Google+ Badge

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Mulher leva 30 facadas

Ivan da Cruz Serra é o principal suspeito do crime. As pegadas deixadas com o sangue de Lana da Silva Maximiliana auxiliarão na identificação do homicida.Ivan da Cruz Serra é o principal suspeito do crime. As pegadas deixadas com o sangue de Lana da Silva Maximiliana auxiliarão na identificação do homicida.
Lana da Silva Maximiliana, de 33 anos, foi assassinada com pelo menos 30 facadas, na própria casa, localizada no distrito de Benfica, no município de Benevides, na madrugada de ontem. As duas filhas dela conseguiram se proteger: uma pulou pela janela e outra se trancou no quarto. O ex-companheiro da vítima, Ivan da Cruz Serra, é o principal suspeito do crime, pois foi visto saindo da residência de moto e todo ensanguentado. As pegadas deixadas com o sangue de Lana auxiliarão na identificação do homicida.
Familiares da vítima, que terão as identidades preservadas, disseram às polícias Civil e Militar que Lana estava separada de Ivan, mas ele não aceitava o término do relacionamento. Esta informação ainda será apurada pela Divisão de Homicídios e pela Unidade Integrada Pro Paz (UIPP) de Benevides, mas direciona as investigações para um crime passional.
A invasão do imóvel ocorreu por volta de meia-noite. O assassino pegou uma faca da cozinha e golpeou Lana na cabeça, no tórax e nos braços. O Centro de Perícias Científicas Renato Chaves fará o exame necroscópico que determinará quantas vezes Lana foi golpeada. O exame também apontará se ela sofreu outros tipos de violência.
As primeiras providências a respeito do ocorrido foram tomadas pela Divisão de Homicídios, mas o caso deverá ser transferido para a UIPP de Benevides depois do feriado. Ontem, a maioria das unidades da Polícia Civil adotou ponto facultativo. (Pararijos NEWS)