Google+ Badge

terça-feira, 28 de julho de 2015

Consumo de álcool é o principal vilão nas estradas

Consumo de álcool é o principal vilão nas estradas (Foto: Divulgação/Agência Pará)
Consumo de álcool é o principal vilão nas estradas paraenses nas férias escolares. (Foto: Divulgação/Agência Pará)
A três dias do último fim de semana das férias escolares, o número de prisões por alcoolemia já ultrapassou o do mês de julho do ano passado. O balanço parcial da operação "Verão Seguro", do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), aponta que 69  pessoas foram flagradas com mais de 0.34 mg/l de álcool no sangue e detidas, conforme previsto no Artigo 165 do Código Brasileiro de Trânsito (CTB). Somente em Salinas, no nordeste paraense, foram 52. Outras 280 pessoas foram autuadas administrativamente por embriaguez nas estradas do Estado.
O coordenador de operações do Detran, Walmero Costa, destaca que além do álcool, a falta de atenção e dos cuidados com a direção na estrada, aliada à pressa, é outro dos principais causadores de acidentes. “Isso acaba resultando em algum tipo de colisão, seja frontal ou traseira. A pressa e a falta de atenção são as que mais trazem problemas. Mesmo em férias, a gente observa muitas ultrapassagens forçadas e em locais proibidos. Esse tipo de conduta também é um risco potencial aos condutores. É preciso ter calma, pois todos vão chegar a seus destinos”, aconselha Walmero Costa.
Outra orientação é quanto ao uso do cinto de passageiros do banco traseiro durante todo o percurso. No primeiro momento, Walmero explica que os agentes estão orientando os condutores, mas ele observa que a infração não é novidade, já que ela está prevista desde a criação do Código de Trânsito.
Até o terceiro fim de semana de julho, 36 acidentes foram registrados pelo Detran, com seis pessoas feridas. Também foram recolhidos 298 veículos e 88 Carteiras de Habitação. Além disso, o balanço aponta que, do início do mês para cá, foram aplicadas 2.588 notificações nas estradas paraenses. Ainda foram registradas cinco mortes em rodovias estaduais, segundo outro balanço da Polícia Rodoviária Estadual; no ano passado, foram 16.
Os sete erros nas estradas:
1 – Ultrapassar em local proibido;
2 – Excesso de velocidade;
3 – Falta de atenção;
4 – Usar o celular enquanto dirige;
5 – Trafegar pelo acostamento;
6 – Forçar ultrapassagem;
7 – Pegar a estrada sem fazer a revisão do veículo
As três principais infrações de julho:
1 – Dirigir sob o efeito de álcool
Penalidades: Até 0.33 mg/l a infração é considerada gravíssima. Além de receber sete pontos na carteira, o condutor fica suspenso de dirigir por um ano. A multa para este tipo de infração é de R$ 1.915,40. Acima de 0.34 mg/l, além das penalidades administrativas, o condutor é autuado e detido, conforme previsto no Art. 306 do Código Brasileiro de Trânsito;
2 – Conduzir veículo com licenciamento atrasado
Penalidades: Também é considerada infração gravíssima e corresponde a sete pontos na carteira. Além disso, o veículo é levado para o parque no de retenção, até que sejam pagas todas as taxas administrativas e de vistoria. No parque, a diária fica R$ 19,17 para motos e R$ 27,38 para veículos de quatro rodas;
3 – Conduzir veículo sem estar de posse da Carteira Nacional de Habilitação (CNH)
Penalidades: A infração é gravíssima, resultando em sete pontos na carteira (caso o condutor seja registrado). Além disso, o condutor paga multa de R$ 574,62.
(Pararijos NEWS, com informações da Agência Pará)