Google+ Badge

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Pará divide experiência sobre Educação

DEBATE: Conferência que começa amanhã, em Brasília, envolve toda a sociedade
A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) lidera, a partir desta quarta-feira, 19, um grupo de 98 delegados que participarão da Segunda Conferência Nacional de Educação (Conae), que será realizada em Brasília até o dia 23. A criação do Sistema Nacional de Educação é um dos principais focos de discussões que envolverão a participação de toda a sociedade. Ele organiza as instâncias de decisão e de execução da educação brasileira.
No Pará, o Fórum Estadual de Educação é presidido pelo secretário adjunto de Ensino, professor Licurgo Peixoto de Brito, e reúne instituições de ensino, entidades de classe, como sindicatos e associações, profissionais da área e representações as mais diversas da sociedade civil. “O fórum é responsável pelas discussões e propostas do Estado para o campo da Educação”, explica. Resultado da primeira conferência, o Plano Nacional de Educação (PNE) indica diretrizes para a área pela próxima década. “Os municípios e estados trabalham para se alinhar ao PNE”, completa Licurgo.
As informações sistematizadas pelo Fórum, a partir de conferências municipais, regionais e estadual, produzem diagnósticos da Educação e suas demandas. “Essas informações vão além dos índices e das estatísticas para promover uma apreciação qualitativa e voltada para as necessidades regionais”, diz Licurgo, se referindo às12 regiões de integração do Pará. Fundamentos para políticas públicas e seu redesenho são outras das contribuições dos fóruns estaduais em temas que vão desde a educação infantil até o ensino superior, passando por estratégias de inclusão mais eficientes.

O Liberal