Google+ Badge

sábado, 13 de dezembro de 2014

Zagueiro teria sido contratado pelo Paysandu

Zagueiro teria sido contratado pelo Paysandu (Foto: Divulgação)
Paraense William Alves, do Santa Cruz-PE, teria sido mais um contratado pela diretoria bicolor (Foto: Divulgação)
Apesar do mistério feito pela diretoria do Paysandu em torno dos novos jogadores contratados pelo clube para a temporada 2015, os nomes não param de surgir, na Curuzu.
O último deles foi o do zagueiro paraense William Alves, que, ontem, teve a negociação de sua vinda para o Papão revelada por um site do futebol de Pernambuco, onde, desde 2013, atuava pelo Náutico-PE. O jogador, que nasceu na cidade de Marabá, se destacou defendendo o Santa Cruz-PE no Estadual, o que motivou sua contratação pelo Timbu.
A proposta para a aquisição do atleta foi enviada pelo Paysandu à diretoria do alvirrubro pernambucano que promete não criar embaraço para a saída do atleta dos Aflitos. “Estamos em negociação. Ele recebeu uma proposta e nos apresentou. Vamos fazer o que for melhor para nós e para o atleta”, prometeu o gerente de futebol, Carlos Kila, em entrevista ao site pernambucano. O Náutico estaria, segundo a matéria, disposto a abrir mão de qualquer vantagem financeira na liberação do zagueiro.
A única exigência que está sendo feita pelo clube nordestino é que o Paysandu arque com os salários de William, que tem contrato com o Náutico até o final de 2015. Como passa por ajuste na folha salarial de seu elenco, o Timbu não estaria disposto a bancar reajuste nos salários de seus jogadores, entre eles o de William, que pela segunda vez teria seus vencimentos aumentados.
Procurados para falar sobre a vinda do zagueiro para a Curuzu, nem o presidente eleito Alberto Maia e nem o diretor de futebol Roger Aguilera, que tratam da montagem do elenco para 2015, foram localizados. Os dirigentes já anunciaram que só revelarão os nomes dos atletas contratados quando estes estiverem em Belém, dia 5 de janeiro, para a apresentação do elenco, na Curuzu. A medida, segundo eles, tem como objetivo evitar as especulações, o que tem se mostrado impossível nos últimos dias, quando vários atletas tiveram seus nomes divulgados como suposto contratados do clube.
(Diário do Pará)

Conselho Tutelar: Eleições terão regras unificadas no Pará

A partir de 2015, as eleições para definir quem vai assumir as funções de conselheiros tutelares no Estado terão regras unificadas. No próximo mês de fevereiro, os municípios de Belém, Marabá e Santarém receberão seminários para capacitação e informação sobre as novas regras de eleições para conselheiros tutelares.
A ação foi discutida durante a primeira reunião do Grupo de Trabalho Estadual do Processo de Escolha Unificada de Conselheiros Tutelares, conforme estabelece a Portaria 241, de 8 de abril de 2014, da Secretaria de Direitos Humanos do Gabinete da Presidência da República. 
A coordenadora da Coordenadoria Estadual da Infância e Juventude (Ceij), desembargadora Odete Carvalho, esteve à frente da reunião que contou também com a participação de representantes da Associação de Conselheiros e ex-Conselheiros Tutelares dos Municípios Paraenses, do Conselho Estadual Dos Direitos da Criança e do Adolescente, do Ministério Público, Ordem dos Advogados Brasil (OAB/PA) e Defensoria Pública.
O grupo de trabalho volta a se reunir no próximo dia 9 de janeiro com o objetivo de discutir as novas regras com prefeitos, conselheiros tutelares, câmaras municipais, secretarias municipais de assistência social e os conselhos municipais dos direitos da criança e do adolescente.“As ações vão beneficiar nossa sociedade, em especial, crianças e adolescentes que estão em situação de risco”, adiantou a coordenadora da Ceij, que também ressaltou a importância de melhorar o apoio do poder público ao trabalho dos conselheiros tutelares a fim de que sejam garantidos os direitos das crianças e os adolescentes em situação de risco.
(Pararijos NEWS, com informações da assessoria)

Medina é ovacionado pela torcida no primeiro dia em Pipeline


Se nas grandes competições a estreia é marcada pelo nervosismo, Gabriel Medina conseguiu superar essa barreira sem grandes dificuldades nesta sexta-feira, na primeira fase da última etapa do WCT, no Havaí. Atual líder do ranking mundial, o brasileiro foi ovacionado pelos torcedores que estavam nas areias de Pipeline antes e depois de entrar no mar.
Com a vitória garantida, Medina recebeu o carinho da sua família, a mãe Simone, o padrasto Charles e os irmãos Felipe e Sophia. Assim, com esse apoio, o brasileiro espera continuar avançando nas próximas fases em Pipeline. Com a vitória na primeira bateria, ele avançou à terceira fase. A janela de competições reabre neste sábado, ás 15h30m (de Brasília).
Na última etapa de 2014, Medina enfrenta a concorrência de Mick Fanning, que também avançou de fase, e Kelly Slater, que vai disputar a repescagem. O brasileiro é o atual líder do ranking com 56.550 pontos, seguido pelo australiano (53.100) e o americano (50.050).
Confira o que Medina tem que fazer para ser campeão do WCT em 2014
— 25º ou 13º — Medina será campeão se Slater não vencer a etapa e se Fanning não chegar nas quartas de final. Caso perca nas quartas, Fanning iguala os pontos do brasileiro e o campeão será conhecido depois de uma bateria extra entre ambos;
— 9º lugar — acabam as chances de Slater e obriga Fanning a estar na final;
— 5º lugar — Fanning passa a precisar da vitória para impedir o título do brasileiro;
— 3º lugar — Fanning continua precisando unicamente da vitória no Havaí;
— 1º lugar — Medina independe dos demais resultados e seria o primeiro brasileiro a conquistar o título mundial de surfe.
(Pararijos NEWS, com informações de WCT)

Chinzo Machida perto de assinar com grande evento de MMA


Família tradicional pelo estilo característico no karatê, a família Machida está se notabilizando, também, nas artes marciais combinadas, o MMA. Após Lyoto Machida ter sucesso no UFC, é a vez de Chinzo Machida despontar como uma das apostas do Bellator, um dos eventos mais importantes do mundo.
Chinzo se recupera de contusão, após vitórias consecutivas no RFA, mas confirma que já está tudo certo para lutar em outra atmosfera. ‘Fiz uma operação no ombro tem cerca de um mês, então estou sem lutar a um tempo. O objetivo é voltar em abril ou maio do ano que vem. Também estou de saída do RFA. Acertei com o Bellator e falta apenas assinar o contrato. É um evento importante, então será uma grande oportunidade para mim’, contou em entrevista para a TATAME.
Chinzo Machida tem cinco lutas na carreira, sendo três vitórias. As duas últimas foram diante de Brain Wood e Dmitry Gerasimov.
(Pararijos NEWS, com informações de MMM)

Ex-BBB fará sua estreia no Jungle Fight 75 em Belém

O público paraense que prestigiará o Jungle Fight 75 no próximo dia 18, no Ginásio da Escola Superior de Educação Física Belém, terá uma surpresa no octógono. Mas engana-se quem acha que é uma luta. Na verdade, a surpresa aparecerá antes dos confrontos. Uma ex-BBB fará sua estreia como ring girl.
Além das duas disputas de cinturão dentro do octógono entre o paraense Nildo Katchal e o baiano Wyly Leandro (até 57 kg) e Elizeu Capoeira e Eduardo Camelo (até 77 kg), a bela ex-BBB Clara Aguiar será a ring girl do evento. Clara foi finalista da última edição do realty show e será uma das atrações da noite, no Ginásio de Educação Física, em Belém.
Foto: CaioDuran/JungleFightFoto: CaioDuran/JungleFight
Outras oito lutas fazem parte do card do Jungle Fight 75. Os ingressos podem ser adquiridos gratuitamente nas lojas Ortobom dos shoppings Castanheira, Pátio Belém e Boulevard. Quem preferir comodidade, pode adquirir seu ingresso pelo site https://lacconcursos.com.br/jungle_logar.php.
ORM News

