Google+ Badge

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Professores tentam acabar com descontos salariais

Professores tentam acabar com descontos salariais  (Foto: Fernando Araújo)
Servidores da educação foram para as ruas tentar fazer com que o Governo negocie os dias parados durante a greve dos professores. (Foto: Fernando Araújo)
Reunidos na Praça da Leitura, no bairro de São Brás, cerca de 200 professores saíram em caminhada pela avenida Almirante Barroso, por volta das 11h de ontem, em direção à sede da Secretaria de Estado de Administração (Sead). A categoria também paralisou as atividade por 24 horas. O ato foi mais uma tentativa dos professores de negociar, com o Governo de Simão Jatene, a suspensão dos descontos pelos dias não trabalhados na greve realizada do dia 25 de março até 5 de junho deste ano.
Segundo o coordenador geral do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp), Mateus Ferreira, a categoria vem realizando várias tentativas de negociar com o Governo do Estado. Além da interrupção dos descontos, os professores pretendem fazer um acordo para garantir a reposição das aulas paradas durante a greve. “Queremos fazer um acordo para garantir a reposição das aulas, para que os alunos não fiquem prejudicados”.
A categoria diz que tem uma proposta para apresentar ao Governo, mas encontra dificuldades para negociar. “Estamos discutindo a possibilidade de fechar um acordo. Eles poderiam pagar as faltas com o retroativo do piso que o Estado ainda deve para a categoria, ao invés de continuar com os descontos”, afirma Mateus. (DOL/Pararijos NEWS)