Google+ Badge

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Uso exagerado de celular pode causar problemas

Uso exagerado de celular pode causar problemas  (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)
Ao digitar no celular, geralmente abaixamos a cabeça e tensionamos os ombros e braços para segurar o aparelho. A prática, cada vez mais comum, pode acarretar problemas devido o uso intensivo do aparelho celular.
Um estudo publicado no periódico "Surgical Technology International" avaliou a tensão na coluna cervical -região do pescoço- conforme a inclinação da cabeça.
Em posição neutra, a cabeça de um adulto pesa entre 4,5 kg e 5,4 kg. À medida que a cabeça se inclina para baixo, o pescoço passa a sustentar cada vez mais peso. Quando a cabeça está inclinada 15º, por exemplo, o pescoço tem que suportar 12 kg. Quando a inclinação é de 30º, o pescoço tem que suportar cerca de 18 kg e quando a inclinação é de 60º, o pescoço suporta 27 kg, seis vezes mais do que o peso real da cabeça.
Com os músculos da região do pescoço e dos ombros contraídos e pouco oxigenados, sentimos formigamento e queimação. Além das dores, existe o risco do surgimento de lesões mais sérias, como artrose.
Há ainda outros riscos, como o desenvolvimento de a cifose (curvatura  torácica). Esse desvio do eixo da coluna para frente pode sobrecarregar a lombar, uma região que tende ao desgaste com o passar do tempo. Outro problema é ficar o dia inteiro digitando, que pode causar lesões por movimentos de repetição.
Recomendações
Os médicos recomendam alguns cuidados: elevar o aparelho de modo que o centro da tela fique na altura dos olhos e, assim, não abaixar tanto a cabeça, e apoiar braços e antebraços para que não fiquem sobrecarregados.
Além disso, exercícios para fortalecimento dos músculos, como ioga, pilates ou até mesmo a tradicional musculação, podem ajudar. Outra alternativa são pausas de 15 minutos cada vez que o usuário passar mais de 40 minutos mexendo no celular.
(DOL, Pararijos NEWS com informações da Folha de S. Paulo)