Google+ Badge

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Órgão do governo proíbe afixação de cartazes sobre desacato

Uma recomendação feita pela gestão da Defensoria Pública do Pará proíbe a afixação de cartazes sobre a lei de desacato aos servidores no momento de trabalho. Os avisos estão por toda a instituição.
Segundo o corregedor Antônio Carlos Monteiro, os avisos pregados nas paredes podem causar constrangimento para as pessoas que são atendidas pelo funcionários do órgão de assistência jurídica gratuita e ainda inibi-las de fazer críticas ou sugestões que poderiam ser benéficas para o desenvolvimento institucional.
O corregedor ainda ressalta que a iniciativa é um exemplo para redução das desigualdades sociais, especialmente no que diz respeito à relação entre o servidor e a pessoa atendida.
Apesar da ausência dos cartazes, a instituição seguirá o cumprimento da lei que impede os maus tratos de servidores públicos.
ORM News