Google+ Badge

terça-feira, 22 de setembro de 2015

Agente penitenciário é morto


O agente penitenciário Ênio Nonato Martins da Costa, de 36 anos, foi morto com cinco tiros por volta das 13h de ontem, no próprio restaurante, localizado no município de Santa Bárbara. Testemunhas afirmam que dois homens em uma motocicleta aguardaram fora do estabelecimento antes de se aproximar e um deles abrir fogo contra a vítima, que não teve chance de defesa. A polícia investiga se a ordem para matar o agente penitenciário partiu da Central de Triagem da Cidade Nova, onde ele estava lotado.
Ênio costumava trabalhar no restaurante Ki-Delícia, ao lado da esposa e do filho, durante as folgas da central de triagem. A família da vítima estava muito abalada e tentou preservar o local do crime, estendendo lençóis ao redor do corpo, mas a polícia não conseguiu afastar os curiosos, que lotaram a área do estabelecimento para acompanhar o trabalho dos peritos criminais.
De acordo com o delegado Heitor Pinto, que comanda as investigações, Ênio também fazia entrega de refeições em Santa Bárbara. Ele fez a última entrega no posto de saúde e retornou para o restaurante. O agente penitenciário estacionou o carro, desceu e foi atender os clientes que almoçavam. O estabelecimento estava lotado, mas os assassinos não se intimidaram com as testemunhas.
Os moradores da avenida Raimundo Vera Cruz contaram que dois homens em uma motocicleta estavam parados do outro lado da via, perto da igreja matriz. Quando a vítima chegou e ficou de costas para a avenida, eles se aproximaram. O carona da motocicleta puxou a vítima pela camisa, aproximou o revólver da cabeça dela e atirou. Enquanto os clientes corriam, o homicida atirou mais vezes, quando a vítima já estava no chão. Cinco balas atingiram a cabeça e o peito do agente penitenciário.
Há três hipóteses para o crime, mas a polícia prefere não revelar detalhes das investigações. Integrantes do Núcleo de Inteligência da Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe) estiveram ontem na delegacia para ajudar na elucidação do homicídio.
O delegado Heitor Pinto afirma que este é o segundo assassinato registrado no município em seis dias. A primeira vítima foi um funcionário da prefeitura de Santa Bárbara que não tinha antecedentes criminais. Os matadores fugiram em uma motocicleta e ainda não foram identificados.
(Pararijos NEWS)