpo sejam eliminados junto com a urina. O potássio é um dos que mais são eliminados no processo, por isso é de suma importância que as pessoas com ressaca se alimentem bem.
Uma outra dica boa é recuperar o sódio e se hidratar com uma água de coco ou mesmo um isotônico geladinho e claro, o mais importante é beber água já que a desidratação está diretamente ligada à dores de cabeça na ressaca.
Outros alimentos:
Pão: não beba de estômago vazio. Pães e massas são ótimos para forrar o estômago e regular a glicose. 
Azeite de oliva: uma colher antes de começar a beber evita a absorção do álcool no estômago. 
Amêndoas: comer uma porção antes de beber ajuda a evitar a ressaca
Ovos: eles contém um aminoácido que ajuda a eliminar as toxinas do álcool
Pepino: comer fatias de pepino antes de dormir é bom porque contêm açúcar, além de vitaminas A e B, que repõe alguns nutrientes que foram embora com a bebida. 
Carne: o álcool 'suga' as vitaminas do complexo B do organismo. A carne é um alimento rico nessas vitaminas
Leite: ele vai forrar o estômago, impedindo um pouco a absorção do álcool
Morango: estudos mostraram que o morango protege o estômago dos danos do álcool

CALDOS CURA RESSACA
Se você passou da medida, estas simples receitinhas podem salvar o seu dia. A receita fica pronta em 10 minutinhos e rende 3 porções. Tome nota!
CALDO DE LEGUMES
INGREDIENTES
-3 ovos
-Sal a gosto
-Cheiro verde a gosto
-1 tomate picado
-1 cebola picada
-1 dente de alho amassado
-1/2 pimentão picado
-Pimenta-do-reino a gosto
-Cominho a gosto
-500 ml de água
-1 fio de óleo
-1/2 caldo de legumes
MODO DE FAZER
Reserve os ovos e o cheiro verde. Refogue todos os outros temperos no óleo e quando estiver bem refogado, adicione a água.
Espere levantar fervura e apurar por 2 minutos e acerte o sal.
Quebre os ovos dentro um a um, sem mexer. Deixe cozinhar por mais cinco minutos e acrescente o cheiro verde e bom apetite!
CALDO DE GALINHA
INGREDIENTES
-4 copos (americano) de água
-1 colher de manteiga
-1 cebola
-1 dente de alho amassado
-1 caldo de galinha
-Cheiro verde
-1 ovo
-1 copo de farinha de mandioca branca bem fina
MODO DE FAZER
Esquente uma panela, coloque a manteiga e deixe derreter e frite o alho, a cebola e depois coloque a água e o caldo de galinha.
Acrescente a farinha e mexa bem, para não empelotar e adicione o ovo e mexa.
Deixe cozinhar uns 3 minutos e por último coloque o cheiro verde.
Esta receita fica pronta em 15 minutos e rende 4 porções.
(Pararijos NEWS,  com informações das Revistas Saúde e Boa Forma)