Por que o Instagram, com 300 milhões de usuários, ultrapassou o Twitter

image
Em fevereiro do ano passado, o Instagram comemorava a marca histórica de 100 milhões de usuários ativos. Ontem, a empresa anunciou que já tem o triplo disso. Nada mal para um serviço que não chegou aos cinco anos de idade. É muita, muita gente. E agora deve ser o suficiente para por fim de vez à ideia de que o Instagram seria mais uma “modinha”. Os números recentes mostram que na verdade a rede de fotos tem potencial para crescer bem mais do que o Twitter, que é um nome bem mais badalado.
Sobre o Twitter, aliás, desde pelo menos o ano passado muitos analistas começaram a questionar se o serviço estaria estagnado. Afinal, a empresa anunciou que tinha 200 milhões de usuários em 2012, e esperava chegar no início deste ano com o dobro disso. Mas a verdade é que agora eles têm “meros” 284 milhões de pessoas que entram na famosa “rede de microblogs” (uma definição bem torta, mas enfim) todo mês. É claro que não é um número desprezível, mas mostra que ele parece não ter muito para onde crescer. Alguém entrando na internet hoje certamente fará uma conta no Facebook, para se conectar a todos os amigos, mas dificilmente se daria ao trabalho de escolher uma @arroba esquisita e veria redundância com o que já faz no Facebook. Fecha parênteses.
O Instagram, por outro lado, é bem mais simples de entender. Cada usuário publica uma foto, as pessoas normalmente curtem e comentam em cima dela. Não há nenhum mistério, e como o volume de atualizações é comparativamente menor do que o Twitter (dificilmente alguém posta mais de 5 fotos ao dia, algo bem mais comum com 140 caracteres), cada mensagem tem mais destaque, e literalmente ocupa mais espaço da tela. A receita simples, aliada à incrível velocidade e facilidade de usar o aplicativo – dos primeiros a serem criados exclusivamente pensando no usuário de smartphone – faz com que ele continue sendo bastante usado e crescendo em ritmo acelerado. Mas o interessante pra mim é que mesmo com as limitações da plataforma (ou justamente por causa delas), o Instagram viu usos cada vez mais diversos e interessantes.
Hoje, o Insta é, por exemplo, a principal plataforma de comunicação de algumas celebridades com seus fãs. Quando Neymar, com seus 13 milhões de fãs (de longe o perfil mais popular do Brasil) anunciou sua ida para o Barcelona, por exemplo, ele não o fez em uma coletiva de imprensa ou em entrevista exclusiva, mas ali, pelo Instagram. Para quem gosta de acompanhar o mundo dos famosos, o Instagram é potencialmente mais interessante que qualquer site de fofoca. Primeiro porque dá pra escolher exatamente quem seguir. E outra porque a informação não é mediada – é o que a pessoa fala, e pronto. Como o mundo das celebridades é o mundo dos flashes, a rede de fotos é o lugar ideal para estrelas desfilarem suas vaidades. O que os 23 milhões de seguidores de Justin Bieber no Instagram querem é, provavelmente, mais fotos do ídolo. E ele faz isso bastante, sempre que muda de visual. E aí é curioso como uma quantidade cada vez maior de “reportagens” de sites de celebridades são reproduções do que acontece no Instagram.
Quem também faz bom uso da rede são profissionais de saúde, nutrição e moda. Quando a imagem é tudo, ou boa parte da mensagem que você quer passar, o Instagram acaba sendo uma plataforma ideal para aumentar o seu público – ela é bem mais rápida (e fácil de produzir) do que os velhos blogs ou mesmo fanpages do Facebook. Então há uma profusão de celebridades de fitness que postam todo dia sua série de exercícios ou nutricionistas com uma foto caprichada do almoço com folhas e por que deve-se comer este ou aquele alimento.
E por fim e não menos importante, há a publicidade. Que demorou bastante tempo para aparecer (faltava, talvez, a possibilidade de vídeos para deixar o ambiente mais atraente), mas já representa uma receita importante para o Instagram. Porque, até agora, parece haver um cuidado para que mas mensagens publicitárias não pareçam tão alienígenas ao ambiente da rede, como acontece em alguns outros lugares. Um exemplo de uma boa:

O CEO Kevin Systrom disse ao Wall Street Journal que o Instagram vende anúncios “de uma maneira única”, já que o que aparece é publicidade de marca mesmo, não de produto, como é comum no Twitter ou no Facebook. São as marcas querendo contar suas histórias, de maneira (até agora) razoavelmente pouco intrusiva. Isso aliado à capacidade de ultradirecionar a publicidade para o público (cortesia dos engenheiros do Facebook, a empresa-mãe) dá a ideia de que o Instagram poderá ser bastante lucrativo.
Apesar de ser, na superfície, a mesma coisa desde que começou, o Instagram tem continuado a evoluir como produto, seja adicionando funcionalidades para enfrentar a concorrência (com vídeos ou mensagens diretas, que já tem 40 milhões de usuários), seja criando produtos realmente interessantes, como o ótimo app Hyperlapse. Entre os planos futuros estão a criação de “contas verificadas”, para pessoas e entidades famosas (como Twitter e Facebook) e um combate cada vez maior aos perfis falsos. Enquanto isso, o Twitter continua na sua interface “escondendo” informações que os usuários apreciam (como as mensagens diretas ou favoritos) e publicando coisas que as pessoas não querem ver, como a insistência em pessoas para seguir ou atualizações do tipo “fulano curtiu tal post”.
Seja como for, o problema do Instagram no futuro próxmo será (ou já é, em certa medida) a dificuldade de filtrar o seu feed. É impossível seguir uma quandiade muito grande de perfis, a não ser que você seja um usuário compulsivo. E aí o Instagram não faria mal de copiar coisas do Twitter, como a capacidade de criar listas, ou permitir que algum usuário fique no “mudo” por um tempo, sem deixar de seguí-lo. O serviço já tem uma boa aba de “descoberta”, além do seu blog, onde mostra imagens de alguns dos usuários mais criativos, fotógrafos excepcionais. Mas ela pode fazer mais para conectar as pessoas aos artistas da rede, e para isso deve apostar em curadoria humana, ao invés de simples algoritmos.
Pode ser que você torça o nariz para o Instagram. Assim como para muita gente é uma rede mais atraente que o Facebook, onde fica toda a família e colegas de trabalho. O que está claro é que, independente da sua rede social favorita, você estará na prática no Facebook. O império de Zuckerberg já tem 1,3 bilhão de usuários. Se você fugir dele, pode ser um dos 600 milhões que usa o WhatsApp, ou dos 300 milhões do Instagram. Como dizem os astronautas, lá do alto a Terra é azul.
Yahoo.com

Cultura evangélica é comemorada hoje

A Associação Cultural Gospel do Pará (ACG-PA) comemora hoje o primeiro ano do Dia Municipal da Cultura Evangélica, em Belém. Na programação tem passeio ciclístico, shows musicais, além de espetáculos teatrais e de dança. A organização espera que mais de mil pessoas participem de todas as atividades. O local que recebe este evento é a praça da Leitura, em São Brás.
A comemoração, que abrange todas as igrejas evangélicas, tem como objetivo focar a arte e a cultura de paz, abrindo convite a todos os que simpatizam com a cultura evangélica. “Entendemos que a arte deve servir para propósitos balizados na união e agregação entre as pessoas e que os valores que regem a condição humana não devem ser violados”, enfatizou o gestor em Marketing Moisés Higino, coordenador da ACG-PA.
Pararijos NEWS, com informações de ACG-PA

Fim de semana terá reforço na frota para Mosqueiro

Fim de semana terá reforço na frota para Mosqueiro (Foto: Divulgação/Agência Belém)
Devotos de Nossa Senhora do Ó terão ônibus a mais para Mosqueiro (Foto: Divulgação/Agência Belém)

Neste domingo (14) será realizado o Círio de Mosqueiro, distrito de Belém. Por isso, haverá reforço na frota de ônibus para ilha durante todo o final de semana, informou a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob).
Desde a tarde desta sexta-feira (12), dez veículos além dos 20 que fazem a viagem regularmente reforçam a frota. No sábado, serão 25 a mais, totalizando uma frota de 45 veículos. No domingo,14, com a previsão do retorno dos devotos, o reforço será ainda maior: 30 a mais pela manhã (totalizando 50 veículos) e 45 pela tarde (totalizando 65 veículos).
Quem esticar a estadia por lá até segunda-feira também pode ficar tranquilo. A Semob garante que 20 veículos a mais estarão disponíveis na volta para casa. 
(Pararijos NEWS, com informações da Agência Belém)

Vinte mil pessoas devem seguir a padroeira de Mosqueiro hoje e amanhã

Procissão ocorrerá amanhã. Hoje tem Círio Fluvial e Trasladação na ilha de Mosqueiro.Procissão ocorrerá amanhã. Hoje tem Círio Fluvial e Trasladação na ilha de Mosqueiro.
Católicos do distrito de Mosqueiro se preparam para a trasladação da 146ª edição do Círio de Nossa Senhora do Ó, padroeira da ilha. A grande procissão será amanhã. O tema do Círio de Mosqueiro, este ano, é “Maria, ícone da igreja missionária”. A coordenação da festa espera mais de 20 mil pessoas na festividade.
A trasladação começa às 19h, com saída da Paróquia de Nossa Senhora do Ó, na Praça Matriz, seguindo até a Igreja do Sagrado Coração de Jesus, no Chapéu Virado.
As romarias do Círio de Mosqueiro se iniciam com a Romaria Fluvial. A saída é da Igreja Santa Rosa de Lima, em Caruaru, para a Igreja Matriz, após missa marcada para as 8h. Às 10h será a vez dos ciclistas prestarem suas homenagens. A Romaria dos Ciclistas sai do Porto Pelé, com parada no Mercado Municipal e bênção na chegada à Igreja Matriz. Às 18h, ainda na Igreja Matriz, haverá missa celebrada pelo pároco do distrito, padre Cristóvão Freitas.
O policiamento será reforçado no distrito a fim de garantir maior tranquilidade. O comandante do 25ª Batalhão de Polícia Militar, coronel Ruy Chermont, informa que pelo menos 100 policiais serão destacados, com o apoio de dez viaturas e seis motos. Ele explica que o objetivo é garantir a segurança na romaria sem prejuízo do efetivo normal das praias. “Esse será o policiamento apenas para o trajeto. Estaremos com três policiais em todos principais balneários da ilha”, diz.
Amanhã é domingo de Círio. Pela manhã, a grande procissão em homenagem à padroeira sai às 7h da Igreja Sagrado Coração de Jesus, no Chapéu Virado, e segue até a paróquia de Mosqueiro. Antes do trajeto, uma missa será celebrada pelo arcebispo metropolitano de Belém dom Alberto Taveira.
Na próxima quinta-feira, 18, o arcepisbo auxiliar dom Theodoro Tavares celebrará missa, às 18h, pelo dia de Nossa Senhora do Ó. Logo após, nas ruas do bairro Maracajá, será realizada a procissão luminosa. Até o encerramento da festividade do Círio de Mosqueiro, dia 21, a programação conta com missas às 19h e apresentações musicais na praça da Matriz. No encerramento, serão realizados o Círio das Crianças, a partirr das 8h30, e missa de encerramento, a ser celebrada por dom Irineu Roman.
A Fundação da Paróquia de Nossa Senhora do Ó ocorreu eno dia 10 de outubro de 1868, tendo à frente o então bispo de Santa Maria do Grão Pará, dom Antônio Macedo Costa.
Oliberal

Altamira e Almeirim recebem ações de extensão rural da Emater

Agricultores familiares de Altamira, no sudoeste paraense, estão sendo incentivados ao cultivo protegido de hortaliças integrado à fruticultura e avicultura. A ação é coordenada pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) e tem como meta implantar uma Unidade Demonstrativa (UD) no Projeto de Assentamento Assurini, na zona rural do município.

