Google+ Badge

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Empresário polemiza ao criticar maternidade


Empresário polemiza ao criticar maternidade (Foto: Reprodução)
A denúncia da funcionária, de assédio moral por descriminação, foi parar nas redes sociais e a polêmica ganhou o apoio de muitas pessoas. (Foto: Reprodução)
O comentário de que “só contratará gays porque não engravidam”, feito pelo dono da rede de moda feminina Maria Filó indignou uma funcionária da loja que está grávida.
A denúncia da funcionária, de assédio moral por descriminação, foi parar nas redes sociais e a polêmica ganhou o apoio de muitas pessoas, que compartilham o post iniciando uma campanha de boicote à marca.
De acordo com a funcionária, o dono da empresa teria dito a gestante, na frente de outras pessoas, que sua intenção era demitir as mulheres em breve e substituí-las por gays, já que eles não engravidam.
Em sua página no Facebook, a Maria Filó, apesar de reconhecer que o comentário inadequado teria sido feito fora do contexto, afirmou que a intenção do diretor era criar um clima descontraído, e lamentou a funcionária ter ficado ofendida com o ocorrido.
“Somos uma empresa feita para mulheres e por mulheres em sua grande maioria. Temos muito orgulho de apoiar nossas grávidas e participar do crescimento de uma séria de família”, disse a rede através de um comunicado.
Nas redes sociais a polêmica não para e as pessoas continuam compartilhando sua opinião sobre o assunto.

(reprodução / Twitter)

(reprodução / Twitter)

(DOL/ Pararijos NEWS com informações do Portal Exame Abril)