MPF quer fiscalização no fornecimento de combustível

Caos na saúde gera bate-boca na Câmara (Foto: Fernando Araújo)
Discussão entre Zeca Pirão (à direita) e Fernando Carneiro: crise na saúde eleva os ânimos na Câmarae (Foto: Fernando Araújo)
O caos na saúde pública dominou a sessão de ontem da Câmara Municipal de Belém (CMB), um dia após o DIÁRIO DO PARÁ noticiar que o prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, foi intimado pelo Ministério Público Militar (MPM) e Ministério Público Estadual (MPE) a prestar depoimento no Procedimento Investigatório Criminal (PIC), que investiga a possível omissão de autoridades no episódio que causou o incêndio no PSM da 14 de Março.
De um lado, a base aliada de Zenaldo tentava minimizar a crise que se instalou no Pronto Socorro do Guamá e nas demais unidades municipais de saúde. Do outro, vereadores de oposição questionavam a veracidade das melhorias supostamente implementadas pelo prefeito.
O vereador Zeca Pirão (PSD) subiu à tribuna e afirmou que a “saúde em Belém está indo bem”, citando as ações deflagradas por Zenaldo para melhorar a qualidade na prestação dos serviços à população. Iniciou-se, então, um bate-boca acalorado entre ele e o vereador Fernando Carneiro (Psol), que discordou do discurso de Pirão. Para Carneiro, a declaração tentava proteger o prefeito.
Carneiro disse que, desde 2013, os vereadores de oposição fazem vistorias constantes nos postos de saúde da capital e Hospitais de Pronto Socorro, e o que viram é outra realidade no atendimento à população.
“Constatamos nas Unidades Básicas da Marambaia e Sacramenta a falta de aparelho autoclave, que faz a esterilização dos equipamentos para fazer curativo. Na Marambaia, os equipamentos não funcionam porque a rede elétrica não é adequada. O aparelho de raio-x não pode funcionar 24 horas porque a energia não suporta”, declarou.
O parlamentar desafiou Pirão a fazer uma visita ao PSM do Guamá, o que gerou o bate-boca. Pirão retrucou que “não era capacho” para obedecer aos mandos de Carneiro e passou a elogiar a administração de Zenaldo. “O prefeito está fazendo de tudo para melhorar a saúde de Belém, tanto que depois que ele assumiu, 37 postos de saúde foram reformados e mais 38 estão sendo reformados até o final do ano”, justificou.
(Diário do Pará/Pararijos NEWS)

Alienação parental pode causar perda da guarda

Alienação parental pode causar perda da guarda (Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)
Após o rompimento de uma relação amorosa, a disputa pela guarda dos filhos é outra situação difícil e pode acabar nos tribunais. É nesse momento que uma situação muito delicada pode acontecer: a alienação parental. O jurista Zeno Veloso, professor aposentado da Universidade Federal do Pará (UFPA), explica que este tipo de manipulação dos filhos é prejudicial também para as crianças e, por isso, pode ser punida com multa ou até mesmo a perda da guarda das crianças e adolescentes.
“Após o divórcio, a guarda dos filhos permanece com um dos genitores ou pode ser compartilhada entre eles. A Alineação Parental, no fim, é a manipulação do filho. É o abuso mental sobre a criança para que ela rejeite, para que ela não aceite ou para que ela odeie a figura do outro genitor”, descreve Zeno Veloso.
O problema se caracteriza quando um dos genitores, geralmente, o que detém a guarda da criança, inicia um processo de desqualificação do outro genitor, dificultando o contato e o exercício da maternidade/paternidade sobre a criança ou adolescente.
Para o jurista, a fragilidade emocional dos pais no momento do divórcio deve ser superada o quanto antes para preservar os filhos. “É difícil desfazer um casamento, pois esperamos que ele dure. Mas em hipótese alguma essa agonia, tristeza, desespero ou situação mal resolvida deve levar ao extremo que é a manipulação das crianças, em uma espécie de tortura mental que os leva a voltar-se contra a figura paterna ou materna. Alienação parental é o mais terrível que pode acontecer nesses relacionamentos entre pais e filhos em decorrência do rompimento dos laços, em decorrência da destruição dos nichos familiares originários”.
Mães são as principais praticantes da alienação parental
De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), após rompimentos conjugais, cerca de 87,6% das crianças e adolescentes brasileiros passam a ficar sob a guarda das mães e “como na grande maioria das vezes as crianças ficam com as mães em uma guarda unilateral, na prática, é a mãe que tende a se tornar o agente alienador”, explica Zeno Veloso.
Outro agravante é quando o pai já se encontra em uma nova formação familiar, com outros filhos, um outro cônjuge. “Com isso, esse novo contexto se torna mais um pretexto para que a mãe incite a criança contra o pai com afirmações de que ele ama mais a outra mulher, os outros filhos e que ele não se importa mais com esses filhos do relacionamento anterior”.
Alienação parental não é crime 
A Lei nº 12.318 de 2010, descreve o que é a alienação parental e prevê punições que vão de pagamento de multa a perda da guarda dos filhos, caso fique comprovada a alienação parental. No entanto, a prática não é considerada crime, ou seja, ninguém é preso por alienar os filhos contra o outro genitor. Em casos mais extremos, as mães chegam a apresentar na justiça uma falsa denúncia de abuso sexual praticado pelo pai contra a criança com o intuito de afastá-lo do convívio com ela. A repetição contínua dessas narrativas pode levar a “falsas memórias” e as crianças e adolescente podem chegar ao ápice de acreditar que aquilo aconteceu, mesmo quando não é verdade.
(Pararijos NEWS, com informações da UFPA)