A unidade está sendo implantada na propriedade do agricultor Merenilton Gomes e vai demonstrar que a produção de hortaliças pode ser desenvolvida durante o período chuvoso e sem perdas, usando a proteção dos canteiros. Segundo dados da Emater, por conta do período intenso de chuvas na região, as perdas com a produção de hortaliças, principalmente as folhosas, podem chegar a 70%. “A tecnologia vai sanar esse problema, que está relacionado diretamente ao aumento do valor dos produtos, em até 200% por conta da falta no mercado”, diz o técnico da Emater Ademar Teixeira.
Como a produção será integrada, o espaço também servirá para a criação de galinha caipira. As aves serão alimentadas também com a sobra das hortaliças, e o esterco dos animais servirá como adubo orgânico para o pomar que vai receber mamão havaí e maracujá em meio hectare de área. “A escolha para as produções foi exatamente por conta da facilidade para a comercialização  e também por conta do escalonamento da produção que se dará em três ciclos diferentes”, informa o técnico Michel Silva.
Curso em Almeirim incentiva a prática da piscicultura
No município de Almeirim, no oeste paraense, 25 pessoas, entre técnicos e produtores rurais das comunidades Estrada Nova e Nova Arumanduba, participaram nesta semana de um curso de piscicultura oferecido pela Emater em parceria com a Fundação Jari, do distrito de Monte Dourado. O objetivo foi a inclusão de mais famílias na atividade de pesca e na fabricação de ração alternativa como forma de baratear os custos da produção do pescado de cativeiro.
A iniciativa envolveu tanto os técnicos da Emater quanto da Fundação Jarí, já que a parceria existe para promover o desenvolvimento rural do município. O treinamento foi ministrado pelo engenheiro de pesca da Emater Luiz Gustavo Xavier, que destacou as modalidades possíveis para a criação do pescado em cativeiro, bem como os sistemas de criação. “Alguns já produzem em tanque escavado, mas todos se interessaram muito pela possibilidade da criação em tanque-rede, sendo possível utilizar os igarapés e braços de rio para a criação do pescado”, disse.
O futuro da atividade na região é promissor. Tanto que já está previsto para janeiro que o curso seja replicado para outro público beneficiário, desta vez para os produtores da região do Chicaia. “Outra novidade será a implantação de uma Unidade Demonstrativa da atividade, em uma propriedade da Estrada Nova, onde demonstraremos a viabilidade da criação do matrinxã, aracu ou o tambaqui”, adiantou Luiz Xavier.
Agência Pará

Indiara perde virgindade após cirurgia íntima

Indianara Carvalho, que fez uma cirurgia íntima para reconstituição do hímen recentemente, revelou que já não é mais virgem novamente.
Durante um ensaio para revista "Vidas", em Portugal, a moça fez a revelação. "Foi diferente da minha primeira vez. Ele me fez sentir especial", disse, nos bastidores, segundo o "Ego".
Inclusive, parece que a loira encontrou alguém que conquistou seu coração. Afinal, na época em que fez a cirurgia, declarou: ”A todos que perguntam vou continuar virgem até encontrar uma pessoa que vale (sic) a pena. Estou me sentindo bem como estou”.
(Pararijos NEWS, com informações do site MSN)

Remo elege presidente neste sábado

Depois que a eleição dia oito de novembro foi anulada, hoje os sócios do Clube do Remo voltam a se reunir no ginásio Serra Freire, localizado na sede social, para tentarem, dessa vez, eleger um novo presidente para
o Leão Azul. As circunstâncias que levaram à anulação do primeiro pleito e dos dias que a seguiram
levam a crer que, mesmo que nada de errado aconteça de 8 horas às 17
horas, período da votação, não há garantias que a partir do fim da apuração o candidato mais votado será, de fato, o novo mandatário. Na quarta-feira à noite, a Chapa 2 deu entrada no TJE-PA (Tribunal de Justiça do Estado) de duas ações. Uma, a Ação Anulatória com pedido de liminar para que Pedro Minowa
fosse proclamado vencedor da primeira eleição, foi remetida para a 6ª Vara, onde ação semelhante já havia sido retirada. A segunda, a Ação de Nulidade da decisão do presidente da Assembleia Geral, Robério D’Oliveira,
para que somente os votantes do primeiro pleito fossem mantidos para o segundo, foi atendida pela magistrada em caráter liminar. Ontem, a Chapa 1 tentou
e não conseguiu cassar a liminar. Ou seja, somente quem estava apto da primeira vez poderá votar hoje. São 1.276 sócios aptos, em dia com o clube, sem contar com os sócios remidos.
Em seu 109º ano de existência, o Leão Azul tenta pela segunda vez conhecer seu presidente através do voto direto de seus sócios. Vereador por Belém, Zeca Pirão é o atual presidente desde a renúncia de Sérgio Cabeça e tenta se manter no cargo. A oposição, com o empresário Pedro Minowa, tenta mais uma vez chegar ao cargo. Na quarta tentativa, em novembro, chegou a ser eleito, mas a Comissão Eleitoral de então anulou a eleição porque havia mais votos que votantes.
A briga judicial que se estendeu nos dias entre uma eleição e outra, com a oposição tentando em vão garantir judicialmente a manutenção do primeiro resultado e, depois, conseguindo que apenas os primeiros eleitores se mantivessem aptos para amanhã, dão o tom de que essa disputa pode se estender. Não há nenhuma garantia que o resultado, mesmo sem nenhum problema de apuração, seja ratificado nesse sábado.
Amazônia Jornal

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Incêndio destrói casas no bairro do Guamá

Incêndio destrói casas no bairro do Guamá (Foto: Rep./Twitter @WhatAppBelem)
(Foto: Rep./Twitter @WhatAppBelem)
Um incêndio atingiu uma série de casas da ocupação Riacho Doce, localizada no bairro do Guamá, em Belém. Segundo a Polícia Militar, o fogo já foi controlado, mas danificou pelo menos 10 residências da ocupação.
Ainda de acordo com os policiais, o incidente não deixou nenhuma vítima, apenas danos materiais. Viaturas do Corpo de Bombeiros estão no local fazendo o trabalho de rescaldo para que então seja realizado o trabalho de perícia no local.
O fogo iniciou em uma das residências da ocupação, mas se alastrou rapidamente para os imóveis vizinhos, todos de madeira.
(Pararijos NEWS, com informações de DOL)

Funcionários ameaçam incendiar Colosso do Tapajós

Revoltados com o atraso em cerca de três meses de seus respectivos salários, funcionários do Consórcio União Paraense, responsável pelas obras de ampliação do Estádio Colosso do Tapajós, em Santarém, atearam fogo em madeira utilizada no serviço, na manhã de quinta-feira, 11, em Santarém, Oeste do Pará.
Os funcionários afirmaram que atearam fogo na madeira para protestar contra a falta de pagamento de seus salários, porém, não houve nada grave.
Uma equipe do 4º Grupamento de Bombeiros Militar (GBM) foi acionada e esteve no local verificando a propagação do fogo. Em poucos minutos o incêndio foi controlado. Depois de iniciado em março de 2013, os serviços de reforma e ampliação do Estádio Colosso do Tapajós já sofreram várias paralisações. A última delas aconteceu há cerca de um mês, logo após a realização das eleições de outubro deste ano.
A previsão de conclusão da obra, segundo a Secretaria de Estado de Obras Públicas do Pará (SEOP) seria dezembro de 2014, onde 35% já foram concluídas, de um total de investimento no valor de R$ 18.098.876,35 milhões. O projeto é executado pelo Consórcio União Paraense, com aporte financeiro sob a responsabilidade da SEOP.
Segundo informações repassadas pela engenheira Anny Taketomi, uma das responsáveis pela obra, o novo Colosso do Tapajós faz parte de um projeto moderno que segue normas preestabelecidas pela Federação Internacional de Futebol (Fifa). “Estamos reformando e ampliando um estádio utilizado ininterruptamente desde 1987, ou seja, há 26 anos, e que não foi concluído. Assim, ele tem que, obrigatoriamente, seguir as normas internacionais vigentes, até porque vai ser um dos mais modernos não só do Estado, mas também do país. Estamos fazendo todas as adaptações que nos foram solicitadas”, explica.
A fase atual da construção do Colosso é de estruturação da base que vai receber a continuação da arquibancada. Atualmente, o espaço tem capacidade para receber 12 mil pessoas, que ainda se acomodam em arquibancadas de concreto, mas após a ampliação poderá receber até 25 mil pessoas sentadas em cadeiras numeradas em dois níveis de arquibancadas cobertas, capazes de oferecer mais conforto e segurança aos torcedores.
Além do aumento na capacidade de público, o Colosso do Tapajós ganhará novo centro de treinamento para atletas, vestiários, banheiros para o público, espaço para restaurantes, áreas para lanchonetes, novo sistema de iluminação, amplo estacionamento e elevador que servirá a pessoas com necessidades especiais, além de também servir para acesso à tribuna de honra e cabine de imprensa.
“Não poderíamos executar um projeto moderno sem levar em consideração a acessibilidade. Outro detalhe é o sistema de iluminação, hoje obsoleto. Atualmente, o estádio possui quatro torres de refletores, totalmente defasado. A Fifa exige que eles sejam acoplados à própria estrutura de cobertura. Implantaremos, no total, 72 refletores, 36 em cada lateral principal”, detalha Taketomi.
A engenheira também explica que o fosso que circula o campo deve ser eliminado. “A Fifa também exige que este antigo recurso de segurança, muito utilizado nas construções das décadas de 70 e 80, deve ser eliminado. Eles não vão ser retirados, até porque são fundamentais para o sistema de drenagem do campo. O que faremos é uma estrutura que cubra este espaço, pois o objetivo principal com a adaptação é evitar acidentes. Esta parte ainda está em fase de estudo, mas com certeza vai ser trabalhada da melhor forma possível”, reitera.
Fonte: O Impacto 

