Google+ Badge

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Pikachu nas Olimpíadas?

Depois de ter jogado muito contra o Flu, Pikachu ganhou elogios de jornalistas de todo o paísDepois de ter jogado muito contra o Flu, Pikachu ganhou elogios de jornalistas de todo o país
Mesmo com a derrota na quinta-feira, o dia seguinte do encerramento dos jogos de ida da quarta fase da Copa do Brasil, pelo menos no Rio de Janeiro, foi todo bicolor. A boa atuação rendeu uma exposição enorme do clube e de seus patrocinadores. O técnico Dado Cavalcanti esteve em um programa da SporTV e o lateral direito Yago em um da Fox Sports. Aliás, Pikachu foi o nome - ou apelido - mais comentado da partida. Mais uma vez seu nome voltou a ser alvo de especulações de que estaria na mira de clubes da Série A do Campeonato Brasileiro. Flamengo-RJ, Palmeiras-SP e Grêmio-RS teriam voltado a aparecer com interessados no bicolor.
O apresentador do programa “Redação SporTV”, André Rizek, comparou o jogador paraense com Ronaldinho Gaúcho, colocando Pikachu em vantagem. “Hoje, o Pikachu é mais jogador que o Ronaldinho Gaúcho. Se o Ronaldinho está em campo só para bater falta ou fazer um lance de futevôlei dentro da área, o Pikachu faz isso tão bem quanto ele hoje, corre o campo inteiro, defende e ataca. Jogou uma barbaridade.”
No mesmo programa, o jornalista Sidney Garambone comentou que “não entendia porque o lateral, ou ala, do Paysandu, Yago Pikachu, nunca tinha tido uma chance na Seleção (...) se ele jogasse em qualquer dos tais 12 principais grandes clubes do país, duvido que não tivesse tido uma chance.”
O que é fato é que, ontem à tarde, em uma conversa telefônica, o ex-jogador e hoje treinador Charles Guerreiro comentou com o coordenador de seleções da CBF, Gilmar Rinaldi, sobre as características do atleta. “Liguei de tarde para o Gilmar porque, para mim, está óbvio que o Pikachu é um dos melhores laterais do futebol brasileiro no momento. Ele vive uma grande fase e merece ser olhado com carinho”, disse. “Não é porque está em Belém, no Norte, que não pode ser olhado, ainda mais porque ele tem idade olímpica. É um cara de muita qualidade e que passa por um excelente momento”, completou Guerreiro.
Para o treinador, hoje Yago reúne qualidades para estar na Primeira Divisão e em um clube de ponta. “Para mim ele jogaria em qualquer time da Série A, tranquilamente. O Pikachu tem personalidade, experiência e qualidade. Ele sabe o que é defender um clube de massa.”
Sub-20 bicolor estreia na Copa Norte
Enquanto a maior parte da Fiel está com a atenção voltada para o Rio de Janeiro, outra estará de olho e, possivelmente presente, para hoje à tarde, Curuzu. Às 16 horas o time sub-20 do Papão estreia na Copa Norte. O jogo será contra a equipe do São Raimundo-RR, às 16 horas, com ingresso a R$ 10,00.
O técnico Samuel Cândido reforçou com seus comandados alguns erros que foram cometidos no Parazão da categoria. Segundo o capitão do “Papãozinho”, a equipe está pronta para a estreia e ansiosa em busca de uma vitória. “Estamos em uma ansiedade muito grande e ter a oportunidade de participar novamente da Copa Norte e será muito satisfatório para minha carreira”.
Advogados fecham acordo e salvam renda
A expectativa de casa cheia no jogo de volta contra o Fluminense-RJ pela Copa do Brasil, com renda recorde para o Paysandu, ficou ameaçada ontem. Mas, no fim, contornada pelo clube paraense. Uma dívida ainda da década de 1990 poderia levar ao bloqueio de toda a renda da partida da próxima quarta-feira. O ex-jogador Gilson Granzotto, hoje treinador, reclamava na Justiça do Trabalho quase R$ 850 mil, no entanto o departamento jurídico do Papão conseguiu um acordo e o valor foi reduzido para R$ 600 mil, a serem pagos em 24 parcelas de R$ 25 mil. Com isso, o total arrecadado no confronto diante do Tricolor será todo do clube paraense.
Cavalcanti terá elenco completo de novo contra o botafogo
Contra o Fluminense-RJ, quinta-feira pela Copa do Brasil, o Paysandu teve oito desfalques. O goleiro Marcão, o meia-atacante Edinho, o meia Valdívia, os atacantes Everaldo e Welinton Júnior, o zagueiro Fernando Lombardi e o volante Gilson já haviam defendido outros clubes no torneio e não puderam entrar em campo. O oitavo desfalque foi o volante e capitão Fahel, que cumpriu suspensão automática após a expulsão diante do Bahia-BA. Para o jogo de amanhã, contra o Botafogo-RJ, pela Série B, viajaram para o Rio de Janeiro (RJ) Fahel, Valdívia, Edinho, Welinton Júnior e Dão.
Fahel disputa com Augusto Recife uma vaga na equipe, depois do também experiente volante ter sido um dos melhores diante do Tricolor. Hoje de manhã, o técnico Dado Cavalcanti deve comandar o último treino antes do confronto de amanhã com o alvinegro. Ele salientou que pode fazer mudanças, em especial por conta do desgaste físico após o jogo de quinta, mas não adiantou em quais posições e em quais peças isso pode acontecer.
Torcida esgota meia entrada para jogo de volta em dez minutos
O sentimento da torcida do Paysandu após a derrota de 2 a 1 para o Fluminense-RJ, na primeira rodada das oitavas de finais da Copa do Brasil, foi representado na velocidade em que as meias entradas para o jogo da volta, dia 26, foram esgotadas. Ao todo, foi colocada uma carga de 600 bilhetes direcionados para estudantes, volume que foi totalmente vendido em apenas dez minutos. O valor das meias estava fixado em R$ 30,00.
Os demais ingressos estão sendo comercializados ao custo de R$ 60,00 para arquibancadas e R$ 120,00 para cadeira. A partir desta segunda-feira, 24, porém, o preço subirá para R$ 80,00 e R$ 160,00, respectivamente. A partida de volta entre Papão e Fluzão está marcada para as 19h30 desta quarta-feira, no Mangueirão.
Quanto ao jogo de amanhã pela Série B, também será de casa cheia. Mais de 20 mil dos 25 mil ingressos postos à venda foram comercializados ontem. O setor norte do estádio, o mais barato, com ingressos a R$ 20,00, foram os primeiros a serem vendidos. A torcida do Paysandu ficará no setor Oeste Superior.
(Pararijos NEWS)