Google+ Badge

terça-feira, 15 de setembro de 2015

Viagem e caos na educação repercutem


Viagem e caos na educação repercutem (Foto: Alzyr Quaresma)
Luiz Pereira (PR): obras vêm prejudicando alunos à véspera do Enem (Foto: Alzyr Quaresma)
Na manhã de ontem, em sessão ordinária na Câmara Municipal de Belém (CMB), o vereador Luiz Pereira, do Partido da República (PR), fez duras críticas à educação no Estado, durante seu discurso no plenário. Pereira denunciou o fato de que há, na rede pública estadual, escolas que estão com as aulas interrompidas porque começaram a ser reformadas em agosto. Para o vereador, reformas como essas, realizadas em período letivo favorecem apenas as empresas interessadas em ganhar dinheiro com licitações. 

FORA DO ENEM 
O vereador diz ainda que a falta de aulas prejudicará a participação de estudantes no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), em outubro. Segundo ele, há denúncias de alunos sem aulas desde a última greve dos professores. “Chega a prova do Enem e eles não têm nenhuma condição de disputar com os estudantes das escolas particulares. Muita propaganda se faz quando se inaugura uma escola entre centenas abandonadas. A realidade da educação estará nos resultados do Enem”. 

TURISMO DE JATENE
A matéria divulgada na edição do último domingo do jornal DIÁRIO, que cita R$ 170 milhões gastos pelo governo Jatene em viagens, também levantou debate na tribuna. O vereador Fernando Carneiro (PSOL), exigiu esclarecimentos do Governo. Ele repudiou a falta de posicionamento sobre a denúncia. 
A matéria mostra que o dinheiro gasto só em 2014 ajudaria a construir quatro hospitais do tamanho do Metropolitano, além de erguer 250 escolas e 3.400 casas populares, bem como asfaltar 110 quilômetros de estradas e adquirir 3 mil ambulâncias e 4.250 viaturas policiais. 
“O município passa uma situação caótica na saúde, e o governador, viajando, gasta nosso dinheiro. Gostaria que o governador provasse que é mentira. Mas quem cala consente”, reforçou Carneiro.

(Renata Paes/Diário do Pará)