Google+ Badge

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Para Coren, o PSM do Guamá é uma bomba relógio

Para Coren, o PSM do Guamá é uma bomba relógio (Foto: Elcimar Neves/Diário do Pará)
"Os profissionais estão ma eminência de cometer erros", diz Conselho. (Foto: Elcimar Neves/Diário do Pará)
A partir do relatório do Conselho, Moraes informou que o Ministério Público deve analisar a situação e que algumas providência poderão ser tomadas. Já existe, inclusive, planos para fazer uma visita ao local pelo MPF. “Os profissionais estão na iminência até de cometer erros podendo comprometer a saúde dos pacientes. Além de arriscar a deles próprios”, ressalta Moraes.
Dentre as sugestões que constam no relatório do Coren, Moraes destacou que deve ser feito um dimensionamento adequado de pessoal que hoje atua no PSM. Além disso, eles sugerem que seja melhorada a organização do protocolo de atendimento e que separem o paciente com politraumatismo de outros de urgência e acometidos com doenças infectocontagiosas. 
Outra sugestão do Coren é que deveria haver uma equipe composta por enfermeiros e médicos preparada na porta do hospital para receber pessoas em situação de emergência, como vítimas de baleamento e acidentes de trânsito. Após fazer os primeiros atendimentos, os pacientes seriam encaminhados para outros hospitais da rede como o Hospital Samaritano, no Marco, onde foram disponibilizados 28 leitos.
(Diário do Pará/Pararijos NEWS)