Google+ Badge

terça-feira, 17 de novembro de 2015

Dupla assalta militares


Dois militares foram assaltados por volta das 9h30 de ontem, na rua Stélio Maroja, próximo à avenida Pedro Álvares Cabral, no bairro do Barreiro, em Belém. O coronel Dilson Barbosa Soares Júnior, que é diretor de pessoal da corporação, e o sargento Cláudio Holanda, que dirigia o Etios prata, pertencente à PM, mas descaracterizado, foram assaltados por dois homens, sendo um deles armado com uma pistola de calibre ponto 40, que subtraíram a pistola de mesmo calibre do sargento e objetos pessoais. Os acusados Dênis Pinheiro Barreto e Elizeu Reis do Rosário, ambos de 19 anos, foram detidos no final da manhã, mas as armas não foram localizadas até o final da tarde.
O coronel estava desarmado e ordenou que o sargento não reagisse. “O que estava armado veio na minha direção. Eu ia reagir, mas o coronel determinou que eu não fizesse. Estava passando muita gente na rua e se houvesse um tiroteio poderia ceifar a vida de um inocente. O coronel já estava abordado pelo outro que veio por trás com a mão na cintura, debaixo da camisa”, disso o sargento Holanda, que estava ao volante. O coronel estava no banco do passageiro, ao lado.
“Pedi para não reagir porque as pessoas continuaram no meio da rua. Eles ficaram nervosos quando viram que éramos policiais”, ressaltou o coronel, referindo-se ao instante em que, sob ameaça, baixaram as janelas do carro. Ambos estavam uniformizados, mas a película das janelas dificultou a visibilidade para o interior do veículo. “Quando baixamos o vidro, eles tomaram um susto, mas continuaram a ação de arma em punho e engatilhada”, completou o sargento.
Os dois militares contaram que estavam a caminho de uma audiência na Auditoria Militar e que seguiam pela rodovia Arthur Bernardes, mas desviaram pelo canal São Joaquim para fugir do congestionamento. Como encontraram outro congestionamento, pegaram a Stélio Maroja para tentar chegar à Pedro Álvares Cabral.
De acordo com o boletim de ocorrência registrado na Seccional Urbana da Sacramenta, além da pistola do sargento e de dois carregadores contendo dez munições, os militares tiveram roubados os dois celulares, carteiras com dinheiro e documentos pessoais, além de uma pasta contendo documentos.
Dênis Barreto e Elizeu do Rosário foram detidos logo em seguida por policiais militares. Até o final da tarde, somente Dênis tinha sido levado até a seccional, mas nenhum dos dois tinha sido apresentado porque Elizeu foi levado pelos militares ao Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência. O delegado Sinélio Menezes aguardava a apresentação dos dois para que fossem autuados pelo assalto. A assessoria do hospital confirmou que Elizeu estava em observação e que o quadro de saúde dele era estável, com previsão de alta para ontem, mas não informou o motivo do atendimento.
Só foi recuperada a pasta com documentos do coronel, que foi achada numa residência. A arma e os outros objetos roubados foram repassados a um terceiro homem, identificado apenas como “Tarzan”, que é procurado pela polícia. (Pararijos NEWS)