Google+ Badge

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Técnico deve escalar Marquinhos na criação contra o Criciúma, amanhã


Ao final do treinamento realizado no Mangueirão, palco da partida contra o Criciúma (SC) de amanhã, o meia Marquinhos estava aparentemente exausto. Sentou, encostado em um pilar do estádio, enquanto seus companheiros subiam no ônibus do clube. A dedicação na atividade da equipe tem uma explicação: Marquinhos já deve ter tido a informação que tende a ser titular na penúltima partida bicolor no Campeonato Brasileiro. E como se diz na linguagem boleira, resta ao garoto de 18 anos segurar a oportunidade com ‘unhas e dentes’. “O fato de o Marquinhos ter entrado muito bem foi algo treinado durante a semana. Parto de um ponto da escalação contra o Luverdense (vitória alviceleste por 3 a 2). Mas, também vou avaliar com mais tranquilidade, ainda tenho mais um treinamento”, analisou o treinador bicolor, Dado Cavalcanti àquela altura.
A titularidade de Marquinhos não deixa de ser uma estratégia da comissão técnica de injetar ânimo novo a um time, evidentemente, abalado. Há o inevitável clima de final de festa e, em menor escala, também existe a tentativa de manter as esperanças na busca pelo acesso à Série A. “Esse, talvez, seja um jogo onde alguns jogadores precisam mais do lado emocional”, argumentou o treinador bicolor, Dado Cavalcanti. “O jogo em si, nem tanto. Vamos enfrentar um adversário sem tanta aspiração. Individualmente, um ou outro atleta vai utilizar de uma carga emocional maior, de algo que não podemos fazer”, vislumbrou Cavalcanti, referindo-se a uma combinação de resultados que pode manter o Paysandu na disputa pela quarta vaga do G-4. O principal foco está na torcida por um tropeço do Santa Cruz-PE, que encara o rebaixado Mogi Mirim-SP, amanhã, no interior de São Paulo. Se o Santa vencer, o Paysandu estará alijado da luta pela Série A. Se não bastasse, o Papão torce contra outros três times adversários: Bragantino-SP, Náutico-PE e Sampaio Corrêa-MA.  (Pararijos NEWS)