Fidel Castro ganha 'Nobel da Paz' fajuto

'Honraria' chinesa se propõe uma alternativa à da Academia Norueguesa

Fidel Castro acompanha uma cerimônia em 2011
Fidel Castro acompanha uma cerimônia em 2011 (Getty/VEJA)
A adolescente Malala Yousafzai e o ativista Kailash Satyarthi receberam o prêmio Nobel da Paz em 2014, mas ficaram de fora do chamado Confúcio da Paz, uma espécie de concorrente fajuto concedido anualmente por um grupo de empresários e intelectuais chineses – com critérios, digamos, um tanto mais elásticos que os dos membros da Academia Norueguesa.
Para os chineses, o grande campeão da paz neste ano foi, pasmem, o ex-ditador cubano Fidel Castro. De acordo com o comitê, o comunista de 88 anos "contribuiu para a paz" por causa do seu papel em resolver disputas internacionais "sem o uso da força ou de violência".
Claro que os organizadores deixaram de lado o papel desempenhado por Fidel ao longo da Guerra Fria, que incluiu o envio de milhares de soldados para conflitos sangrentos na África, a promoção do comunismo na América Latina e a repressão contra seu próprio povo. Afastado do poder desde 2008, quando entregou o comando da ilha ao seu irmão Raúl, Fidel não fez nenhum comentário oficial sobre o prêmio.  

O Confúncio da Paz foi lançado em 2010 após o governo chinês ter ficado indignado com a escolha do dissidente Liu Xiaobo como vencedor do Nobel da Paz daquele ano. De acordo com os promotores da inciativa, o prêmio da Academia Norueguesa promove visões distorcidas sobre a China. A iniciativa de lançar o “Nobel do B” contou com apoio indireto das autoridades do país. 
Outro "campeão da paz" (sempre no sentido mais irônico possível da expressão) que recebeu o prêmio foi o presidente russo Vladimir Putin. A "honraria" foi concedida em 2011, no mesmo ano que Putin foi acusado de fraudar as eleições legislativas na Rússia. 


De acordo com o jornal chinês Global Times, o prêmio de Fidel foi entregue a um estudante cubano que faz intercâmbio na China em uma cerimônia que ocorreu nesta semana em um hotel de Pequim.
Fonte: Revista Veja 

Ex-prefeito tem de devolver R$ 24 milhões

O Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Pará (TCM-PA) tornou indisponíveis os bens do ex-prefeito de Marabá Maurino Magalhães pelo período de um ano e o condenou a devolver aos cofres públicos do município, no prazo de 30 dias, devidamente corrigida, a importância de R$ 24.085.504,44, referente aos recursos repassados à prefeitura de Marabá durante o 3º quadrimestre do exercício de 2012, dos quais não prestou contas.
O ex-prefeito Maurino Magalhães foi multado pelo TCM-PA em R$ 240.855,04, correspondente a 1% sobre o dano causado ao erário de Marabá. Foi multado também em R$ 10 mil pela não remessa da referida prestação de contas.
Cópia dos autos será encaminhada ao Ministério Público Estadual, para as providências cabíveis; à Câmara Municipal de Marabá, para conhecimento; e será juntada às prestações de contas do 1º e 2º quadrimestres de 2012 para instrução e julgamento das contas anuais.
A ausência de prestação de contas de recursos públicos é grave infração contra a Constituição (artigo 70, parágrafo único). Embora citado para apresentar defesa, Maurino Magalhães não o fez e assumiu a responsabilidade pelo valor lançado em processo de tomada de contas e por tudo mais que consta nos autos.
O conselheiro Daniel Lavareda, presidente da instrução das contas, notificou o atual prefeito de Marabá João Salame Neto para que instaurasse a tomada de contas especial com vistas ao saneamento da obrigação não cumprida pelo ex-prefeito Maurino Magalhães. A tomada de contas especial foi desenvolvida no período de 26 de agosto a 15 de outubro de 2013, com notificação de Maurino Magalhães por edital e em jornal de grande circulação, uma vez que o mesmo se recusou em receber o termo de notificação pessoalmente.
“Não houve qualquer manifestação do interessado, ainda que na referida notificação tenha constado fato grave, referente à apuração de responsabilidade atribuída ao mesmo, no total de R$ 275.936.059,78 (duzentos e setenta e cinco milhões, novecentos e trinta e seis mil e cinquenta e nove reais e setenta e oito centavos) , proveniente da soma do saldo em 31/12/2011 (R$ 12.189.424,76) com a receita apurada relativamente ao exercício de 2012 (R$ 270;992.367,31), deduzido o saldo em 31/12/2013 (R$ 7.245.732,29)”, ressalta o conselheiro em seu relatório.
Concluída a tomada de contas especial, a Prefeitura de Marabá enviou a documentação para o TCM-PA, que reavaliou os cálculos elaborados pela comissão processante da tomada de contas especial e concluiu que o valor ser lançado à responsabilidade de Maurino Magalhães é de R$ 24.085.504,44.
(Pararijos NEWS, com informações do TCM-PA)

Mosqueiro celebra padroeira neste domingo

Mosqueiro celebra padroeira neste domingo (Foto: Reprodução/Facebook)
Católicos vão render homenagens a Nossa Senhora do Ó, neste domingo (14), em Mosqueiro. (Foto: Reprodução/Facebook)
O distrito de Mosqueiro, na grande Belém vai homenagear sua padroeira, Nossa Senhora do Ó, neste domingo (14), com a realização do Círio na localidade. O tema da festividade deste ano é “Maria, ícone da igreja missionária” e vai percorrer as principais ruas da Ilha.
A programação envolve novenas, missas e romarias, com destaque para a romaria fluvial, romaria dos ciclistas e a trasladação, que vão acontecer neste sábado (13), com a imagem da padroeira.
No domingo, será celebrada uma missa, em frente a Igreja do Sagrado Coração de Jesus, no Chapéu Virado, com a presença do arcebispo de Belém, D. Alberto Taveira e logo após, terá inicio a procissão até a igreja Matriz, na Vila de Mosqueiro.
De acordo com a organização, centenas de pessoas de Mosqueiro e localidades vizinhas devem acompanhar os festejos religiosos deste final de semana.
(Pararijos NEWS, com informações de Diego Beckman/DOL)

Eleição no Remo: Minowa consegue liminar que mantém colégio eleitoral original

Amanhã está marcada a eleição que escolherá o novo presidente e o novo Conselho Deliberativo do Clube do Remo. Mas, a escolha do novo mandatário azulino corre o risco de não se encerrar amanhã. Ontem, a juíza Rosana Lúcia de Canela Bastos, que responde pela 1ª e 4ª Varas Cíveis de Belém, concedeu liminar à Chapa 2, encabeçada por Pedro Minowa, contra o clube, garantindo que a votação de amanhã tenha a mesma quantidade de votantes da eleição do dia 8 de novembro, que foi anulada. Ou seja, 1.276 sócios aptos, em dia com o clube. Sem contar com os sócios remidos.
Na quarta-feira à noite, os advogados da chapa de oposição no Remo, Hamilton Guedes e Nelson Tupinambá, deram entrada no TJE-PA (Tribunal de Justiça do Estado do Pará) com duas ações. Uma, a Ação Anulatória com pedido de liminar para que Minowa fosse proclamado vencedor da primeira eleição, foi remetida para a 6ª Vara, onde ação semelhante já havia sido retirada. A segunda, a Ação de Nulidade da decisão do presidente da Assembleia Geral, Robério D’Oliveira, para que somente os votantes do primeiro pleito fossem mantidos para o segundo, foi atendida pela magistrada em caráter liminar.
FAVORECIMENTO
De acordo com Hamilton Guedes, a anulação da primeira votação e seus desdobramentos, principalmente a manutenção de Zeca Pirão no cargo de presidente, deram subsídios para que as ações fossem oficializadas. “Essa eleição do Clube do Remo está jogando fora a possibilidade de ser histórica. Mas, há um claro propósito da Assembleia Geral em beneficiar a Chapa 1. Anular a primeira eleição e prorrogar o Pirão no cargo foi um claro favorecimento”, disse o advogado.
A ação defende que somente os que tiveram direito a voto sejam mantidos. “A lei entende que deve haver os mesmos eleitores da primeira eleição. A Assembleia Geral vai ter que se manifestar o quanto antes”, afirmou Tupinambá. “As regras do jogo têm que ser as mesmas do pleito anulado. Os eleitores têm que ser os mesmos”, completou Guedes.
Na manhã de ontem, o vice-presidente do Remo e candidato à vice-presidência pela Chapa 1, Marco Antônio Pina, esteve no Tribunal de Justiça para saber como anda o processo. Segundo Pina, em entrevista à rádio Liberal CBN, a Chapa 2 se utilizou de uma manobra jurídica para tentar impedir que as eleições marcadas para amanhã. “Entendemos que é um ato de desespero. Muito embora a Chapa 2 tenha protocolado o pedido de desistência (do processo que pedia a validade da primeira eleição), eles não poderiam protocolar outro processos sem que a ação de desistência tenha sido julgada pelo juiz da 6ª vara”.
G1-Pará

