Google+ Badge

quarta-feira, 1 de julho de 2015

A liderança da Série B é alviazul

A liderança da Série B é alviazul (Foto: Mário Quadros / Diário do Pará)
Papão vence o Atlético-GO e assume provisoriamente a ponta da tabela na Série B (Foto: Mário Quadros / Diário do Pará)
Com a vitória de ontem à noite, por 2 a 0, diante do Atlético-GO, o Paysandu assumiu, temporariamente, a liderança da Série B do Brasileiro, somando, agora, 22 pontos, dois a mais que o vice-líder Botafogo-RJ. Foi a sétima vitória do Papão na competição. Não bastasse assumir a ponta da tabela de classificação, o time bicolor ainda obteve, de quebra, o recorde de público na competição, arrastando 30.201 torcedores pagantes ao Mangueirão. A marca é superior aos pouco mais de 21 mil torcedores presentes no jogo entre Bahia-BA e Ceará-CE, pela 7ª rodada do campeonato.
O Atlético entrou em campo disposto a surpreender o adversário. Sem dar bola à pressão da torcida, o Dragão partiu para o ataque, envolvendo o Papão com facilidade. O visitante tirava proveito do excesso de erros de passes dos donos da casa, sobretudo nas saídas da defesa para o meio de campo. O Papão praticamente assistia ao rubro-negro jogar, sobretudo nas investidas de Arthur e Rafinha, nas costas de Pikachu.
O Papão tentava se acertar, mas a afobação prejudicava o time. O Papão até chegou ao gol inimigo, mas em jogadas bem menos agudas que a do oponente, que obrigava o goleiro Emerson a fazer defesas difíceis. Tudo indicava que o primeiro tempo terminaria com a vantagem do visitante ou, no mínimo, o empate. Mas, aos 42, o Papão foi bafejado pela sorte. Numa disputa pelo alto, a bola sobrou para Carlos Alberto, que, de “letra”, deixou Cearense de cara com o gol. O atacante bateu de “cavadinha” para fazer 1 a 0.
O Paysandu voltou bem superior para o segundo tempo, aproveitando o fato de o Dragão ter de sair mais para o jogo. O Papão atraia o adversário para dar o bote nos contra-ataques. Logo aos 10, a estratégia surtiu efeito. Pikachu cruzou da direita na área e Marllon, atabalhoado, meteu a mão na bola. Pênalti, que Pikachu cobrou e fez 2 a 0. O gol abalou o Dragão, que ainda assim continuou insistindo no ataque, mas sem a eficiência necessária nos arremates para pelo menos diminuir a desvantagem.
(Pararijos NEWS)