Google+ Badge

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Vaga acende rivalidade

 
A contestação de Independente de Tucuruí e Paruapebas, que foram alijados da Copa Verde depois da mudança no critério para definição dos participantes, ganhou o reforço do Clube do Remo. Embora não sendo prejudicado pela decisão - os azulinos têm vaga garantida na competição em 2016 -, o advogado André Cavalcante, envolvido na diretoria azulina, afirmou que o Remo não aceitou o critério do ranking, considerando-o ilegal. O Paysandu e o Águia de Marabá foram listados como outros representantes do Pará por conta da posição no Ranking Nacional de Clubes, organizado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O Remo, por meio do departamento jurídico, enviou um ofício à CBF contestando a decisão, que pode prejudicá-lo somente a médio prazo, já que mal posicionado no ranking, só estará na Copa Verde 2017 na hipótese de confirmar o título de campeão paraense.
No ofício, o Remo afirma que a mudança tem o objetivo de garantir a participação do maior rival, Paysandu, “que este ano sequer conseguiu em campo uma das três vagas do estado, uma vez que não se pode olvidar que o mesmo é o detentor da melhor posição do tão contestado RNC”. No final do texto, o clube azulino diz que as vagas deveriam ser das equipes que as conquistaram em campo, caso do próprio Leão, campeão Estadual, além de Independente, vice, e Parauapebas, terceiro colocado. (Pararijos NEWS)