Google+ Badge

terça-feira, 25 de agosto de 2015

MEC analisa criação de cursos de Engenharia no PA


MEC analisa criação de cursos de Engenharia no PA (Foto: Divulgação)
Em reunião com Janine, Helder destacou a vocação de Abaetetuba para a produção do pescado (Foto: Divulgação)
Apesar de ter a segunda maior produção de pescado do país, o Pará conta com apenas um curso na área de Engenharia de Pesca, que fica no campus da Universidade Federal do Pará (UFPA), em Bragança. Importantes para formar profissionais habilitados para promover o desenvolvimento sustentável do setor pesqueiro, os cursos de graduação e pós-graduação se espalham pelo país.
A partir deste semestre, o Ministério da Educação passa a analisar a criação de cursos de Engenharia de Pesca e de Engenharia Naval, que poderão ser implantados no campus da UFPA de Abaetetuba. Ontem, durante audiência com o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, o ministro da Pesca e Aquicultura Helder Barbalho apresentou um balanço sobre as demandas para a implantação de ensino para a área, principalmente nos estados que têm vocação para a produção de pescado, como o Pará e o Mato Grosso.
Participaram do encontro na sede do MEC o coordenador do Campus de Abaetetuba, Eliomar Azevedo do Carmo, o deputado estadual Wanderlan Quaresma (PMDB) e a vereadora Andreia Pacheco (PP). Eliomar apresentou proposta de criação de 56 vagas para os dois cursos (Engenharia de Pesca e Engenharia Naval), sendo 28 vagas por ano para cada um dos cursos, além da criação de 15 vagas anuais para mestrado nestas áreas. 
Helder ressaltou a vocação de Abaetetuba e dos demais municípios do Baixo Tocantins para a produção do pescado. “Abaetetuba é o 6º maior município em população do nosso Estado e é a principal cidade da região, com forte atividade pesqueira. Segundo Helder, são 72 ilhas povoadas na região que, segundo o registro nacional, tem mais de 50 mil pescadores em atividade.

(Diário do Pará/Pararijos NEWS)