Paysandu fecha o gol e confirma acerto com Fernando Henrique


A diretoria bicolor confirmou, o jogador também indicou o acerto e tudo indica que o Paysandu recolocará o goleiro Fernando Henrique, 31 anos, no cenário nacional. O contrato, praticamente alinhavado com o atleta, prevê vínculo de um ano, sendo que o ex-jogador do Fluminense se encaixou na política salarial do clube, estimada entre R$ 20 mil e R$ 30 mil.
A negociação ainda depende da assinatura contratual, como revelou o próprio jogador em declarações ao portal GloboEsporte.com. “Da minha parte está certo. Desde quando surgiu essa oportunidade, focamos e já estamos apalavrados, mas ainda não assinei”, ressaltou.
O atleta considerou que o fato do Paysandu ser um time de massa facilitou o provável acerto com o clube. Fernando Henrique tem um currículo expressivo. Além do Flu, ele também defendeu o Ceará, com sucesso. “Era o que eu queria, gosto de jogar em time de massa, sei que é uma loucura jogar em Belém pela torcida apaixonada e que cobra muito. Praticamente já deu certo e minha vontade é imensa, estou empolgado”, disse o goleiro.
Fernando Henrique também revelou estar recuperado de dores na coluna que o tiraram do América-RN, equipe que estacionou na zona de rebaixamento da Série B e acabou rebaixada. O goleiro solicitou rescisão contratual por acreditar que não ajudaria mais o clube na luta contra o rebaixamento. Sites de notíciais elogiaram o jogador pela iniciativa.
Passado à parte, Fernando Henrique é um dos 10 atletas que já entraram em acordo com o Paysandu para a temporada 2015, quando o Papão vai disputar o Campeonato Paraense, Copa Verde, Copa do Brasil e Série B. A diretoria confirma as negociações, mas não revela nomes dos contratados, respeitando uma política de sigilo para evitar surpresas desagradáveis de última hora.
A posição de goleiro é uma das maiores carências do que restou do plantel bicolor de 2014. Por imposição da diretoria de futebol, e com o aval da comissão técnica, os goleiros Matheus, Douglas e Paulo Rafael foram liberados. Apesar de Tobtido o acesso à Série B, os números do sistema defensivo foram discretos em meio à campanha bicolor na Terceira Divisão. O Paysandu sofreu 25 gols em 24 jogos, média de quase um gol por partida. Douglas e Paulo Rafael se revezaram como titulares no Brasileirão, mas a dupla não agradou e já foi dispensada.            
Além de Fernando Henrique, um dos nomes ventilados é o de Saulo, goleiro ligado ao São Caetano-SP. O Paysandu abriu negociações e conta com a liberação do jogador junto ao clube com qual tem contrato. Comenta-se que o acerto também já está concluído. A ideia da gestão bicolor é divulgar todos os contratados somente dia cinco de janeiro, data da posse do presidente eleito, Alberto Maia.
DESTINO INCERTO
Circula pelo estádio da Curuzu a informação de que o goleiro Paulo Rafael pode acertar com o Santa Cruz-PE ou com o ABC-RN. Rafael é oriundo das divisões de base do Papão, tendo uma curta passagem pelo Sport-PE. Voltou ao clube em 2012, quando se destacou. Mas a temporada de 2014 foi irregular e de frustração para o arqueiro. Além de não se firmar como titular absoluto, ele errou em momentos decisivos, foi perseguido por parte da torcida e ainda passou por problemas de ordem pessoal.
ORM News

Presos matadores de oficial em Belém


Quatro pessoas envolvidas no assassinato do oficial de justiça Ricardo Varjão, de 26 anos, ocorrido na última sexta-feira, foram presas na madrugada ontem por uma equipe de policiais civis que investigava o crime. Saturnino Queiroz Júnior, de 26 anos, Nilson Fernando Rodrigues, de 24 anos, Célio Martins Melo Filho, de 30 anos, e um adolescente de 17 anos, foram capturados em casas diferentes da Passagem Santa Fé, no Guamá, em Belém.
Os policiais dizem que eles atiraram no oficial de Justiça quando tentavam assaltar a vítima. O adolescente infrator confessou que efetuou os dois disparos que mataram Ricardo Varjão. Com eles foram apreendidos cocaína, maconha, munição de arma calibre 38, além de uma moto e dois carros utilizados no crime
O delegado Cláudio Galeno, diretor da Divisão de Homicídios (DH), que investiga o crime, atribui a prisão dos acusados à parceria entre a DH, e a Divisão de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR). “As informações que nos tínhamos, como o retrato falado do menor, bem como a roupa que ele usava, foram repassadas para a DRFR. Com essa informação e outras que eles conseguiram obter nas ruas, a quadrilha foi identificada e presa”.
O delegado Éder Mauro, da DRFR, disse que as prisões foram efetuadas uma por uma, na casa de todos os acusados, no Guamá, graças a um informante que sabia a identidade dos envolvidos no crime. “Tivemos uma reunião, anteontem à noite, com os colegas da DH, e eles nos repassaram informações importantes. Fora isso, conseguimos, através de um informante que sabia de toda a situação do assassinato, identificar quem eram essas pessoas e qual a participação de cada uma delas no crime”, disse.
DROGAS
Com os acusados a polícia aprendeu 60 gramas de pasta base de cocaína e aproximadamente 100 gramas de maconha, além de dez munições de revólver calibre 38, a mesma utilizada para matar o oficial de justiça. Também foram apreendidos o táxi utilizado no roubo, o Voyage branco de placas OTH - 2042, o Agile amarelo de placas NSJ - 2640,e uma motocicleta Yamaha preta, placa OSZ - 0088. Os dois capacetes dusados no crime também foram apreendidos. “Os veículos foram todos reconhecidos pelas testemunhas e pela viúva que confeccionou o retrato falado que condiz exatamente com as feições do assassino, bem como a moto utilizada e o carro também”, disse
o delegado Galeno.
O delegado Éder Mauro disse que o modus operandi utilizado pela quadrilha no assalto frustrado do oficial de justiça é o mesmo utilizado em crimes tipo saidinha bancária. “Há sempre uma pessoa acompanhando a vítima no interior de um estabelecimento comercial, que entra em contato com seus parceiros que esperam do lado de fora do local. Quando a vítima sai, ocorre o assalto. No caso do oficial de justiça, não foi diferente, o Célio Martins foi o olho de águia, que acompanhou o oficial dentro do shopping e o escolheu como vítima da quadrilha. Depois, ele repassou informações para Nilson Fernando, o taxista, e o “pegador”, no caso, o adolescente que estava armado. Quando a vítima saiu do estabelecimento comercial, o taxista e o adolescente seguiram ele, no táxi, como também um outro componente da quadrilha, pilotando uma moto, o Saturnino. No momento em que eles acharam oportuno, abordaram o carro do oficial de justiça, anunciaram o assalto e depois os disparos”, descreveu o policial.
ORM News

Curralinho no Marajó tem pior PIB per capita do país

Curralinho tem pior PIB per capita do país (Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)
O troféu de pior PIB per capita do Brasil em 2012 vai para o município de Curralinho, que teve o pior desempenho do país, com valor de R$ 2.720,32. Bagre (R$ 2.787,20), Bujaru (R$ 3.165,59) e Muaná (R$ 3.181,10) também estão na lista dos 10 piores PIBs per capita do Brasil, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados ontem.
O PIB per capita é o produto interno bruto dividido pela quantidade de habitantes. Por outro lado, o município de Presidente Kennedy, no Espírito Santo, se manteve como o maior PIB per capita do país em 2012, com R$ 511.967,24. O PIB per capita brasileiro naquele ano foi de R$ 22.645,86.
A título de comparação, o PIB per capita de Presidente Kennedy é, aproximadamente, 188 vezes maior que o de Curralinho (PA) e 22 vezes maior que o PIB per capita médio brasileiro, que é de R$ 22.645,86. Por sua vez, o PIB per capita de Curralinho corresponde, aproximadamente, a apenas 0,5% da renda de Presidente Kennedy e a 12% da renda nacional.

CONTRASTES
As cinco cidades com os maiores PIB per capita do Brasil estão localizadas nas regiões Sudeste e Sul. As cinco com os menores PIB estão no Nordeste e no Norte.
Todos esses dados se referem a 2012, mas só agora foram divulgadas pelo IBGE no relatório “Produto Interno Bruto dos Municípios”. São os números mais recentes disponíveis.

