Google+ Badge

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Governadores se unem pelo desenvolvimento da região amazônica

Da Redação
Agência Pará de Notícias
Atualizado em 20/11/2015 13:31:00
Gestores estaduais da região amazônica brasileira definiram a criação do Conselho de Governadores para o Desenvolvimento da Amazônia. A iniciativa propõe que as decisões sobre a região sejam tomadas através de ações articuladas, reduzindo custos e potencializando resultados nos Estados. A medida foi anunciada na manhã desta sexta-feira, 20, durante a abertura do 12º Fórum de Governadores da Amazônia, que está acontecendo no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia. O modelo de funcionamento da iniciativa será anunciado ao final do evento, através da Carta de Belém, que será divulgada ainda hoje.
O governador Simão Jatene, ao lado dos governadores dos nove Estados que compõe a Amazônia Legal, afirmou que a Amazônia só tem uma forma de contribuir para o desenvolvimento brasileiro e para o desenvolvimento global, que é através do seu próprio desenvolvimento. “Não podemos continuar sendo vistos e tratados operando como grandes produtores de recursos naturais que terminam trocando um fantástico ativo, pela pobreza da nossa gente. A Amazônia pode, deve e é grande prestadora de serviços ambientais em escala planetária, mas tem de ser também base material de vida digna para as pessoas”, defendeu Simão Jatene.
Os governadores destacaram a importante contribuição que a região tem dado na redução das emissões de gases do efeito estufa, que na última década atingiu 80% de redução de CO2, fortemente impulsionado pela diminuição do desmatamento na Amazônia. O entendimento da importância desse processo é comungado entre os governadores que chamam a atenção para o esgotamento das medidas de comando e controle na redução do desmatamento.
“O avanço necessariamente exige a busca de alternativas produtivas que venham substituir aquelas atividades mais agressivas ao ambiente. No caso concreto da Amazônia, a questão da sustentabilidade não pode ser vista apenas na sua perspectiva ambiental, ela tem que ser vista na perspectiva econômica, social e política e é exatamente essa a grande mensagem, no que diz respeito a questão climática”, anunciou o governador do Pará.
Durante o Fórum de Governadores, além de determinar as diretrizes de funcionamento do recém criado Conselho de Governadores para o Desenvolvimento da Amazônia, também serão discutidos as pautas de diversos temas, incluindo o enfrentamento de desafios comuns, como a pactuação de uma agenda voltada à infância, a definição de estratégia dos Estados da Amazônia para a COP-21 e as iniciativas sugeridas pelos estados amazônicos no Movimento Brasil Competitivo.
Participam do 12º Fórum de Governadores da Amazônia, os governadores do Pará, Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Rondônia, Roraima e Tocantins. Ao final do evento será criada a Carta Belém, com as propostas e compromissos firmados entre os estados participantes. (Pararijos NEWS)