Google+ Badge

sábado, 1 de agosto de 2015

Servidores do INSS permanecem em greve

Servidores do INSS permanecem em greve (Foto: Ricardo Amanajás)
Funcionários fazem piquete na porta das agências, que estão vazias por falta de atendimento (Foto: Ricardo Amanajás)
Com as atividades paralisadas há 24 dias, as unidades do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em Belém ainda permanecem parcialmente fechadas. Em uma delas, localizada na avenida Nazaré, havia apenas a movimentação dos servidores em greve. Até o momento, de acordo com a estimativa do comando de greve, das 41 agências do INSS existentes no Pará, 16 estão com o atendimento totalmente paralisado e 25 estão funcionando parcialmente.
Nas portas de vidro, faixas e adesivos indicam a paralisação. Poucas pessoas apareceram no local. Geralmente, tinham atendimentos agendados ou apenas buscavam informações. Integrante do comando de greve e diretora no Sindicato dos Trabalhadores em Previdência, Saúde, Trabalho e Assistência Social no Estado do Pará (Sintprevs/PA), Ana Maria Magalhães explicou que a categoria já se reuniu por três vezes com o Governo Federal, mas, até o momento, não foi possível chegar a um acordo comum. 
Segundo a diretora, o governo não abre mão da proposta que oferece 21% de reajuste e que seria pago de forma escalonada em quatro anos. A categoria, por outro lado, segue com a exigência de aumento de 27,5%, obedecendo a data base. Ana Maria destaca que a categoria já conseguiu avançar com relação ao não desconto dos dias parados. “Está sendo mantido atendimento apenas por agendamento, pelo telefone (135) e os atendimentos de perícia médica que já estavam agendados”, afirmou.
(Diário do Pará/Pararijos NEWS)