POBRE BELÉM
Belém concentra o terceiro menor PIB per capita entre as capitais brasileiras, com R$ 14 575,66, menor que Teresina (Piauí) com R$ 14 823,31; João Pessoa (Paraíba) com R$ 15 119,34; e Macapá (Amapá) com R$ 15 530,10. Com relação aos 5.565 municípios brasileiros, o PIB per capita de Belém está na 2.070ª posição.
De acordo com o IBGE, a renda de apenas 57 municípios brasileiros concentrava cerca de metade de toda a riqueza (bens e serviços finais produzidos) gerada no país em 2012. Apenas seis capitais produziram, somadas, 25% do Produto Interno Bruto (PIB) de todo o país em 2012, entre elas Manaus, responsável por 1,1% do PIB nacional. Belém é a 14ª e representou, naquele ano, 0,5% do PIB brasileiro.
O IBGE apresentou também os cinco maiores PIBs por Unidade da Federação, em 2012. Os municípios listados no Pará são responsáveis por 54,2% de todo o PIB estadual, revelando a péssima distribuição de renda entre os demais municípios e regiões. Além da capital, Belém, responsável por 22,6 de todo o produto interno do Estado, destacam-se: Parauapebas (18,4%), Marabá (4,9%), Ananindeua (4,6%) e Barcarena (3,8%).
Na maioria dos estados das regiões Norte e Nordeste, os cinco maiores PIBs municipais concentravam mais do que 50,0% do PIB estadual. As exceções foram os Estados do Tocantins e da Bahia, com 46,6% e 41,9%, respectivamente.
Os estados do Amapá, Amazonas e Roraima, onde os cinco maiores PIBs municipais geravam 87,1%, 85,7% e 85,0% de seus PIB estaduais, respectivamente, apresentaram as maiores concentrações espaciais de renda do País. Em outro extremo, com as menores concentrações de renda, encontravam-se os Estados de Minas Gerais, 34,4%; Rio Grande do Sul, 34,4%; Mato Grosso, 37,0%; e Santa Catarina, 38,5%.
(Diário do Pará)

MPF pede uso da maconha no Brasil

O Ministério Público Federal (MPF) entrou com uma ação civil contra a União e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pedindo a liberação do uso medicinal e científico da cannabis (maconha) no Brasil. As informações são da Agência Brasil.
Segundo o MPF, a intenção é assegurar o direito à saúde de pessoas que sofrem com doenças graves, incapacitantes e degenerativas, cujos sintomas, em muitos casos, podem ser aliviados apenas com o uso de substâncias derivadas da planta.
Um dos casos é o da menina Anny Fischer, primeira pessoa a obter autorização judicial para importar o “óleo de CBD”. O produto é extraído da maconha e, comprovadamente, é capaz de cessar as dezenas de crises convulsivas diárias que a acometiam, em razão da Síndrome de CDKL5.
Proposta na última terça-feira (9), a ação deve ser apreciada na Justiça Federal do Distrito Federal. Além disso, o MPF também pretende que a União e a Anvisa iniciem estudos técnicos para avaliação de segurança e eficácia dos medicamentos e produtos existentes no mercado internacional à base de canabinoides, bem como da cannabis in natura, a exemplo do que ocorre em países como Canadá, Estados Unidos, Holanda e Israel.
Durante uma audiência pública em novembro na Câmara dos Deputados, o presidente substituto da Anvisa, Ivo Bucaresky, disse que a agência estuda reclassificar o canabidiol como medicamento. A substância é apenas uma das encontradas na cannabis e que podem ser utilizadas no tratamento de doenças incapacitantes, degenerativas, incuráveis e fatais, como epilepsias refratárias (como a de Anny Fischer), dores crônicas ou neuropáticas, Parkinson, esclerose múltipla e Alzheimer.
Além disso, elas também podem ser administradas para diminuição dos efeitos colaterais decorrentes de quimioterapia e de tratamento de aids e hepatite C, entre outras.
Esta semana, o Conselho Federal de Medicina decidiu autorizar neurocirurgiões e psiquiatras a prescreverem remédios à base de canabidiol CBD) para crianças e adolescentes portadores de epilepsias com tratamentos convencionais sem efeito. O detalhamento de quais profissionais poderão receitar o medicamento derivado da maconha, em que circunstâncias e para que tipo de doenças consta de uma resolução aprovada pelo plenário da entidade. O texto será publicado no Diário Oficial da União dos próximos dias e só então a medida entrará em vigor.
Pararijos NEWS, com informações do MPF

Fiel Bicolor fica entre as gigantes do País

Média de público nos jogos do Paysandu, mesmo cumprindo punição, foi destaque nacionalMédia de público nos jogos do Paysandu, mesmo cumprindo punição, foi destaque nacional
Um levantamento colocou a torcida do Paysandu como 11ª mais fiel do futebol brasileiro em 2014. A metodologia da pesquisa, divulgada em sites nacionais, envolveu todos os 101 clubes que disputaram as séries A, B, C e D. Somente o Campeonato Brasileiro, em todas as divisões, foi analisado. O Papão foi o vice-campeão da Terceira Divisão e teve uma média de 15.856 nas oito partidas em que foi mandante na competição nacional, excluindo as partidas em que teve que jogar com portões fechados. O clube teve uma arrecadação bruta de R$ 4.323.434, conforme a pesquisa.
No início da Série C, o clube bicolor foi prejudicado em função de punições antigas, impostas pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva. Resultado: além de não poder atuar em Belém, o Papão jogou quatro partidas de portões fechados e escolheu o estádio Maximino Porpino, em Castanhal, para sediar os jogos marcados pela ausência de torcedores.
Mandante em quatro partidas na Série D, o Remo teve números mais discretos, por seu turno. Os azulinos aparecem na 31ª colocação, tendo 6.495 de média por partida. A arrecadação bruta foi de R$ 741.556,00. O Remo também teve que lidar com problemas no início da competição nacional, quando mandou quatro jogos em Bragança, também punido pelo STJD, em função do mau comportamento de torcedores em partidas de 2012.

Ranking


Clube        Média de torcedores por partidas

1 - Cruzeiro       29.678
2 - Corinthians   28.960
3 - São Paulo     28.544
4 - Flamengo      26.411
5 - Inter            22.318
6 - Grêmio         21.028
7 - Palmeiras     19.755
8 - Fortaleza      18.812
9 - Fluminense    18.490
10 - Sport          18.220
11 - Paysandu    15.856
(Pararijos NEWS, com informações do GE.com)

TRE desaprova contas da campanha de Wlad

O colegiado do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Estado do Pará decidiu ontem, por unanimidade, pela desaprovação da prestação final de contas no valor de R$ 642.457,48 relativos à arrecadação e aplicação de recursos na campanha eleitoral de 2014 do deputado federal reeleito, Wladimir Costa (SD).
No parecer técnico conclusivo do TRE que baseou o julgamento dos cinco membros presentes, trechos como “total ausência de confiabilidade das contas em apreço” e “ausência de zelo do candidato em divulgar dados reais de sua campanha” se misturam às citações de números de CPFs de doadores incorretos, uma vez que na Receita Federal consta que estes números pertencem a outras pessoas.
Parecer também aponta notas fiscais que não respondem por pelo menos R$ 122 mil de gastos omitidos só nas prestações parciais apresentadas pelo parlamentar, que não deixará de ser diplomado por conta da rejeição e ainda pode recorrer da decisão ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
No entanto, a reprovação pode levar à abertura de investigação e posterior cassação do mandato e perda de direitos políticos por até oito anos.
Em fiscalização feita por servidores do controle interno do próprio TRE à Delta Gráfica e Editora Ltda., foram descobertos nada menos que R$ 217 mil em ordens de serviço referentes a material de propaganda de Wlad para o último pleito, quando em sua prestação de contas estão declarados meros R$ 61.164,00 de gastos junto à empresa.
GASTOS
Questionado pelo órgão antes do julgamento das contas sobre a divergência de valores de mais de R$ 154 mil, o deputado tentou rebater ao informar que a tabela ilustrada pela fiscalização incluía erroneamente o valor de R$ 149.950,00, referente ao orçamento de todo o material idealizado para a campanha, mas que não teria sido inteiramente confeccionado em razão do alto custo.
Diante da informação vinda dos próprios atendentes da Delta de que a emissão de OS materializa a contratação, a justificativa não respondeu ao questionamento do Tribunal.
Sobre uma nota fiscal não justificada e emitida pela Amazônia Chemical Ltda, especializada em fabricação de tintas, no valor de R$ 10.480,00, veio a justificativa de que esta estava errada, por estar abaixo do valor real da compra, de R$ 11.120,00, e que uma segunda nota havia sido emitida, corrigindo o equívoco. No entanto, o TRE descobriu que a primeira não foi cancelada e, mais uma vez, Wlad falhou em justificar o uso de recursos de campanha.
A análise do TRE mostrou ainda que a prestação de Wladimir Costa cita doadores de campanha, para a pintura de muros, cujos CPFs informados não batem com os nomes junto à base de dados da Receita Federal, sendo que um deles consta inclusive como inexistente.
A reimpressão de novos recibos eleitorais na tentativa de sanar as falhas também não satisfez o controle interno do TRE, que entendeu, em análise geral, que a somatória de falhas na prestação final “comprometeu o exercício intempestivo do controle social sobre a arrecadação e gasto de campanha, caracterizando infração grave passível de reprovação de contas”, parecer esse que foi avalizado pelo Ministério Público Federal e pesou no voto do relator, o juiz Ruy Dias, ao que os demais desembargadores lhe seguiram no entendimento pela desaprovação.
(Diário do Pará)

Tribunal aprova contas de Simão Jatene e rejeita de Luth Rebelo e Divino Santos

O pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA) aprovou ontem a prestação de contas da campanha da reeleição do governador Simão Jatene (PSDB). Quatro juízes votaram a favor e apenas um votou contra a aprovação, feita com ressalvas. O relator do processo, juiz Agnaldo Wellington Corrêa, defendeu o deferimento da prestação de contas e foi seguido pelos desembargadores Eva do Amaral Coelho, Raimundo Holanda Reis e Ruy Dias Filho. Apenas o juiz Altemar Paes foi contra a aprovação. No mesmo dia foram julgados outros 17 processos e homologadas três decisões monocráticas. As observações feitas às contas de Jatene foram relativas a problemas na primeira e na segunda parcial de prestação, realizadas durante a campanha. Entretanto, os problemas foram totalmente sanados na prestação final. “Todas essas diferenças foram declaradas ao final, e, por esse fato, todos os juízes do TRE entenderam que isso não é motivo para desaprovação de contas”, afirmou o advogado de defesa de Simão Jatene, Orlando Barata. “Na prestação de contas estava toda a movimentação e tudo foi declarado. Tudo tinha como se comprovar. Foram mais de R$ 7 milhões comprovados”, completou.
De acordo com o procurador do Ministério Público Eleitoral (MPE), Alan Mansur, incorreções nas prestações de contas nas primeiras parciais não geram nenhum problema, desde que tudo esteja certo na prestação final. A ressalva também não gera nenhuma multa ou impedimento futuro. “Não gera nenhum problema nesse sentido, nem multa. Só iria gerar se fosse desaprovado. Quando é aprovação com ressalvas, não gera nenhum problema”, informou Mansur.
Sobre gastos com hospedagem do governador contestados pelo MPE, Mansur confirmou que o entendimento do TRE é de que não havia provas sobre a suposta hospedagem. “A argumentação é de que os voos foram feitos no mesmo dia”, disse Mansur. “Não havia provas robustas de que houve gastos de hospedagem, e nem de quantas pessoas deveriam se hospedar”, complementou o procurador. O MPE ainda possui um prazo de 15 dias após a diplomação dos eleitos para questionar qualquer irregularidade que não tenha sido verificada.

