Google+ Badge

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Jatene promete o que não cumpriu em 4 anos

Jatene promete o que não cumpriu em 4 anos (Foto: Bruno Carachesti)
Posse de Jatene foi marcada por promessas e saia justa com o vice (Foto: Bruno Carachesti)















Ao ser empossado para mais um mandato de quatro à frente do governo do Pará, o tucano Simão Jatene prometeu buscar recursos para melhorar a qualidade dos serviços públicos e afirmou que haverá redução de despesas. “Para servir bem, mais e melhor precisamos estar dispostos a cortar na própria carne, reduzindo despesas, enxugando a máquina pública e buscando, por outro lado, aumentar a nossa disponibilidade de recursos e melhorar a qualidade do gasto público”, afirmou no discurso que fez no plenário da Assembleia Legislativa, onde foi realizada a cerimônia de posse por volta das 10 da manhã desta quinta-feira 1º de janeiro de 2015.  
Pouco antes, Jatene e o vice-governador Zequinha Marinho participaram de missa celebrada pelo arcebispo de Belém, dom Alberto Taveira. A tradição de abrir a cerimônia de posse com a celebração católica acabou gerando a primeira saia justa entre Jatene e o vice, Zequinha Marinho. Evangélico, Marinho desejava que houvesse um culto, mas Jatene manteve a missa e para contemporizar, foi realizada uma nova benção religiosa – comandada pelo pastor Gilberto Marques e pelo diácono Fábio Lobato - no palanque em frente ao Palácio Lauro Sodré, onde foi realizada a última parte da cerimônia.  
Após passar em revista à tropa, Jatene recebeu a faixa governamental de Maurício Haber, um menino de 12 anos, que representou, segundo o cerimonial, o povo do Pará.  
Estavam presentes, o deputado estadual e presidente da Alepa, Márcio Miranda; a desembargadora Luzia Nadja Guimarães Nascimento, presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Pará; Zenaldo Coutinho, prefeito de Belém; Marco Antônio Ferreira da Neves, procurador Geral de Justiça do Estado do Pará, e pelo senador Flexa Ribeiro.  
À tarde, o governador nomeou os novos secretários e dirigentes de autarquias e empresas públicas. Os nomes haviam sido divulgados na última terça-feira. Entre as novidades da nova equipe, o tributarista Helenilson Pontes para cuidar da Educação e o general Jeannot Jansen como titular da Segurança Pública.  
ORÇAMENTO
Com menos de 10% do orçamento geral do Estado previstos para investimentos em 2015, o novo governo terá o desafio de tirar o Pará do ranking de alguns piores indicadores do País no que diz respeito à saúde, educação e infraestrutura.
(Diário do Pará)