Pará vacinará contra pólio


A partir do dia 15 deste mês, pais e responsáveis devem levar crianças entre seis meses e menores de cinco anos ao posto de saúde para serem vacinadas contra a poliomielite e atualizar a caderneta de vacinação.
A mobilização segue até o dia 31 deste mês, com o propósito de vacinar 666.157 crianças contra a paralisia infantil, o que corresponde à meta de 95% do público-alvo, informou ontem a Agência Pará.
Para a atualização vacinal não ficou estabelecida meta, segundo informa a nota técnica da Divisão de Imunizações da Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa), que já recebeu do governo federal 700 mil doses orais contra a poliomielite, distribuídas pela Sespa aos 13 Centros Regionais de Saúde, que por sua vez já estão encaminhando as vacinas aos municípios de abrangência.
A Sespa esclarece que toda campanha de vacinação é executada pelas secretarias municipais de saúde, que têm nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) os principais locais de referência para a imunização.
Sendo assim, no território paraense serão 3.306 locais fixos, como as UBSs, e 74 fluviais que estarão disponíveis para aplicação das vacinas, além dos 360 postos volantes que funcionarão exclusivamente para o Dia D de Mobilização Nacional para as duas campanhas, no sábado, 15 de agosto.
Para as duas campanhas no Pará estarão envolvidos na mobilização 22.380 trabalhadores, entre profissionais de saúde e técnico-administrativos, além de 822 carros, 32 barcos, 18 lanchas, 22 motocicletas, três cavalos e dois búfalos.
Meta é “manter elevada a cobertura vacinal contra a poliomielite”
Indicada para crianças de seis meses a menores de cinco anos, a vacina contra a poliomielite será aplicada em gotas. No informe técnico, a coordenadora estadual da Divisão de Imunizações da Sespa, Jaíra Ataíde, explica que o objetivo é “manter elevada a cobertura vacinal contra a poliomielite de forma homogênea em todos os municípios, visando evitar a reintrodução do vírus selvagem da poliomielite no País. Para isso, a população alvo deve ser vacinada”.
Em relação à campanha de atualização de vacinas, o informe técnico chama a atenção dos responsáveis pelas crianças para que cumpram, com rigor, o calendário nacional de imunização.
A ideia é que, ao levar a criança para tomar a vacina de pólio, as equipes de vacinação façam uma conferência no cartão para liquidar as pendências existentes.
Atualização - Para a atualização vacinal somente de crianças de seis meses a menores de cinco meses, estarão disponíveis doses de BCG (contra as formas graves de tuberculose); Febre Amarela; Hepatites A e B; Menincocócica C; Oral de Rotavírus Humano; Pentavalente (que previne difteria, tétano, coqueluche, infecções por Haemophilus Influenzae B e Hepatite B); Pneumocócica 10 valente (que protege as crianças de bactérias tipo pneumococo, que causam doenças graves como meningite, pneumonia, otite média aguda, sinusite e bacteremia); Tetraviral (contra sarampo, caxumba, rubéola e varicela) e Triviral (sarampo, caxumba e rubéola).
(Pararijos NEWS)

