Google+ Badge

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Belfort se diz mais forte do que nunca e manda recado a Weidman: “o cinturão é meu”

A coletiva de imprensa realizada na noite de ontem, em Las Vegas, para anunciar o calendário oficial do Ultimate em 2015 contou com a presença de 14 dos maiores nomes da franquia no palco. Depois da divulgação do planejamento da organização para o próximo ano e das respostas dos lutadores às perguntas dos jornalistas, os lutadores fizeram as tradicionais encaradas pré-luta para “esquentarem” os confrontos que estão por vir. Anderson Silva e Nick Diaz, Chris Weidman e Vitor Belfort, Jon Jones e Cormier... Todos ficaram frente a frente.
Vitor Belfort participou de uma conferência por telefone onde falou sobre a disputa de título com Chris Weidman no UFC 184, que acontece no dia 28 de fevereiro, em Los Angeles (EUA). Entre muitos assuntos, Vitor avaliou o comportamento do atual campeão dos médios, que tem protagonizado inúmeras provocações ao brasileiro, além de falar sobre sua expectativa pela chance de se tornar o único lutador na história a ser campeão do UFC em três categorias diferentes.
Ao ser perguntado sobre as mudanças em seu estado físico uma vez que vai se apresentar fora das condições anteriores, quando ainda fazia o uso do TRT (Terapia de Reposição de Testosterona), Vitor acalma os fãs e garante estar melhor do que nunca.
“Nunca estive tão forte e explosivo. Estou bem melhor do que antes. O negócio é a mente. A maioria das pessoas tem a cabeça insegura. Com o talento que Deus me deu, desenvolvo isso. Se eu não trabalhar duro, não vou a lugar nenhum. A luta é sempre pelo cinturão. Será o terceiro cinturão, vou fazer história. Conquistei meu espaço, estou aqui. Estou aqui para pegar o cinturão que é meu. Vou fazer o que ninguém fez antes na história”, declarou o fenômeno, em conversa por telefone.
Chris Weidman, atual campeão dos médios, tem direcionado diversas provocações ao brasileiro. Questionado sobre sua reação quanto a nova postura do rival, Vitor prefere não entrar em polêmica, mas manda seu recado.
“Não tenho nada para falar do meu oponente. Essa pergunta (sobre as provocações de Weidman) é mais para ele, e não para mim. O que foi? Ele está preocupado comigo? Estou treinando, comprando meu ouro. Não vai ter mais papo”, declarou.
Ensaio: Anderson Silva e Nick Diaz tem sua primeira encarada
Anderson Silva e Nick Diaz tiveram sua primeira encarada no evento promocional do UFC. Após participar de uma coletiva de imprensa ao lado de outros 12 atletas, a dupla ficou frente a frente, com o presidente Dana White no meio, e se encarou de forma respeitosa. Os dois se cumprimentaram cordialmente antes de deixarem o palco.
Questionado sobre sua situação de saúde após o drama que viveu após um treino no início do mês, quando ficou sem sentir as pernas e passou a noite no hospital, Spider garantiu que tudo realmente não passou de um grande susto.
“Estou bem agora. Tive uma pequena dor nas costas ao final de um treino e fui para o hospital. O médico disse que eu não tinha nada e voltei para casa. Minha perna está bem, minhas costas também estão bem”.
“Tenho que dar de volta aos meus fãs o que eles me dão. Estou muito empolgado em enfrentar Nick, que tem grandes lutas no UFC. Estou treinando muito para minha luta.
Nick Diaz, por sua vez, aproveitou para como sempre provocar o canadense Georges St-Pierre e disse que pegou o lugar do ex-campeão dos meio médios do Ultimate no duelo contra o brasileiro.
“Georges não quis essa luta. Eu a peguei. Sempre procuro pelo melhor confronto que posso ter. Essa é a melhor, então é ela que quero. Acho que será boa para os fãs”, disse.

UFC Combat