Google+ Badge

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Marituba pode perder mais de 52 mil eleitores

Marituba pode perder mais de 52 mil eleitores (Foto: Wilson Dias/ABR)
(Foto: Wilson Dias/ABR)
A cidade de Marituba, na Região Metropolitana de Belém, é um dos 13 novos domicílios eleitorais que devem adotar a identificação biométrica para as eleições municipais de 2016. O recadastramento eleitoral biométrico garantirá mais segurança na identificação do eleitor no momento da votação. Há, porém, um problema: a procura do público de Marituba pelo recadastramento biométrico está abaixo do esperado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA). O Prazo vai até o dia 19 de dezembro.
Até este mês, apenas 20% dos eleitores procuraram o TRE para efetuar a troca do título pelo cadastro biométrico, o que significa que 52.523 eleitores podem ter seus títulos cancelados, ficando impedidos de votar nas próximas eleições de 2016. “Muitos eleitores deixam para o último dia e acabam enfrentando filas enormes e longas horas de espera, por isso estamos fazendo esse apelo”, alerta Felipe Brito, secretário de Tecnologia da Informação do TRE-PA. 
Precisam fazer o recadastramento todos os eleitores dos municípios em revisão, sem exceção, sob pena de cancelamento do título eleitoral. 
COMPARECIMENTO
Os eleitores devem comparecer nos períodos indicados para cada um dos municípios no cartório eleitoral ou no posto que será instalado temporariamente nos municípios. O tribunal disponibiliza, por meio do site www.tre-pa.jus.br, o agendamento deste atendimento para facilitar a ida do eleitor e evitar filas, e concede, ainda, um documento de comparecimento para um dia de abono no ponto no local de trabalho.
EM NÚMEROS 
Apenas 20% dos eleitores do município já fizeram a identificação biométrica.
CONSEQUÊNCIAS
Além da impossibilidade de votar, o cancelamento do título pode acarretar outras consequências, como a perda de benefícios sociais como Bolsa Família, previdência social ou contratação em empregos.
(Diário do Pará/Pararijos NEWS)