Polícia apreende 170 galos


Galos que eram usados em rinhas de briga foram apreendidos, ontem, em um sítio localizado em Ananindeua, na Grande Belém. Três pessoas foram detidas e conduzidos para a sede da Divisão Especializada em Meio Ambiente (Dema), na rodovia Augusto Montenegro. Com eles, a polícia apreendeu 170 aves. Elas vão responder pelo crime de maus-tratos. As informações foram divulgadas pela Polícia Civil do Pará.
No local, foram apreendidas duas arenas que eram usadas nas rinhas, além de esporões e medicação que era aplicada nas aves. O delegado Vicente Costa, responsável pelo procedimento policial, explicou que denúncias anônimas recebidas pela Dema levaram a equipe policial até um sítio, localizado na rua Celestino Rocha, perto do fim da rua Ricardo Borges, no bairro do Coqueiro.
No local, os policiais civis constataram que havia dezenas de galos trancados em viveiros com evidentes sinais de maus-tratos, como ferimentos pelo corpo, conforme relatou o investigador Edelvan Soares, médico veterinário da Dema.
Todos os animais foram retirados do local, juntamente com os viveiros, arenas e a medicação, e levados inicialmente à Dema, de onde foram encaminhados a uma instituição em Terra Alta, no nordeste do Pará. Dois proprietários do sítio e um médico veterinário foram conduzidos para a Divisão, para a lavratura do TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) por crime de maus-tratos previsto na Lei de Crimes Ambientais. Após o procedimentos, eles foram liberados para responder ao processo na Justiça em liberdade.
(Pararijos NEWS

Mãe de Ronda queria mais


A vitória por nocaute de Ronda Rousey em apenas 34 segundos na luta principal do UFC 190, realizado no último sábado, no Rio de Janeiro, deixou muitos fãs boquiabertos. Mas existe uma pessoa que não se impressionou tanto e ainda teve coragem de criticar a atuação da maior lutadora de MMA de todos os tempos: Ann Maria De Mars. Para quem não conhece, ela é mãe da campeã do UFC.
Momentos após a luta, Ronda concedeu entrevista a Megan Olivi, repórter oficial do UFC, que perguntou a opinião da mãe de Rousey, presente no vestiário. A mãe de Ronda criticou sua performance. Ela elogiou o resultado da filha, mas declarou que Ronda poderia ter sido mais rápida.
“Acho que ela foi muito bem, mas não foi perfeita, pois ela poderia ter sido mais rápida; ela sabia que poderia ter sido mais rápida. Mas foi abaixo de um minuto, e todas nós prometemos uma dança de hamster (animal doméstico) se fosse em menos de um minuto, então eu e suas irmãs devemos uma dança de hamsters a ela”, declarou.
(Pararijos NEWS)

