Google+ Badge

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Outro bombeiro morreu afogado no Pará este ano

Outro bombeiro morreu afogado no Pará este ano (Foto: Janduari Simões/Arquivo)
Paria do Paraíso, em Mosqueiro, onde Martinho Costa morrreu. (Foto: Janduari Simões/Arquivo)
A morte de Cláudio Silvestre foi a segunda de um bombeiro neste ano no Pará. Em janeiro, um cabo que pertencia ao grupamento de Mosqueiro, identificado como Martinho Maciel de Souza Costa, morreu quando tentava salvar uma pessoa que estava se afogando na praia do Paraíso. O caso também foi apurado e, em maio, o Ministério Público do Pará (MPE/PA) denunciou o major dos bombeiros Luís Cláudio da Silva Farias e o subtenente Johnis Stafford Marinho Barroso, acusados de homicídio culposo pela negligência na morte de Maciel.

No dia em que Martinho morreu, os acusados estavam escalados. O major Luís Cláudio tinha a missão de supervisionar a praia, entretanto não se encontrava no distrito , de acordo com a denúncia. A atribuição foi repassada ao comandante de praia, o subtenente Johnis Marinho. A escala de serviço do dia fazia previsão de 4 praias a serem cobertas . Porém, por decisão de Johnis, foram cobertas apenas 3, em função do efetivo reduzido. “A vítima teve de atender sozinha a uma ocorrência de salvamento em maré agitada e acabou morrendo”, explicou, na época, Armando Brasil. 
(Diário do Pará/Pararijos NEWS)