COMPROVAÇÃO

Luth Rebelo
As prestações de contas de outros deputados foram rejeitadas pelo pleno do TRE, ontem. Os deputados estaduais Luth Rebelo (PSDB) e Divino Santos (PRB), conhecido como Pastor Divino, tiveram as contas indeferidas. O deputado Luth Rebelo apresentou gastos de duas empresas, mas cancelou as notas posteriormente. Já o Pastor Divino não conseguiu comprovar alguns recursos que utilizou durante a campanha. Além desses candidatos eleitos, já tiveram as contas de campanha rejeitadas Arnaldo Jordy (PPS), Martinho Carmona (PMDB) e Heraldo Pimenta (PMDB). Os candidatos ainda podem recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Pararijos NEWS, com informações do TSE

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Brasil pode perder 30% de suas línguas indígenas

O Brasil corre o risco de perder, no prazo de 15 anos, um terço de suas línguas indígenas, estima o diretor do Museu do Índio, José Carlos Levinho. Atualmente, os índios brasileiros falam entre 150 e 200 línguas e devem ser extintas, até 2030, de 45 a 60 idiomas.
“Um número expressivo de povos, inclusive na Amazônia, tem cinco ou seis falantes apenas. Nós temos 30% [das línguas] dos cerca de 200 povos brasileiros com um risco de desaparecer nos próximos dez ou 15 anos, porque você tem poucos indivíduos em condições de falar aquela língua”, alerta Levinho.
Segundo ele, desde que o Museu do Índio iniciou um trabalho de documentação de línguas dos povos originais, chamado de Prodoclin, em 2009, os pesquisadores do projeto viram dois idiomas serem extintos, o apiaká e o umutina.

Foto: Tânia Rêgo (Agência Brasil)
Segundo diretor do Museu do índio, José Carlos Levinho, as próprias escolas indígenas não contribuem para preservação da cultura
“Tem também a situação de [línguas faladas por] grupos numerosos, em que você tem um número expressivo de pessoas acima de 40 anos falando o idioma mas que, ao mesmo tempo, tem um conjunto de jovens que não falam mais a língua e não estão interessados em mantê-la. Então, você não tem condições de reprodução e manutenção dessa língua. A situação é um tanto quanto dramática. Esse é um patrimônio que pertence não só à comunidade brasileira como ao mundo”, destaca Levinho.
É uma perda irreparável tanto para as culturas indígenas quanto para o patrimônio linguístico-cultural mundial. Especialistas e indígenas ouvidos pela Agência Brasil afirmam que esses idiomas, que levaram séculos para se desenvolver, são fundamentais para a manutenção de outras manifestações culturais, como cantos e mitos.
Além disso, as línguas são sistemas complexos que, uma vez estudados e compreendidos, podem contribuir para uma melhor compreensão da própria linguagem humana. Indígenas ouvidos pela reportagem também consideram seu idioma materno um instrumento de autoafirmação da identidade e da cultura.
Quem também acredita que essa extinção possa ocorrer nos próximos anos é o linguista Wilmar da Rocha D'Angelis, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), coordenador do grupo de pesquisas Indiomas, especializado em línguas nativas do território brasileiro. Sua estimativa é que pelo menos 40 línguas sejam perdidas no prazo de 40 anos.
“Nenhum linguista gosta de fazer esse tipo de vaticínio, até porque nosso papel costuma ser o de contribuir para que tais línguas minoritárias se fortaleçam e desenvolvam estratégias de sobrevivência”, destaca D'Angelis. “Eu arriscaria dizer que devem se extinguir, nos próximos 40 anos, a média de uma língua por ano”, completa.
O número de idiomas falados por indígenas brasileiros varia de uma fonte para outra, já que a definição de fronteiras entre as línguas é um exercício subjetivo, que depende de fatores como critérios gramaticais, linguísticos e até políticos. D'Angelis estima que existam no Brasil entre 150 e 160 idiomas.
O portal Ethnologue.com, que funciona como um banco de dados das línguas faladas hoje no mundo, lista cerca de 170 línguas indígenas com falantes vivos no Brasil. Entre esses idiomas, 37 são considerados quase extintos, ou seja, os falantes são idosos e têm pouquíssima oportunidade de usar o idioma. Há ainda 23 línguas consideradas moribundas, ou seja, são faladas apenas pela faixa etária mais velha da população, mas ainda são usadas no cotidiano por essas pessoas.
Excluindo-se essas 60 línguas, sobram cerca de 110 que ainda são usadas pelas parcelas mais jovens da população. Mesmo assim, é preciso considerar que muitas delas têm poucos falantes. D'Angelis diz, por exemplo, que 100 línguas brasileiras têm menos de mil falantes.
O pesquisador lembra que cerca de mil idiomas indígenas brasileiros foram extintos nos últimos 500 anos. “Na esmagadora maioria dos casos, a extinção se deu junto com a extinção da própria comunidade de falantes, isto é, os próprios índios”, afirma o pesquisador.
Segundo ele, hoje o maior risco para a existência desses idiomas não está mais no extermínio da população indígena. “Ainda que se conserve, em áreas como Mato Grosso do Sul, Rondônia e algumas outras partes da Amazônia, uma situação de violência institucionalizada que ainda tem essa marca genocida, a destruição das línguas minoritárias, no Brasil atual, não depende do extermínio dos falantes. Os processos de escolarização, a exploração da mão de obra indígena e diversos programas sociais, incluindo aqueles que favorecem a entrada da televisão em todas as aldeias, vêm causando impacto considerável.”
Para o diretor da Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro, no Amazonas, Isaías Pereira, quando um índio deixa de falar sua própria língua, perde-se também uma parte importante de sua cultura. “Com o descobrimento do Brasil e a colonização, desde aquela época, começamos a perder nossa cultura. A gente tem que ficar lutando para manter nossa própria cultura, nossa própria fala.”
Já o pesquisador Glauber Romling da Silva, que participa do projeto de documentação do Museu do Índio, compara a perda de uma língua à extinção de uma espécie. “Quando se preserva uma língua, se está preservando os costumes e tudo que vem junto com isso. Muitas vezes o perigo de extinção não é só na língua em si. Às vezes, a língua até mostra uma vitalidade, mas seus estilos formais, cantos, a parte cultural em que ela está envolvida somem muito rápido. De uma geração para outra, isso pode sumir”, diz.
Romling lembra que a Constituição garante uma educação diferenciada aos indígenas, com escolas próprias, que ensinem o idioma nativo. No entanto, segundo ele, há uma série de dificuldades que comprometem o ensino do idioma e até a qualidade da escola como um todo, como a falta de professores treinados e de material didático, além de problemas estruturais na própria unidade de ensino. Diante disso, muitos jovens passam a frequentar escolas urbanas.
O diretor do Museu do Índio, José Carlos Levinho, acredita que, da forma como são estruturadas hoje, as escolas nas aldeias não contribuem para a preservação da cultura e da língua desses povos.
“A educação é um processo de socialização e quando ela é mal fundamentada cria mais problemas do que soluções. Você encontra aberrações desde a maneira como as escolas são construídas até sua lógica de funcionamento. A estrutura não tem a flexibilidade necessária para dar conta daquela realidade. O grande problema na relação com os índios é não considerar as particularidades”, diz.
Segundo ele, é preciso que os governos dialoguem com os indígenas e levem em consideração a singularidade de cada povo. “É preciso enxergar o outro de verdade, respeitar o outro do jeito que ele é. E criar as condições para que se possa atendê-lo.”
A secretária nacional de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão, Macaé Evaristo, diz que o governo tem buscado investir na formação de professores indígenas por meio do projeto Saberes Indígenas na Escola, para garantir que o idioma nativo seja passado para as crianças nas escolas.
“Nós organizamos redes com as universidades para atender à diversidade de línguas indígenas. Hoje no Projeto Saberes Indígenas estamos trabalhando na formação de professores em 77 línguas indígenas”, explica. “Mas é uma longa caminhada. É uma agenda complexa.”
Segundo ela, o Ministério da Educação (MEC) também tem investido na pesquisa e documentação de línguas indígenas, na preparação de materiais didáticos e na construção de escolas indígenas.
“Nós partimos do pressuposto da garantia da educação a crianças, adolescentes, jovens e adultos, independente de sua etnia em qualquer lugar do país. Nossa orientação aos sistemas de ensino é que se escute as populações no desenvolvimento do planejamento da oferta educativa. Que [os sistemas] garantam que aquelas populações que têm uma língua própria tenham acesso ao ensino em sua língua materna e acesso ao português como segunda língua”, diz a secretária.
Fonte: ORM