Ministério da Pesca pode ser dissolvido

A revista “Veja” publicou matéria no último fim de semana sobre a decisão da presidente do Brasil, em cortar o número de ministérios, segundo a revista, com o objetivo de atender a “apelos pelo enxugamento da máquina e redução de gastos públicos”, a presidente Dilma Rousseff decidiu dar aval a um corte no número de ministérios, segundo o jornal “O Estado de S. Paulo” - atualmente, o governo conta com 38 ministros. Dilma encomendou um estudo sobre a redução de pastas em março deste ano e, desde então, a discussão ganhou corpo no Palácio do Planalto, que pretende poupar do novo desenho os ministérios da área social, ligados a movimentos identificados com o PT.
A matéria diz ainda que Pesca e Aquicultura e Gabinete de Segurança Institucional (GSI), além das secretarias de Assuntos Estratégicos, Portos e da Micro e Pequena Empresa, podem ser extintos ou fundidos com outras pastas, segundo integrantes do governo ouvidos pela reportagem. Por outro lado, as secretarias de Igualdade Racial, Mulheres e Direitos Humanos serão preservadas para não irritar a militância de movimentos sociais que ainda apoiam o governo. O novo organograma ainda está em discussão.
De acordo com a publicação, auxiliares palacianos, no entanto, divergem sobre o “timing” do anúncio da reforma, em um momento em que o governo tenta pacificar a base, reduzir as tensões no Congresso e garantir a aprovação das medidas do ajuste fiscal. Partidos da base aliada perderiam cargos e influência nas decisões do governo com o enxugamento da máquina.
A “Veja” lembra que na época em que Gleisi Hoffmann (PT-PR) comandava a Casa Civil (2011 a 2014), o Planalto já havia encomendado um estudo de redução de ministérios, mas com receios da repercussão entre movimentos sociais, a proposta não foi levada adiante. Prevaleceu a percepção de que secretarias como Direitos Humanos e Igualdade Racial carregavam uma importância simbólica, além de terem um impacto irrisório na redução de custos. “O principal sinal, agora, é o de modernizar a gestão. Um governo desse tamanho, com muita gente e muita coisa para lidar, não está funcionando”, disse um ministro do governo.
De acordo com a publicação semanal, a redução de pastas é cobrada publicamente pelos presidentes da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), como gesto do governo num contexto em que tenta aprovar uma série de propostas impopulares no Congresso, que aumentam impostos e restringem o acesso a benefícios. Os dois foram os principais articuladores de derrotas do Planalto no primeiro semestre.
A revista anunciou que Dilma iria se reunir ontem, no Palácio da Alvorada, com líderes e presidentes dos partidos da base aliada, o chamado conselho político, em mais um esforço para alinhar sua base no Congresso e garantir a governabilidade. Pedirá compromisso com a responsabilidade fiscal, apoio para aprovar medidas de interesse do governo e desarmar bombas fiscais, num movimento similar ao feito na semana passada durante reunião com governadores de todo o País.
(Pararijos NEWS)

“Spider” será julgado dia 13


A Comissão Atlética de Nevada marcou para o dia 13 de agosto a defesa do brasileiro Anderson Silva, que testou positivo para drostanolona e androsterona antes e depois da luta contra Nick Diaz, realizada em 31 de janeiro.
O norte-americano também foi flagrado pelo uso de maconha após o UFC 183, realizado em Las Vegas, e também poderá apresentar justificativa para o caso, explicou Bob Bennett, diretor executivo da Comissão Atlética de Nevada, ao site MMA Fighting.
Suspenso preventivamente após ser flagrado no exame antidoping, o ex-campeão dos pesos médios do UFC acabou perdendo seu lugar no reality show The Ultimate Fighter antes do fim. Depois de participar dos três primeiros episódios do programa, ele acabou sendo substituído pelos irmãos Rodrigo Minotauro e Rogério Minotouro.
Em uma das poucas vezes que falou durante este período, o “Spider” se disse inocente das acusações. “Ainda não sei o que aconteceu nessa história do doping. Os suplementos que utilizei na recuperação da fratura na perna foram levados para análise. Vamos descobrir o que houve, mas ano que vem volto a lutar de qualquer jeito. Já seria o prazo natural”, disse.
Essa deve ser a argumentação dos advogados do lutador brasileiro, que voltava ao octógono contra Diaz depois de se recuperar da grave fratura na perna causada após a tentativa de um chute em Chris Weidman, em luta que valia o cinturão da categoria.
Durante dois meses o nome de Anderson Silva esteve ligado ao tae kwon do, depois do lutador revelar o desejo de buscar uma vaga nos Jogos Olímpicos de 2016. A ideia, porém, foi descartada.
(Pararijos NEWS)

