Google+ Badge

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Campeão da Copa Verde pode sair hoje

O Paysandu tem hoje a chance de encerrar 2015, ano de seu centenário, com pelo menos um título em sua galeria de grandes conquistas. A partir das 10 horas, o Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) reúne-se, no Rio de Janeiro, para retomar a apreciação do ‘Caso Copa Verde’, no qual o Papão tenta recuperar o título de campeão do torneio, que foi conquistado em campo pelo Brasília-DF.
A demanda começou a ser apreciada no dia 11 de setembro, mas acabou suspensa, quando os bicolores venciam por dois votos a um, após intervenção do presidente da corte, Caio César Rocha, que pediu vistas do processo.
Por se tratar de retomada do julgamento, apenas mais dois membros do STJD, no caso o próprio presidente da casa, Caio César Rocha, e o auditor Rodrigo Raposo terão direito a voto. Ao Paysandu basta que apenas um deles dê parecer favorável ao clube que o título estará garantido. O campeão do torneio tem participação assegurada, de acordo com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), na Copa Sul Americana de 2015.
O presidente eleito e também advogado do Paysandu, Alberto Maia, viajou ontem de São Paulo para o Rio, onde atuará ao lado de outros advogados contratados, Itamar Cortes e Osvaldo Sestário, na defesa dos interesses do clube. Maia se mostra otimista. “O que nós aguardamos é que seja feita a justiça. Se realmente for aplicado o Código Brasileiro de Justiça Desportiva, não tenho dúvidas de que o Paysandu sairá vencedor”, declarou. 
Embora o Brasília tenha sido campeão do torneio, o título lhe foi retirado pela Primeira Comissão Disciplinar do STJD, que entendeu ser procedente a denúncia feita pelo Paysandu, que acusa o adversário de ter utilizado os jogadores Igor, Índio, Gilmar e Fernando de forma irregular nos jogos da final do torneio. Os atletas, de acordo com documentação em poder dos bicolores, não tiveram seus nomes incluídos no Boletim Informativo Diário (BID) em tempo hábil, conforme exigência da CBF.
(Pararijos NEWS)