Atlético-MG supera concorrência e acerta com argentino Lucas Pratto


Pratto
Atlético-MG supera concorrência do Cruzeiro e acerta com argentino Lucas Pratto
O Atlético-MG já tem o primeiro reforço para a próxima temporada. O Galo venceu a concorrência do arquirrival Cruzeiro e de clubes como Flamengo e Palmeiras e acertou a contratação do atacante argentino Lucas Pratto, que estava no Vélez Sarsfield, e já tinha manifestado o desejo de jogar no futebol brasileiro. O contrato do jogador será de três anos, e o time só vai confirmar o negócio após a assinatura do vínculo.
Lucas Pratto tem 26 anos e começou a carreira nas categorias de base do Boca Juniors, e passou por clubes como Tigre, da Argentina, e Lyn, da Noruega, antes de conseguir um contrato com os italianos do Genoa, onde não teve oportunidades, e acabou voltando para o futebol argentino, para defender o Vélez Sarsfield.
Lucas Pratto despertou o interesse do Atlético-MG devido aos 26 gols marcados na atual temporada da Argentina. O atacante chega ao Galo para suprir as ausências de Jô e André, afastados do elenco principal do time atleticano, devido aos atos de indisciplina.
O Atlético-MG não revelou os valores da transação, mas fontes dentro do clube afirmam que as cifras giram em torno dos R$ 10 milhões. No Galo, Lucas Pratto deverá ter um salário bem maior que os padrões argentinos, o que pode representar a independência financeira do jogador.
Yahoo.com

Parecer recomenda rejeição das contas de Jatene

Parecer recomenda rejeição das contas de Jatene (Foto: Ney Marcondes/Arquivo)
(Foto: Ney Marcondes/Arquivo)
Análise feita pela Secretaria de Controle Interno e Auditoria do Tribunal Regional Eleitoral identificou dez irregularidades na prestação de contas da campanha eleitoral do então candidato ao governo Simão Jatene, reeleito na última eleição. 
Dessas, sete foram sanadas após diligências, mas três foram consideradas graves e, por isso, o relatório final dos técnicos do TRE recomenda a rejeição das contas do candidato Simão Jatene. A análise técnica foi enviada ao Ministério Público Eleitoral que recomendou a desaprovação das contas. O parecer será julgado hoje em sessão do TRE. A rejeição leva à abertura de investigação que pode gerar cassação do mandato e perda de direitos políticos por até oito anos. 
Um dos problemas verificados foi que na campanha deste ano, Jatene repetiu a estratégia usada na campanha de 2010 de concentrar a prestação de contas em recursos contratados diretamente pelo Comitê Financeiro, repassados ao candidato sobre a forma de receitas estimadas. 
Dos R$ 7.031.945,49 recebidos pelo candidato, 86,32% (R$ 6.070.138,16) entraram via comitê único. “A estratégia privilegia as contas do candidato, uma vez que a este só caberá cumprir as formalidades relativas à apresentação da documentação das receitas estimadas, ficando à margem de eventuais questionamentos relativos a fontes vedadas, recursos de origem não identificados, omissões de receitas e despesas, entre outros que em tese resvalariam somente nas contas do Comitê que lhe patrocinou”, destacam os técnicos no documento em que pedem a rejeição das contas. 

ANÁLISE
A análise constatou também a ausência de registros com hospedagens, apesar do enorme registro de viagens do candidato ao longo da campanha. “Foram contabilizadas doações de receitas estimadas em dinheiro efetivadas pelo Comitê Único e Diretório Regional do PSDB referentes à cessão de aeronaves utilizadas pelo candidato em campanha sem o devido registro de despesa ou receita com hospedagem”. 
O candidato alegou que não haveria relação direta entre viagens e gastos com hospedagem em razão de que não haveria pernoite, mas o argumento não foi aceito pelo TRE já que em várias viagens a aeronaves eram fretadas por dois ou mais dias, configurando que haveria pernoite. 
Os técnicos confirmam que algumas irregularidades foram sanadas após diligências (busca de documentos), mas chamam a atenção para irregularidades que parecem insanáveis, entre elas, a primeira prestação de contas parcial que apareceu zerada “a despeito da ampla campanha eleitoral que era verificada nas ruas do Estado”, segundo verificado em fiscalizações externas registradas no TRE. 
Os técnicos lembram que a prestação de conta parcial que não corresponda à efetiva movimentação de recursos ocorrida até a data de sua entrega caracteriza infração grave a ser apurada no momento da prestação de conta final”. “O exame das contas mostrou que houve doações anteriores à primeira parcial que apareceu zerada”, constataram os técnicos. 
Outro problema foi atribuir ao Comitê Financeiro todas as despesas do Comitê Central da campanha. Os técnicos ressaltam que “o gerenciamento da campanha eleitoral não é competência prevista normativa para o comitê financeiro”. 
Entre os problemas sanados estava a falta de recibos, documentos em duplicidade e falta de identificação do doador originário dos recursos repassados a Jatene pelo Comitê Financeiro. Houve também divergência entre as doações contabilizadas e a prestação de contas apresentadas pelos doadores. Ao TRE, Jatene admitiu equívoco no lançamento dos valores e se comprometei a fazer as correções .
Outro erro foi o registro de doações recebidas de outros prestadores de contas que não confirmaram as doações. “O procedimento técnico de exame detectou divergências entre as doações contabilizadas na prestação de contas em análise e aquelas prestadas pelos doares”, afirmam os técnicos no documento de 13 páginas a ser enviado ao Ministério Público Eleitoral. Um exemplo foi a declaração de que o candidato havia recebido (R$ 851.150) do Comitê Financeiro único e do Diretório Regional do PSDB, mas que ambos não registraram. 
(Diário do Pará)

Lava Jato: Ministério Público denuncia 35 pessoas por ligação com esquema de propina na Petrobras


Ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa e mais 34 pessoas foram indiciadas pelo MPF depois da Lava Jato Antonio Cruz/02.12.2014/Agência Brasil
O MPF (Ministério Público Federal) denunciou 35 pessoas físicas nesta quinta-feira (11) suspeitas de participação no esquema de desvio de recursos e pagamento de propina na Petrobras, descoberto pela operação Lava Jato da PF (Polícia Federal). A denúncia foi feita na Procuradoria da República do Paraná, em Curitiba (PR).
Entre os denunciados, estão diretores e executivos de seis grandes empreteiras do País: Camargo Corrêa, Engevix, OAS, Mendes Junior, UTC e Galvão Engenharia. Do total de 35 denunciados, 22 são funcionários das empreiteiras. Os envolvidos são acusados pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa.
As acusações envolvem desvios da ordem de R$ 1 bilhão no esquema criminoso, sendo que a corrupção total investigada só na Diretoria de Abastecimento, que era comandada por Paulo Roberto Costa, é da ordem de R$ 300 milhões.
De acordo com o MPF, "as empreiteiras pagavam propina para altos dirigentes da Petrobras em valores que variam de 1% a 5% do montante total de contratos bilionários, em licitações fraudulentas". Segundo o MPF, operadores financeiros distribuiram os recursos de 2004 a 2012, com pagamentos feitos até 2014.
Leia mais notícias de Brasil e Política
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, acompanhou a apresentação do procurador Deltan Dallagnol, Procurador da República. Janot disse que o "trabalho será longo, não será breve". Dallagnol, por sua vez, disse que há uma "guerra contra a corrupção".
— [Havia] três núcleos principais que são objetos da acusação. O primeiro, são as empreiteiras. O segundo, os funcionários públicos, como Paulo Roberto Costa [ex-diretor de Abastecimento da Petrobras]. [...] O terceiro núcleo são agentes profissionais da lavagem de dinheiro, especialmente [o doleiro] Alberto Youssef.
Dallagnol explicou que o MPF descobriu que "as empresas simularam um ambiente de competição e, em reuniões secretas, elas definiam quem ia ganhar a licitação e quais as empresas que participariam de cada licitação. Temos aí, ambiente fraudado com cartas marcadas. [...] Havia um regulamento parecido ao um campeonato de futebol".
Veja a lista dos 35 denunciados pelo Ministério Público Federal:
Alberto Yousseff
Paulo Roberto Costa
Waldomiro de Oliveira
Carlos Alberto Pereira da Costa
João Procópio Junqueira Pacheco de Almeida Prado
Enivaldo Quadrado
Sergio Cunha Mendes
Rogério Cunha de Oliveira
Ângelo Alves Mendes
Alberto Elísio Vilaça Gomes
José Humberto Crunível Resende
Antônio Carlos Fioravante Brasil Pieruccini
Mário Lucio de Oliveira
Ricardo Ribeiro Pessoa
João de Teive e Argollo
Sandra Raphael Guimarães
João Ricardo Auler
Eduardo Hermelino Leite, "Leitoso"
Marcio Andrade Bonilho
Jayme Alves de Oliveira Filho
Adarico Negromonte Filho
José Aldemário Pinheiro Filho, vulgo "Léo Pinheiro"
Agenor Franklin Magalhães Medeiros
Mateus Coutinho de Sá Oliveira
José Ricardo Nogueira Breghirolli
Fernando Augusto Stremel Andrade
João Alberto Lazzari
Gerson de Mello Almada
Carlos Eduardo Strauch Albero
Newton Prado Junior
Luiz Roberto Pereira
Erton Medeiros Fonseca
Jean Alberto Luscher Castro
Dario de Queiroz Galvão Filho
Eduardo de Queiroz Galvão
(Agência Brasil)