Falha em central de ar ocasionou incêndio no PSM

Falha em central de ar ocasionou incêndio no PSM  (Foto: Divulgação/Agência Belém)
Laudo aponta que falha mecânica em central de ar causou o incêndio no PSM do Umarizal. (Foto: Divulgação/Agência Belém)
O resultado do laudo pericial do Corpo de Bombeiros sobre as causas do incêndio ocorrido no dia 25 de junho, no Hospital Pronto Socorro Mário Pinotti, localizado na travessa 14 de Março, bairro do Umarizal, em Belém, foi divulgado na manhã desta quarta-feira (5) pelo secretário de Saúde, Sérgio Figueiredo.
A conclusão do documento, assinado pelo Major Charlyston Wytting Cardoso de Sousa, perito de incêndios e explosões, é de que “o incêndio ocorrido por volta das 14h25 do dia 25 de junho iniciou na sala de cirurgia 02, do bloco cirúrgico, foi de natureza físico-química com falha no funcionamento eletromecânico da central de ar, unidade interna (evaporadora)”, detalha o documento.
"Estamos notificando a empresa contratada para a manutenção de ar condicionado, para que ela explique sobre as manutenções periódicas realizadas nessa máquina. A partir disso, a secretaria vai tomar todas as medidas cabíveis que o caso requer", afirmou o secretário.

(Pararijos NEWS, com informações da Agência Belém)

Famílias esperam respostas para Chacina em Belém

Famílias esperam respostas para Chacina em Belém (Foto: Alzyr Quaresma)
Suzana ainda espera que o Estado puna os culpados pela morte do filho (Foto: Alzyr Quaresma)
“Esses caras vem atrás da gente!”. Essas foram as últimas palavras ditas por Márcio dos Santos Rodrigues, de 22 anos, antes de ser morto com um tiro nas costas. Márcio foi uma das vítimas da chacina que tomou as ruas de cinco bairros de Belém, na madrugada entre os dias 4 e 5 de novembro do ano passado. Para os familiares de Márcio e dos demais jovens mortos, passados nove meses dos crimes que vitimaram onze pessoas, o que persiste é a luta por respostas e justiça. 
A dona de casa Suzana Amaral, 46 anos, soube dos momentos finais do filho por um dos sobreviventes. Eles estavam na Rua da Olaria, no bairro do Tapanã, naquela madrugada. Trabalhador, Márcio foi assassinado na porta de casa, quando voltava da praça de alimentação de um shopping, onde tinha ido encontrar com amigos no dia de sua folga. Suzana reproduz cada minuto daquele dia, tentando entender o que ocorreu: “O meu filho vem com dois amigos na moto, passa por uma viatura da polícia e, quando tá entrando na rua de casa, é baleado nas costas!”. Testemunhas viram três pessoas que se deslocavam em duas motocicletas, atrás dos jovens. “Não teve abordagem da polícia, não teve nada. Foram só os tiros”, lembra ela. 
Mesmo com a vida dilacerada pela perda do filho, Suzana mantém sempre viva a força que a levou a buscar, desde o dia do crime até hoje, por respostas concretas. Uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) foi instalada na Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa). No relatório final da CPI, os deputados reconheceram a existência de pelo menos quatro grupos de extermínio no Estado. 
Por outro lado, a investigação oficial da Polícia Civil ainda permanece sem definição. “Não aceito! Não tem como não conseguirem solucionar uma morte dessa”, acredita, incisiva. “Meu filho nasceu no Barreiro, terminou a criação no Tapanã e sempre foi um cidadão de bem. Mas esses desgraçados tiraram a vida dele”. 
Após nove meses, chacina que matou dez pessoas ainda não foi esclarecida. Foto: Reprodução Diário do Pará

AMEAÇAS
Diante da demora na apresentação de resultados pelas investigações, o coordenador da Comissão de Justiça e Paz da Paróquia da Terra Firme, Francisco Batista, de 36 anos, conta que os familiares das vítimas já começam a se sentir reticentes ao tratar do assunto. Pelo que se tem conhecimento, algumas famílias já receberam, inclusive, ameaças. “Estão acontecendo coações em algumas famílias. As pessoas falam sobre o assunto, porque sabem que é o papel delas, mas não está sendo fácil”, reconhece.
Confira a cronologia da Chacina: 
(Diário do Pará)